Pedro Dias condenado a 25 anos de prisão

Paulo Novais / Lusa

Pedro Dias

O Tribunal da Guarda condenou, esta quinta-feira, Pedro Dias à pena máxima de 25 anos de prisão, em cúmulo jurídico, por vários crimes cometidos em Aguiar da Beira, a 11 de outubro de 2016, entre os quais três homicídios consumados.

Pedro Dias foi condenado pelos homicídios consumados do militar da GNR e do casal que viajava na Estrada Nacional (EN) 229. A tentativa de homicídio do outro agente foi também considerada provada, assim como vários outros crimes.

O Tribunal da Guarda dá como provado o homicídio qualificado de Carlos Caetano e determina uma pena parcelar de 21 anos de prisão por este crime. O assassinato de Liliana e Luís Pinto valem uma pena de 22 anos cada um e a tentativa de homicídio de António Ferreira vale uma pena de 11 anos e seis meses.

O “fugitivo de Aguiar da Beira” assistiu à leitura do acórdão, realizada no Tribunal da Guarda, por videoconferência desde a prisão de alta segurança de Monsanto. No final da sessão, o juiz perguntou ao arguido se percebeu a decisão, tendo este acenado que sim.

Segundo o Observador, as indemnizações aos familiares chegam aos 946 mil euros mas não deverão ser pagas porque o arguido não possui quaisquer bens.

O Ministério Público tinha pedido a pena máxima de 25 anos de prisão, por considerar incoerente e inconsistente a versão que o suspeito apresentou em tribunal.

Pedro Dias confessou ter disparado sobre os dois militares da GNR, mas rejeitou responsabilidades nas mortes do casal que viajava na EN 229, Liliane e Luís Pinto.

Era “expectável”, diz defesa de Pedro Dias

“Era o cúmulo jurídico expectável, atendendo aos crimes que estavam imputados ao arguido”, reagiu a advogada Mónica Quintela, que falou aos jornalistas depois da leitura de sentença.

Apesar da condenação com a pena máxima, a advogada congratulou-se com o facto de o coletivo ter acolhido “alguma da posição da defesa, relativamente à alteração da qualificação jurídica de alguns factos“.

Sobre a possibilidade de recorrer, a advogada de defesa deixou em aberto se interpõe recurso ou não. No entanto, “em princípio” irá recorrer por causa de algumas questões.

“Por aquilo que nos foi dado e numa perspetiva de primeiro impacto não concordámos com algumas das qualificações. Vamos analisar o acórdão e depois iremos agir em conformidade”, disse.

A advogada frisou que “tudo leva a crer” que irão interpor recurso, mas não o poderão fazer antes de ler e analisar o acórdão.

Mónica Quintela afirmou que neste julgamento coletivo não se conseguiu encontrar um móbil e chamou a atenção para a diferença das penas parcelares: Pedro Dias foi condenado a 21 anos pelo homicídio do GNR e 22 anos pelos homicídios dos civis.

Esses dados, vincou, significam “que o tribunal encontrou ali incongruências e dúvidas“.

Mónica Quintela sublinhou também o trabalho do coletivo ao longo do julgamento, bem como a “leitura exemplar do acórdão, atendendo à gravidade dos factos, atendendo aos familiares das vítimas que estavam na sala, atendendo ao arguido que estava a assistir por videoconferência”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Pena esperada e bem aplicada.
    Infelizmente a “nossa” justiça aplica penas para não serem cumpridas.
    Cumprida 1/3 da pena o réu já pode matar mais uns tantos…

  2. Para quando a alteração das leis de condenação e porque não mesmo um referendo nacional sobre penas? Mate-se uma pessoa apanha-se 25 anos e nem se cumprem, mate-se uma centena continua a pagar por um os outros 99 nada valem e mesmo assim continua a não cumprir a pena por inteiro, mais parece um incentivo ao crime!.

  3. Não entendo as nossas Leis.
    Se o referido cujo tivesse matado 1 pessoa, devia ser condenado a 25 anos.
    Se matou 3, devia ser condenado a 75 anos.

