Pequenas aldeias italianas correm o risco de ficar sem população devido à covid-19

Coshipi / Flickr

Vila de Sambuca, em Itália

Na semana passada, o governo italiano introduziu um novo confinamento para combater a propagação do coronavírus no país. A maior parte das medidas foram direcionadas para as grandes cidades, mas em todo o país há milhares de pequenas aldeias a lutar para sobreviver.

Itália conta com 8000 pequenas vilas, sendo que 70% destas têm uma população inferior a 5000 habitantes. Nestas cidades, o mais preocupante é o envelhecimento da população, pois é maioritariamente composta por idosos. Normalmente, nestas zonas, o nascimento de um bebé é tão raro que os sinos tocam cada vez que surge a notícia.

Para complicar ainda mais a situação demográfica das pequenas regiões, algumas delas foram declaradas “zonas vermelhas” devido ao novo coronavírus – o que significa que o risco de infeção é particularmente alto.

“A desertificação demográfica já havia afetado essas cidades antes da covid”, sublinhou Mario Alvano, secretário-geral da Associação Nacional de Municípios Italianos na Sicília. “São pequenas aldeias que já estavam destinadas a se tornarem cidades fantasmas em apenas algumas décadas, onde a taxa de natalidade é 30 vezes menor que a taxa de mortalidade. Agora a covid aumenta o risco de acelerar a morte da população”, diz Alvano.

A cidade de Galati Mamertino, na Sicília, que foi também designada como zona vermelha, viu 157 dos seus 2400 habitantes ficarem infetados. Os especialistas concordam que surtos deste tipo são o resultado da proximidade entre os habitantes da cidade, o que é típico da vida social nessas zonas.

Tullio Prestileo, médico do hospital Benfratelli, em Palermo, relembra que “nas pequenas aldeias, as relações entre parentes e amigos são intensas. Aqui a impressão de que um amigo ou parente pode nos infetar é muito menor do que nas grandes cidades. Muitas vezes acredita-se que a localização isolada das aldeias é uma forma de proteção contra a transmissão e que este é um problema urbano”.

No entanto, ao longo dos anos, na tentativa de ressuscitar alguma pequenas cidades, os dirigentes apresentaram várias estratégias.

No ano passado, o presidente de Sambuca (que tem apenas 5000 residentes) recebeu mais de 94 mil e-mails de todo o mundo, após anunciar publicamente a venda de casas abandonadas por 1 euro. Atualmente, Sambuca, na província de Agrigento, acaba de ser declarada “zona vermelha”, depois de um surto ter causado 130 casos positivos e 8 mortes.

“A venda das nossas casas por 1€ foi um gesto simbólico para trazer as pessoas de volta a Sambuca, porque as aldeias são feitas de pessoas e não de casas”, disse o vice-presidente da Câmara, Giuseppe Cacioppo.

Já Fabio Orlando, presidente do conselho municipal de Roccafiorita, destaca que “a morte de um dos nossos não é apenas um número. É uma perda de uma história, uma casa que fica abandonada e um caminho que está fechado e esquecido para sempre”.

Situada entre as florestas do Monte Kalfa, Roccafiorita é a mais pequena aldeia do sul da Itália. A idade média dos seus apenas 187 habitantes é de 60 anos. Aqui o vírus é visto com muito respeito pois se a covid-19 se espalhar pela população e tiver efeitos nefastos, a vila pode desaparecer.

Por enquanto, a ameaça de um surto em Roccafiorita foi evitada, depois de terem sido feitos testes em toda a população que deram negativo, avança o The Guardian.

Contudo, o medo do vírus permanece, até porque o hospital mais próximo com condições para acolher doentes covid fica a mais de 1 hora e 40 minutos da cidade.

Na aldeia, a luz no fim do túnel parece distante. Os habitantes idosos esperam por uma vacina, mas sabem que um inverno longo e árduo está por vir.

Um dos habitantes da vila, Salvatore Occhino, traduz este receio em palavras suas, através da escrita de um poema onde se pode ler o seguinte verso:

“Ora vi saluto tutti, Buonasera / Chi sopravviverà lo vedremo in Primavera”

(“Agora saúdo a todos, boa noite / Veremos quem sobrevive na primavera”).

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …