“Se não respeitam a fé, vão respeitar o peso da lei.” Políticos brasileiros querem punir humoristas da Porta dos Fundos

Deputados do estado de São Paulo, no Brasil, querem que os humoristas da Porta dos Fundos sejam questionados no Parlamento sobre o episódio especial de Natal, acusando-os de difamação religiosa.

Políticos brasileiros querem punir os humoristas da Porta dos Fundos, autores de um especial de Natal sobre Jesus Cristo e sua família, lançado pelo grupo na plataforma Netflix. O episódio “A primeira tentação de Cristo” representa Jesus como um jovem que terá tido uma experiência homossexual e também insinua que o casal bíblico Maria e José viveram um triângulo amoroso com Deus.

O deputado federal (membro da câmara baixa do Congresso) Júlio Cessar Ribeiro escreveu nas suas redes sociais que encaminhou um ofício ao ministro da Justiça do Brasil, Sérgio Moro, solicitando “apuração e representação criminal” contra os humoristas do Porta dos Fundos.

O parlamentar alega que os humoristas violaram o artigo 208 do Código Penal brasileiro ao “vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso”.

Na Assembleia Legislativa do estado brasileiro de São Paulo o caso gerou um pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), um instrumento legal que dá aos parlamentares o direito de investigar um facto que seja muito importante para a vida pública e para a ordem constitucional, legal, económica ou social do país.

O pedido para iniciar uma CPI e investigar os humoristas do Porta dos Fundos partiu de três deputados do Partido Social Liberal (PSL) e Republicanos, siglas conservadores que reúnem apoiantes de direita. “Se não respeitam a fé, vão respeitar o peso da lei”, avisam, citados pelo Público.

Num vídeo publicado no Twitter, os três deputados mostraram-se revoltados com os humoristas, acusando-os de infringirem a Constituição brasileira.

Os humoristas da Porta dos Fundos também usaram as redes sociais para defenderem o especial. Gregório Duvivier, que interpreta o papel de Jesus na produção escreveu no Twitter que “não pode rir de religião, só de preto, viado [homossexual] e pobre”.

A Assembleia Legislativa do estado de São Paulo informou que o deputado regional Altair Moraes (Republicanos), autor do pedido de CPI contra a Porta dos Fundos, tem quase 50 assinaturas de colegas para iniciar a investigação.

No entanto, o pedido de abertura de CPI será entregue depois de 3 de fevereiro de 2020, quando os parlamentares de São Paulo regressam aos trabalhos.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. É uma questão delicada. Se calhar o problema está no Código Penal. Apesar de eu ser ateu, embora conservador (ou de extrema-direira aos olhos de alguns), respeito o Cristianismo enquanto pilar das sociedades ocidentais, mas acho que deverá ser passível de ridicularização e comédia sob a égide da liberdade de expressão. O problema é que isto só costuma ser válido para o Cristianismo. Quando falamos do Islão, uma simples caricatura do profeta leva a assassinatos e embaixadas a arder. Era impensável alguém fazer este sketch com o profeta, e esse é um grande problema, pois vivemos reféns e sob a ameaça de não ferir as susceptibilidades do Islão. Acho que o Cristianismo tem razões para ser mais tolerante.

  2. Estudo magia ha dois anos, quando os cristãos querem fazer filme transformando as bruxas em seres demoníacos ninguém liga, agora só falar de Jesus todo mundo fica louco. Respeito Jesus, embora as vezes duvide dele, mas acho que são dois pesos e duas medidas

  3. O peso da lei pode se virar contra esses deputados, evangélicos certamente, por crime de homofobia. Sim, a partir que eles acusam o Portas dos fundos de “vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso”, estão por tabela dizendo que um Jesus gay é algo ruim.
    Já qdo se trata de atacar o Camdomblé, Espírtas, etc, esses mesmos evangélicos não vêm o menor problema, claro! Triste esse fundamentalismo religiosos.

  4. Os fanáticos de plantão, qualquer que seja a fé e devoção, tem urgentemente de entender que O ESTADO É LAICO. Se querem satisfações dos humoristas que os chamem através da justiça, se houver suporte legal para tanto. Enquanto representantes da nação, estando no poder legislativo de qualquer esfera, que cuidem do trabalho para o qual foram eleitos, coisa que fazem mal e porcamente.