    • Não sabe que em Portugal compensa mais cometer muitos crimes do que só um? É como ir às compras em altura de promoções… Pague 2, traga 3!

    • Se não entende é porque não percebe nadas sobre o assunto!…
      É uma questão de se informar!…
      É assim em todos os países civilizados e por isso é que o Breivik, que matou 77 pessoas na Noruega, só foi condenado a 21 anos de prisão!!
      De qualquer modo, o ideal teria sido a GNR ter enchido este cobarde psicopata de chumbo!!

RESPONDER

Depois de os EUA sancionarem Ancara, Rússia está disponível para vender caças à Turquia

A Rússia anunciou estar disponível para vender a Ancara caças Sukhoi Su-35, aproveitando o crescente fosso entre os Estados Unidos (EUA) e a Turquia. A disponibilidade surgiu um dia depois de o Presidente Donald Trump ter …

Nova Lei de Bases da Saúde aprovada. PPP só na próxima legislatura

A maioria de esquerda aprovou esta quinta-feira uma nova Lei de Bases da Saúde, proposta pelo Governo socialista, em votação final global na Assembleia da República, contemplando o primado da gestão pública. As bancadas de PS, …

Itália. Eleição de Ursula Von der Leyen para a UE ameaça romper Governo

Quase todos os dias os dois chefes aliados, Luigi Di Maio, do Movimento 5 Estrelas (M5S), e Matteo Salvini, da Liga, atacam-se diretamente. Dentro de uma aliança de contrários, os dois partidos mobilizam as suas …

Homem descobriu a sua perna amputada na imagem de um maço de tabaco

Um albanês descobriu que uma fotografia da sua perna amputada foi usada, sem autorização, na parte da frente dos maços de tabaco. Um homem de 60 anos descobriu que uma fotografia da sua perna amputada foi …

Ilhan Omar promete continuar a ser o "pesadelo" de Donald Trump

"O pesadelo dele é ver uma refugiada imigrante somali a ascender ao Congresso. Vamos continuar a ser um pesadelo porque as suas políticas são um pesadelo para nós", disse Ilhan Omar. Esta quinta-feira, Ilhan Omar classificou …

Benfica confirma saída de Salvio para o Boca. "Chorei como um bebé"

O extremo Eduardo Salvio transferiu-se do Benfica para o Boca Juniors, na Argentina, num negócio esta quinta-feira oficializado pelo clube da Luz, que não revelou os valores envolvidos. O argentino esteve oito temporadas no Benfica, as …

"É preciso reduzir os impostos às pessoas, nomeadamente aos salários, e taxar o carbono"

Para António Guterres, a "vontade política esmoreceu" depois do Acordo de Paris aprovado em 2015. Entre medidas propostas em prol do clima, o Secretário-Geral das Nações Unidas fala em "acabar com subsídios aos combustíveis fósseis". António …

Costa: Marcelo não se recandidatar seria "incompreensível para 80% dos portugueses"

O secretário-geral do PS, António Costa, declarou esta sexta-feira que uma eventual não recandidatura presidencial de Marcelo Rebelo de Sousa seria "incompreensível para 80% dos portugueses" e adiantou que Eduardo Ferro Rodrigues voltará a ser …

Há mais de 600 edifícios condenados à demolição (e trazem custos para o cidadão)

Nos últimos dez anos, centenas de construções de todo o país foram listadas para demolir. Destas, faltam destruir atualmente mais de 600, segundo um levantamento citado esta sexta-feira pelo Correio da Manhã. Questões de segurança, ilegalidades …

Nepotismo e "filé mignon". Bolsonaro admite beneficiar filho para cargo diplomático

O presidente brasileiro admitiu, na quinta-feira, que "pretende beneficiar" o terceiro filho, o deputado Eduardo Bolsonaro, indicado para embaixador nos Estados Unidos, mas garantiu tratar-se apenas de uma estratégia de política externa. "Pretendo beneficiar um filho …