Portugal ainda à espera dos ventiladores comprados à China. Governo paga 2 milhões à TAP para os ir buscar

Alejandro Garcia / EPA

Portugal continua sem receber cerca de 1000 ventiladores adquiridos à China, com o intuito de duplicar a resposta do Serviço Nacional de Saúde (SNS) aos casos mais graves de Covid-19. Os aparelhos tardam em chegar e o Governo já fez um contrato de milhões com a TAP para os ir buscar.

No passado dia 12 de Abril, a ministra da Saúde, Marta Temido, reconheceu que o material adquirido à China, incluindo ventiladores e equipamentos de protecção, estava atrasado. “Na China, os regulamentos sobre transportes mudaram, obrigando a novas autorizações que estamos a diligenciar por obter, que demoraram alguns dias, e isso atrasou o transporte”, salientou Temido.

Além das questões burocráticas, há ainda uma “guerra secreta” por ventiladores entre os vários países, dada a elevada procura para responder à pandemia de Covid-19.

Certo é que dos 1151 ventiladores que Portugal adquiriu à China, apenas “73 já se encontram em Portugal”, apurou o Correio da Manhã (CM) junto de fonte oficial.

O jornal salienta que o Ministério da Saúde espera que “cheguem ao nosso país outros 48 aparelhos na próxima quarta-feira, mas nada é certo“.

Segundo as contas do CM, cada ventilador custa a Portugal cerca de 18.200 euros. No total, a encomenda de 1151 aparelhos deverá custar mais de 20,9 milhões de euros.

O Público já tinha anunciado, há cerca de duas semanas, um atraso na entrega de equipamentos vindos da China. De acordo com o jornal, até 17 de Abril só tinham sido entregues à Embaixada de Portugal em Pequim 65 ventiladores.

Alguns desses ventiladores que chegaram a Portugal, têm botões em mandarim.

Antes da pandemia, Portugal tinha 1142 aparelhos de ventilação invasiva nos hospitais do SNS. O objectivo da encomenda à China pretendia duplicar a oferta.

Entretanto, para tentar agilizar a entrega de equipamentos vindos da China, a Administração Central do Sistema de Saúde assinou com a TAP contratos por ajuste directo no valor global de 2,17 milhões de euros, conforme avança o Expresso.

O semanário cita contratos celebrados a 1, 8, 11 e 28 de Abril para o frete de aviões da TAP. “São três contratos de 622 mil euros (cada um relativo a dois voos Lisboa – Pequim – Lisboa) e um quarto contrato no valor de 311 mil euros (para um voo para a mesma rota)”, explica o Expresso.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Que rica mina para a China e ainda por cima com botoes em Mandarim, vale tudo. Oxalá, que nao se prove um dia, que o virus foi fabricado/feito/erro ou outra causa mal explicada, culpa da China que a meu ver já suspeito ha muito.
    Nao haverá em mais nenhum lado do mundo ventiladores capazes e com instruçoes em Ingles pelo menos ou interessa pagar favores outrora recebidos?

    • Ter os botões em mandarim é o menor dos problemas, basta colocar outro na língua que se quiser. O tamanho dos botões é standard. E numa linha de montagem, que ainda por cima deve estar um caos, não admira.
      Quanto a culpas, não existem dúvidas que têm. Pelo menos o não terem divulgado mais cedo, o que nem no seu território fizeram. O medo dos chefes…. e de perderem o “tacho”, explica muito.
      Quanto a existir mais nenhum lado no mundo a fabricá-los e a exportá-los, acredito que assim seja. Quem os tiver, primeiro vai prevenir-se. Mas nós não estamos já a fabricar? Ainda vão sucatear muitos, se os números se mantiverem controlados!

  2. Penso que sim, pelo menos as noticias assim o disseram, quanto ao estar em mandarim eu sei que se colocam outros, mas é preciso saber as instruçoes de manuseamaento nao é só colocar botoes; estas sao maquinas sofisticadas. Eu referia-me a falta de digamos consideraçao tacto ou chame-se o que se quizer pois eles elementarmente deveriam vir se nao em Portugues pelo menos em Ingles.

  3. A China não faz cópias em força de tudo o que “mexe” no mundo.
    Portugal que os copie, excepto o mandarim.
    Temos universidades que baste para isso, e indústria capaz.
    Mas como somos da União, não podemos copiar, depois vamos gastar milhões em cópias de material da própria China.

    Ou vão afirmar que é patente própria, até pode ser uma patente com uma ligeira alteração.

    Somos um povo com capacidade incrível, por outro lado não se entende como chegamos a este ponto….
    Eu não compreendo, mas também sou Zé Povinho, inculto e “Burro”.

    Enfim….

  4. “Portugal desespera…”
    Mais um título à CM… claro que qualquer título como “Portugal ainda espera…” faria mais sentido mas não era a mesma coisa!…
    Portugal não desespera porque, felizmente, a maioria dos ventiladores existentes em território nacional estão parados por não serem necessários.

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …