Poluição do ar diminuiu mas o “mal já está feito”

A poluição do ar caiu drasticamente nas cidades do mundo, pelas restrições impostas para fazer face à covid-19, mas “o mal já está feito” para os doentes, alerta a Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA na sigla original).

A organização admite que as condições de saúde causadas pela poluição crónica do ar das cidades podem levar a um aumento das taxas de mortalidade causada pela covid-19.

Mas, por causa da doença em termos globais, as cidades estão hoje muito mais limpas, como demonstram imagens de satélite, à medida que as restrições e o confinamento imposto pelos governos reduzem a circulação.

A EPHA diz, num comunicado divulgado hoje, que houve uma redução do dióxido de nitrogénio e de partículas finas que resultam do tráfego rodoviário, o que pode trazer algum alívio às pessoas infetadas pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-9.

Mas nota que a poluição crónica do ar é um importante propiciador de doenças pulmonares e cardíacas, ligadas a taxas altas de mortalidade por covid-19.

Rosamund Adoo-Kissi-Debrah, da Organização Mundial de Saúde (OMS), especialista em qualidade do ar, citada no comunicado, diz que seja qual for a forma de se usarem os números a verdade é que a poluição é uma questão de “vida ou de morte”.

O estrago já está feito. Anos a inspirar ar poluído do fumo dos carros e de outras fontes enfraqueceram a saúde de todos aqueles que estão agora envolvidos numa luta de vida ou de morte contra a covid-19″, diz, também citada no documento a que a Lusa tece acesso, o secretário-geral interino da EPHA, Sasha Marschang.

O responsável acrescenta que milhões de veículos continuaram a poluir as cidades mesmo depois do escândalo dieselgate (envolvendo técnicas fraudulentas na contagem das emissões poluentes da Volkswagen), e que “os carros e as cidades precisam de se limpar”.

As imagens de satélite (ESA Sentinel-5) combinam leituras de emissões de dióxido de nitrogénio de 5 a 25 de março de 2019 e imagens para o mesmo período deste ano. Em todos os casos, como por exemplo em Lisboa e no Porto, a poluição é substancialmente menor este ano.

Além das duas cidades portuguesas as imagens agora disponibilizadas mostram o decréscimo de poluição em diversas cidades e países do mundo.

A Agência Europeia do Ambiente (AEA) considera a poluição do ar o maior risco ambiental para a Europa, especialmente nas grandes cidades. Partículas finas, dióxido de nitrogénio e ozono ao nível do solo levam a cerca de 400.000 mortes prematuras em cada ano.

Desde o início do século que houve um aumento acentuado de veículos a diesel na Europa, muitos deles a não cumprir os padrões europeus de poluição do ar, diz-se no documento, no qual se acrescenta que há 71 processos de infração contra países da União Europeia por falhas na qualidade do ar.

A EPHA é uma associação europeia sem fins lucrativos sedeada na Bélgica e representada em 21 países, reunindo organizações não governamentais europeias de saúde pública.

A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 33.244 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu em dezembro na China, segundo um balanço da AFP às 19:00 de domingo, a partir de dados oficiais, que dá conta de 697.750 casos em todo o mundo.

Portugal registava no domingo 119 mortes associadas à covid-19, mais 19 do que no sábado, enquanto o número de infetados subia 792 para 5.962.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vírus com 15 mil anos descobertos no gelo do Planalto do Tibete

Cientistas que estudam glaciares encontraram vírus com quase 15 mil anos em duas amostras de gelo retiradas do Planalto do Tibete, na China. Muitos deles, que sobreviveram porque se mantiveram congelados, são diferentes de todos …

Leite sem lactose em laboratório (e com a ajuda de membranas de óxido de grafeno)

As membranas de óxido de grafeno (uma forma oxidada do material) têm sido muito estudadas para a dessalinização da água e separação de corantes, mas as suas propriedades podem não ficar por aqui. Uma equipa de …

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …