PCP trava admissão de projeto fora do prazo do Livre

André Kosters / Lusa

Rui Tavares e Joacine Katar Moreira, do Livre, recebidos pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

A admissão do projeto submetido fora do prazo pelo Livre necessitava do consenso dos partidos. No entanto, pelo menos o PCP votou contra que o projeto fosse debatido.

O projeto de lei do Livre sobre a nacionalidade, previsto para ser entregue hoje no parlamento, fora do prazo estipulado, necessitava do consenso entre as diversas bancadas para avançar. No entanto, pelo menos o PCP manifestou-se contra a sua admissão.

“As regras são para cumprir”, disse fonte do gabinete de comunicação do partido ao jornal Público. O limite para apresentar o projeto era até sexta-feira passada, mas o partido só deu entrada da proposta esta terça-feira.

A Assembleia da República consultou os partidos para saber se estariam dispostos a incluir o projeto do Livre na discussão. Pelo menos os comunistas votaram contra, mas uma fonte ligada ao partido garante que a discordância não é única do PCP.

“Tanto quanto sabemos houve vários grupos parlamentares que não deram consenso à nossa aplicação das regras. O grupo parlamentar do PCP não deu a essa, como a nenhumas outras que foram solicitadas”, disse a fonte do PCP ao Público.

No entanto, Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do Bloco de Esquerda, mostrou-se disponível para debater o projeto do Livre. Através de uma publicação feita no seu Facebook pessoal, o bloquista disse que o seu partido “mostrou abertura” para incluir na discussão a proposta do partido de Joacine Katar Moreira.

De acordo com o Expresso, o PSD explicou que a questão nem lhe foi colocada, já que quando foi contactado, o PCP já tinha recusado. Por sua vez, o CDS não se opôs ao consenso, a Iniciativa Liberal não foi contactada e o PAN não recebeu um pedido formal. O Chega garante que, por sua vontade, permitiria a discussão do diploma. O PS foi contactado, mas não se sabe a sua resposta.

O projeto de lei do Livre sobre a lei da nacionalidade será a segunda iniciativa apresentada por Joacine Moreira no parlamento, tendo o Diário de Notícias e o Público avançado que a proposta foi apresentada fora de prazo.

A parlamentar já tinha apresentado um projeto de resolução no sentido de dar honras de Panteão Nacional aos restos mortais do antigo cônsul português em Bordéus Aristides de Sousa Mendes, o qual, durante a II Guerra Mundial, desobedeceu ao chefe do Governo, Salazar, e deu milhares de vistos de entrada em Portugal a refugiados, sobretudo judeus que fugiam da Alemanha nazi.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rússia está a sabotar desenvolvimento da vacina contra covid-19

Um grupo de hackers associado ao Kremlin está a tentar sabotar o desenvolvimento da vacina contra a covid-19 no ocidente. Os piratas informáticos conseguiram piratear o computador de vários investigadores. O APT29, um grupo de piratas …

Família de George Floyd apresenta queixa-crime contra Minneapolis

A família de George Floyd apresentou esta quarta-feira uma queixa-crime contra o município de Minneapolis e contra quatro polícias pela responsabilidade na morte do afro-americano às mãos da polícia, em maio, anunciaram os advogados. "Não foi …

UE reduz lista de países para reabrir fronteiras e mantém EUA e Brasil de fora

Os Estados-membros da União Europeia (UE) atualizaram, esta quinta-feira, a lista de países aos quais reabrem as fronteiras externas, mantendo de fora os Estados Unidos e o Brasil. "Na sequência da primeira revisão ao abrigo da …

24 horas depois, estátua de manifestante antirracismo em Bristol foi removida

A estátua de uma manifestante do movimento Black Lives Matter, erguida, esta quarta-feira, na cidade de Bristol, no Reino Unido, já foi removida. De acordo com o jornal The Guardian, 24 horas depois de ter sido …

Advogados continuam luta para manter declarações fiscais de Trump em segredo

Depois de o Supremo Tribunal ter determinado que os procuradores nova-iorquinos podem ter acesso às declarações de impostos do Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, os seus advogados informaram na quarta-feira que estavam a considerar …

EUA negam vistos a funcionários da Huawei que apoiem "violadores de direitos humanos"

Esta quarta-feira, o Governo norte-americano que vai impor restrições nos vistos a funcionários da Huawei e a outras empresas que os Estados Unidos vejam como apoiantes de Governos violadores de direitos humanos. Além das restrições, o …

Ventilador produzido em Portugal recebe autorização de utilização do Infarmed

O ventilador Atena, produzido em Portugal, recebeu, na terça-feira, a autorização do Infarmed para o seu uso em contexto hospitalar na luta contra a covid-19. Esta quarta-feira, numa publicação na sua página de Facebook, o CEiiA …

American Airlines avisa 25 mil trabalhadores que podem perder emprego

Os dirigentes da American Airlines escreveram a cerca de 25 mil trabalhadores da transportadora aérea para lhes comunicar que o seu emprego pode desaparecer em outubro. Os dirigentes das Companhias de aviação dos Estados Unidos admitiram …

Trump substitui diretor de campanha a menos de quatro meses das eleições

O Presidente dos Estados Unidos substituiu, esta quarta-feira, o seu diretor de campanha, perante os maus resultados nas sondagens, a menos de quatro meses das eleições. "Tenho o prazer de anunciar que Bill Stepien foi promovido …

Bristol acordou com uma nova estátua. Manifestante antirracismo substitui comerciante de escravos

Bristol acordou com uma nova estátua. Um artista britânico ergueu uma estátua de uma manifestante do movimento ‘Black Lives Matter’ no topo do pedestal na cidade inglesa antes ocupado pela estátua de um comerciante de …