  5. Porta dos Fundos tem os dias contados…nem tudo serve para brincar…já agora, eles não tem piada nenhuma..sinceramente, se fizerem uma pesquisa profunda verão de onde este grupo “humorístico” vem…

    Quanto as comentários por aqui….a maioria sem fundamento algum… a questão aqui é o ataque à fé cristã para se promoverem…mas saiu-lhes o tiro pela culatra…

    • Claro que não tem piada nenhuma, por isso é que eles estão na Netflix…
      Piada tem os fanáticos religiosos, que querem levar o Brasil de volta para os tempos medievais!…
      O pior é que alguns desses loucos já chegaram ao governo, que juntamente com a IURD e outras seitas, tudo fazem para levar a carneirada a um retrocesso civilizacional, enquanto enchem os bolsos!!

Responder a Eu! Cancelar resposta

Governo "devolve" 59 milhões em TSU às empresas para compensar aumento do salário mínimo

O Governo vai "compensar" as empresas em aproximadamente 59,2 milhões de euros devido ao aumento do salário mínimo nacional, estimou o ECO, tendo por base os dados avançados pelo Executivo aos parceiros sociais. De acordo com …

Decisões tardias, jogos políticos ou desinformação. Por que razão a República Checa não está a conseguir fugir da pandemia

Numa altura em que vários países da Europa começam a pensar em desconfinar, o oposto acontece na República Checa. O país já ultrapassou as 20 mil mortes e volta a entrar num novo confinamento. Mas …

Ministério Público abre inquérito para averiguar adjudicações de vereador de Coimbra

A Procuradoria-Geral da República afirmou esta terça-feira que instaurou um inquérito para averiguar as alegadas adjudicações feitas pelo vereador Jorge Alves, que renunciou ao cargo, nos Transportes Urbanos de Coimbra a uma empresa detida pelo …

Reino Unido. Dados sobre assassinos e violadores não foram enviados para a UE

A condenação no Reino Unido de 109 assassinos, 81 violadores e um indivíduo que cometeu ambos os crimes não foi transmitida aos países da União Europeia (UE) devido a uma falha informática e ao consequente encobrimento …

Vaga de frio no Texas. Mulher processa empresa de energia depois de receber conta de 9.000 dólares

Uma mulher residente no estado do Texas, nos Estados Unidos, avançou com uma ação coletiva de mil milhões de dólares contra o seu fornecedor de energia depois de a empresa apresentar uma conta de eletricidade …

Sérgio Conceição elogia SC Braga e fala de pessoas "subservientes" que querem "tachinhos"

Na antevisão do jogo com o SC Braga, marcado para esta quarta-feira, a contar para a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, Sérgio Conceição referiu-se a algumas incidências do último dérbi, mostrou-se desagradado …

Arábia Saudita. Repórteres sem Fronteiras pedem acusação do príncipe herdeiro pela morte de Khashoggi

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) entrou com uma ação judicial na Alemanha, na qual pede a acusação do príncipe herdeiro saudita Mohammed Bin Salman por crimes contra a humanidade, incluindo o assassinato do jornalista …

População prisional reduziu 18% nos últimos quatro anos

A ministra da Justiça salientou hoje que, nos últimos quatro anos, a população prisional baixou de 13.779, no final de 2016, para 11.300 no final de 2020, o que traduz uma redução de cerca de …

"A rebeldia de João Félix". Imprensa espanhola destaca o temperamento do avançado

João Félix volta a ser o centro das atenções da imprensa desportiva espanhola, depois de na última jornada da La Liga o internacional português celebrar o seu golo com recurso a alguns palavrões em direção …

Debaixo de fogo devido a comparações a Hitler, Amazon altera ícone da sua aplicação

A Amazon mudou o novo logótipo da sua aplicação de smartphone depois de várias vozes críticas terem comparado a imagem ao ditador alemão Adolf Hitler. A gigante do comércio eletrónico lançou o novo ícone em janeiro …