Pelo menos 100 civis mortos em bombardeamentos do regime sírio em Ghouta

Pelo menos 100 civis, incluindo 20 crianças, morreram, na segunda-feira, nos bombardeamentos sírios ao enclave rebelde de Ghouta, de acordo com um novo relatório do Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

O diretor deste observatório, Rami Abdel Rahmane, disse à France Presse que este é, desde 2015, o registo mais sangrento de baixas civis num dia de combates nesta região.

A Força Aérea síria bombardeou, na segunda-feira, o enclave rebelde de Ghouta, no leste, próximo de Damasco.

Os ataques aéreos e os bombardeamentos da artilharia prosseguem em várias cidades desta região, sitiadas desde 2013, pelas forças do Presidente sírio, Bashar al-Assad, e que mostram escassez de bens essenciais, segundo o correspondente da agência.

Os hospitais têm também dificuldades em dar resposta face ao aumento crescente de feridos.

A Coligação Nacional Síria, com sede na Turquia, a principal formação da oposição no exílio, denunciou, num comunicado, uma “guerra de extermínio” que é levada a cabo no leste de Ghouta, bem como o “silêncio internacional” contra “crimes” das forças leais a Assad, numa guerra que devasta a Síria há quase sete anos.

Os ataques a civis “devem parar já”, apelou o coordenador da Nações Unidas para ajuda humanitária na Síria, em comunicado. “A situação humanitária dos civis no leste de Ghouta está totalmente fora de controlo e é imperativo que esse sofrimento humano sem sentido seja interrompido imediatamente”, disse ainda o responsável.

No domingo, o regime de Damasco disparou centenas de “rocketes” na região, tendo matado 17 civis.

Esta terça-feira, a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) publicou uma nota em branco para demonstrar como se encontra “sem palavras” depois destes ataques.

O documento, intitulado “A Guerra contra os menores na Síria”, só contém uma frase do diretor da Unicef para o Médio Oriente e Norte da África, Geert Cappelaere: “Nenhuma palavra fará justiça aos menores assassinados, às suas mães, aos pais e aos entes queridos”, cita o Jornal de Notícias.

O resto da nota permanece em branco, ainda que no rodapé da página se possa ler: “Já não temos palavras para descrever o sofrimento dos menores e a nossa indignação. Aqueles que infligem o sofrimento ainda têm palavras para justificar esses atos bárbaros?”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Parasitas" vai ter uma série na HBO. E já são conhecidos dois nomes do elenco

A produção sul-coreana de Bong Joon Ho, especialmente condecorada pela Academia, merece agora uma adaptação para a televisão pelas mãos da HBO. A série televisiva de "Parasitas" foi anunciada em janeiro e a produção está encarregue …

O carregador do seu smartphone é mais potente do que o computador da Apollo 11

Não restam dúvidas de que a informática deu um passo gigante em termos de evolução nos últimos 50 anos. Agora, um engenheiro de software descobriu que até mesmo o carregador do seu smartphone é mais …

Tribunal suspende construção da Gigafactory na Alemanha

Um tribunal alemão ordenou à Tesla, este domingo, a suspensão das obras da sua fábrica "Gigafactory" por questões ambientais. Em novembro do ano passado, Elon Musk, presidente executivo da Tesla, anunciou que a Alemanha tinha sido …

Novos semáforos da Índia ficam vermelhos quando os condutores buzinam

A Polícia de Mumbai, na Índia, instalou detetores de ruído em vários semáforos de cruzamentos importantes da cidade, visando reduzir a poluição sonora. Agora, quanto mais os condutores buzinam, mais tempo a luz se mantém …

Polícia de Hong Kong procura autores de roubo de papel higiénico

Um camião que transportava papel higiénico foi, esta segunda-feira, alvo de um assalto à mão armada em Hong Kong, onde a escassez do produto motivou uma corrida ao comércio local. As autoridades informaram que um motorista …

Centeno considera gravações de Varoufakis "politicamente lamentáveis"

O presidente do Eurogrupo considerou, esta segunda-feira, a atitude do antigo ministro das Finanças grego, que gravou reuniões do fórum de ministros das Finanças da zona euro, "politicamente lamentável". "Honestamente, não tenho comentários a fazer sobre …

Elton John obrigado a interromper concerto devido a crise de pneumonia

O cantor britânico foi obrigado a interromper um concerto, na Nova Zelândia, devido a um diagnóstico de pneumonia atípica. No último domingo, o cantor britânico Elton John interrompeu um concerto no Auckland’s Mount Stadium, na Nova …

Tancos. Coronel da GNR nega pacto de silêncio

O ex-diretor de investigação criminal da GNR disse, esta segunda-feira, desconhecer qualquer pacto de silêncio com a Polícia Judiciária Militar que envolvesse a colaboração na investigação do furto das armas de Tancos. Na sessão desta segunda-feira …

Anel de curso perdido nos EUA encontrado 47 anos depois na Finlândia

Um anel de curso de um liceu nos Estados Unidos, perdido em 1973, foi agora descoberto numa floresta da Finlândia. De acordo com o The Guardian, Debra McKenna perdeu o anel de curso do marido em …

Apresentadas mais de 50 queixas contra post de André Ventura sobre Joacine Katar Moreira

A Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) já recebeu mais de 50 queixas devido à publicação na qual o deputado do Chega sugeria devolver Joacine Katar Moreira ao seu país de origem. Em …