Pelo menos três manifestantes mortos e mais de 150 feridos em confrontos na Ucrânia

snamess / Flickr

Protestos na Ucrânia

Protestos na Ucrânia

Pelo menos três manifestantes morreram esta terça-feira e cerca de 150 ficaram feridos, alguns em estado grave, em confrontos com as forças de segurança na capital da Ucrânia, Kiev, de acordo com informações do chefe do Serviço Médico da oposição, Oleg Moussii.

“Pelo menos três pessoas morreram. Todas foram atingidas por balas”, afirmou o responsável, em declarações aos jornalistas. Segundo os médicos que estão a trabalhar num hospital de campanha montado pela oposição ucraniana, a maioria das lesões foi provocada por granadas de atordoamento.

As mesmas fontes acrescentaram que cerca de 30 pessoas sofreram lesões na cabeça e encontram-se em estado grave, informando ainda que será preciso amputar a mão a um dos feridos.

Segundo a polícia, 47 agentes das forças de segurança também ficaram feridos nos confrontos, dos quais cinco apresentavam ferimentos por bala.

Manifestantes antigovernamentais ucranianos atacaram e ocuparam hoje a sede do partido do presidente Viktor Ianukovitch, perto do Parlamento, depois de romperem o cordão policial que protegia o edifício da Assembleia e se envolverem em confrontos com a polícia.

Desde o final de janeiro não se registavam confrontos entre manifestantes e polícia. A crise política na Ucrânia começou no final de novembro do ano passado, quando milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a decisão do governo de suspender os preparativos da assinatura de um acordo de associação com a União Europeia.

Governo fez ultimato a manifestantes

O governo ucraniano fez um ultimato aos manifestantes da oposição para desmobilizarem das ruas da capital até às 16h (hora de Lisboa), mandando avançar a polícia de choque para junto do seu principal ponto de concentração.

Numa mensagem publicada na Internet assinada pelo responsável dos serviços de segurança, Alexandr Yakimenko, e pelo ministro do Interior, Vitali Zajarchenko, afirma-se que serão usados “todos os meios previstos na lei” para acabar com os confrontos registados hoje em Kiev, que segundo fontes policiais já terão feito cinco mortos entre os manifestantes.

Segundo a agência France Presse, por volta das 15h, o metro na capital ucraniana foi encerrado e a polícia de choque tomava posições junto à Praça da Independência, principal ponto de concentração dos contestatários, que estavam a reforçar as barricadas que ergueram desde que começaram as manifestações contra o governo de Viktor Ianukovitch.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Dívidas de hospital de Lisboa travam compra de dois medicamentos para cancro

As dívidas do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, que inclui os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, levaram o Tribunal de Contas (TdC) a chumbar a compra de dois medicamentos para um cancro …

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões da Sonangol para uma empresa de Isabel dos Santos

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões das contas da petrolífera estatal Sonangol no private banking do Eurobic, em Lisboa, para uma empresa de Isabel dos Santos, avança o Correio da Manhã esta terça-feira. …

Livro de John Bolton pode prolongar julgamento de Donald Trump

  Ao segundo dia de defesa dos advogados da Casa Branca no julgamento do impeachment de Donald Trump, caiu uma "bomba" no Senado. O livro escrito por John Bolton, ex-conselheiro de segurança nacional do Presidente dos …

Afinal, Bruno Fernandes pode rumar ao Barcelona (e fazer escala no Valência)

Afinal, o futuro do internacional português Bruno Fernandes pode passar por Espanha e não por Inglaterra, onde foi dado como quase certo. O negócio envolve dois emblemas espanhóis e o avançado ex-Benfica Rodrigo Moreno. De …

Coronavírus já matou 106 pessoas na China. E já chegou à Alemanha

A China elevou para 106 o número de mortos causados pelo coronavírus e o número de infetados já chegou aos quatro mil. Esta segunda-feira, confirmou-se um caso na Alemanha, sendo agora o segundo país da …

Iniciativa Liberal quer privatizar CGD, TAP e RTP

O Iniciativa Liberal quer privatizar a Caixa Geral de Depósitos, a TAP e a RTP. Esta segunda-feira, no Parlamento, o deputado único João Cotrim Figueiredo defendeu ainda a redução do IVA na eletricidade para uma …

PSD convidou BE e PCP para negociar. Teme-se uma "perigosa" coligação negativa no IVA da luz

O PSD está disponível para "conversar" com a esquerda parlamentar para negociar uma solução que permita baixar o IVA da eletricidade. A garantia foi dada por um dos coordenadores do processo orçamental do PSD, Duarte Pacheco, …

Cientistas fazem múmia de 3.000 anos "falar" (e já a podemos ouvir)

Uma equipa de cientistas recriou o som da voz de um antigo padre egípcio com a ajuda de uma múmia com três mil anos e usando uma combinação de tomografias computadorizadas, impressão 3D e uma laringe …

PS propõe aumento extra das pensões a partir de agosto

O PS propôs esta segunda-feira um aumento extraordinário de seis ou dez euros para os pensionistas com reformas mais baixas a partir de agosto, segundo uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2020 …

Partidos apresentam quase 1300 alterações ao Orçamento. PCP é o campeão

As propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2020 atingiram um número recorde. O PCP ultrapassou as três centenas. De acordo com o Diário de Notícias, o Orçamento do Estado para 2020 conta com 1296 …