O triunfo dos porcos portugueses. China faz subir preço da carne de porco

Os suinicultores portugueses estão a aproveitar o vírus que afeta a produção chinesa para aumentar os preços na exportação. Os consumidores nacionais também vão pagar mais no talho.

Há um vírus a dizimar as varas chinesas. Apesar de ser um azar para uns, os portugueses olham para esta situação como uma “oportunidade muito grande” para impulsionar as exportações para a China – o maior criador, mas também consumidor deste produto a nível mundial.

João Bastos, secretário-geral da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS), adiantou ao Jornal de Negócios que se estima que a China irá comprar, já este ano, cerca de 80 mil toneladas de carne nacional, valor que equivale a um sexto do volume abatido anualmente no país.

O responsável calcula que, em valor, as vendas para este destino podem duplicar para 200 milhões de euros em 2020. “Neste momento em que há escassez do lado da oferta, os preços estão a subir.”

“Tivemos um período de quatro meses [no início do ano] em que houve exportação para a China a preços baixos, mas agora está com preços mais elevados. Já se está a começar a refletir. Nas últimas duas semanas, os preços de venda à China têm aumentado. É um mercado que valia essencialmente pelo volume que absorve – e agora também pelo preço”, explica João Bastos.

De acordo com o matutino, em 2018, o negócio da carne de porco ascendeu a 520 milhões de euros. Em 2015, este setor valia 600 milhões, pelo que, atualmente, ainda está aquém deste valor. Ainda assim, João Bastos mantém a “expectativa de voltar a este patamar da faturação, pelo aumento do volume e do valor”.

Para isso, a Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores conta com o aumento das exportações, nomeadamente para a China, que “vai ter mais peso do que o somatório de todos os outros mercados para onde exporta” muito em breve.

Os preços da carne de porco já começaram a subir na China, nos Estados Unidos e em vários países da União Europeia. Em Portugal, não se antecipam “grandes efeitos inflacionários” no mercado doméstico por via direta deste “desvio” da produção para o Oriente.

Ainda assim, João Bastos admite ao matutino que os consumidores portugueses vão pagar mais quando forem ao talho devido à “subida generalizada a nível global, que se refletirá também em Portugal“.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Os valores relativos às datas, calculo, estão trocados.

    “o negócio da carne de porco ascendeu em 2018 a 520 milhões de euros. Em 2015, este setor valia 600 milhões, pelo que ainda está aquém deste valor.” não faz sentido.

  2. Desde que não comecem depois a comprar carne de porco chinesa para vender aos portugueses devido à carne de porco portuguesa ter mais procura na china.
    Isso já se passa com o peixe e com certos outro produtos, como:
    – Ovas de sardinha;
    – Queijo da Serra (verdadeiro);
    – Robalos, Douradas, Sargos e Linguados da nossa costa (a melhor para produção de espécies para culinária);
    – Engulo;
    – Porcos Pretos (patanegra) (os espanhóis compram tudo e depois vendem os produtos transformados por um preço ‘premium’,

    enfim, vou parar de escrever, ‘que estes senhores do ZAP não gostam de acções cívicas no seu espaço

Responder a rahul Cancelar resposta

Secretário da Defesa discorda de Trump no envio de tropas para conter distúrbios. Aliados europeus afastam-se

O Secretário norte-americano da Defesa, Mark Esper, rompeu na quarta-feira com o Presidente, Donald Trump, no apoio ao envio das forças armadas para as cidades e os estados que se recusarem "a tomar as medidas …

Vai "nascer" em Arouca a maior ponte suspensa do mundo. É a esperança para fazer renascer o turismo

O Turismo de Arouca está a enfrentar dificuldades devido à quebra gerada pela pandemia, mas os empresários aguardam com expectativa a abertura daquela que será a maior ponte suspensa do mundo, já descrita como "extraordinária". Ainda …

"Será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na região de Lisboa

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou que "será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na Grande Lisboa, tendo em conta os números da região nos …

Atraso na partilha de informação. Responsáveis da OMS recusam responder a perguntas sobre China

Os mais altos responsáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS) recusaram-se esta quarta-feira a responder diretamente a perguntas sobre um atraso da China na partilha do mapa genético do novo coronavírus com a agência. Três perguntas …

Espanha reabre fronteiras a 22 de junho. Portugal diz que ainda não há uma decisão tomada

Espanha vai reabrir as fronteiras com Portugal e França a 22 de junho. O país tinha planeado abrir as fronteiras ao turismo estrangeiro a 1 de julho, mas decidiu adiantar a data. Porém, Portugal diz …

Conceição critica arbitragem, mas em Espanha fala-se de penálti de Pepe "que roça o escândalo"

Os 'dragões' perderam no primeiro jogo após a retoma do campeonato. Sérgio Conceição deixou críticas à arbitragem, mas em Espanha fala-se de um penálti escandaloso... de Pepe. O FC Porto ficou com a liderança da I …

Redução do IVA, abono para crianças e incentivos para comprar elétricos. O plano de 130 mil milhões de Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou esta quinta-feira um pacote de estímulo de 130 mil milhões de euros para este ano e 2021, para impulsionar a economia do país, duramente atingida pela pandemia de covid-19. Entre …

De Jorge Jesus a Bruno de Carvalho. Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades

O português Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades, acusa o Tribunal da Relação de Lisboa. A defesa do denunciante criticou a manutenção da prisão preventiva. De acordo com o acórdão do Tribunal da Relação …

Empresas podem manter lay-off até ao fim de setembro. Apoio pode chegar a 85% do salário

Os traços gerais do plano do Governo para a retoma da economia e para tentar travar a escalada do desemprego foram apresentados aos parceiros sociais, esta terça-feira, por Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade …

O próximo Wolves? Charlton pode tornar-se "português"

O consórcio português Corporate Football Organisation Portugal (CFO), liderado por Fernando Côrte-Real, está a estudar a compra do Charlton, clube que milita no Championship, o segundo escalão inglês. "A CFO Portugal já existe há pelo menos …