Jerónimo de Sousa diz que não vê incompatibilidade em Mário Centeno no BdP

José Sena Goulão / Lusa

O líder do PCP deu uma entrevista à TSF, esta terça-feira, na qual abordou vários temas da atualidade nacional, desde a eventual ida de Mário Centeno para o Banco de Portugal, a possibilidade de uma nova injeção no Novo Banco e as eleições Presidenciais.

Na entrevista à TSF, Jerónimo de Sousa considerou “inaceitável e um escândalo” que o Estado português continue a “encharcar” o Novo Banco de milhões de euros, quando há trabalhadores que “perderam tudo”.

Esses portugueses que “perderam tudo”, na atual crise causada pela pandemia de covid-19, vão “questionar que se injetem milhões e milhões de euros no banco”, afirmou, responsabilizando o Estado e os Governos pela situação.

Sobre a Lone Star, o secretário-geral do PCP afirmou que “toda a gente sabia quem era”, uma “espécie de abutre que procura apanhar os restos”, neste caso, do BES.

Jerónimo de Sousa fez ainda um comentário à notícia do Público de hoje, segundo a qual o contrato de compra pela Lone Star “previu que em ‘circunstâncias de extrema adversidade’, como uma pandemia, o Estado é forçado a injetar automaticamente o dinheiro necessário para manter o banco dentro das metas de solidez definidas”.

O secretário-geral comunista criticou que passe a “ser automático o encharcamento de milhões de euros numa autêntica sangria desatada, tendo em o quadro económico e social” em que o país vive. “Estas injeções permanentes são mais chocantes na situação em que vivemos”.

O líder do PCP voltou a defender a nacionalização ou “o controlo público” do banco, que os comunistas vêm defendendo nos últimos anos, criticando que, neste processo, o Estado seja “um mero pagador e espetador”.

PCP não vê incompatibilidade em Centeno no BdP

Na mesma entrevista, Jerónimo de Sousa esclareceu que o seu partido não concorda com a proposta do PAN para criar um período de nojo de cinco anos para governantes que transitem para o Banco de Portugal.

Não percebo o critério. Estamos de acordo no período de nojo quanto a banqueiros e auditores, mas não vemos o mesmo em relação a ex-governantes – não vemos razões para que seja aplicado”, declarou.

Questionado sobre o novo ministro das Finanças, João Leão, o líder comunista disse: “Não conheço bem a pessoa em si e não tenho nada contra“, preferindo manter-se fiel ao princípio de julgar as políticas e não as pessoas.

Também nesta terça-feira, o secretário-geral do PCP admitiu viabilizar, na generalidade, o Orçamento Suplementar, deixando em aberto o sentido de voto para a votação final global.

Sobre as eleições Presidenciais, o comunista explicou que o PCP está “em reflexão”, mas que vai apresentar o seu candidato “lá para setembro”. E sobre a sua própria permanência na liderança do partido?

Jerónimo disse que não se opõe à sua continuidade como secretário-geral do PCP, até porque se sente “fisicamente bem”, mas destacou que “o decisivo é a opinião dos camaradas”.

Questionado sobre se há racismo em Portugal, Jerónimo de Sousa não diz que “não exista preconceito e manifestações de racismo”, porém, acredita que “transformar isto na grande questão nacional” é um erro.

Maioria do povo português não é racista, estruturalmente, na sua esmagadora maioria, não é racista”, considerou.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O volátil, inóspito e sufocante Vénus pode afinal ter oceanos de água debaixo da crosta

Devido à elevada temperatura da atmosfera de Vénus, caso a crosta se abrisse, os oceanos de água transformar-se-iam imediatamente em vapor. Conhecido por ser um planeta com uma atmosfera quente e sufocante de dióxido de carbono …

Mais de mil ovelhas e cabras tomaram conta das ruas de Madrid (por um bom motivo)

Mais de mil ovelhas e cabras encheram as ruas de Madrid, este domingo, a propósito do tradicional Festival da Transumância, que foi cancelado no ano passado devido à pandemia da covid-19. De acordo com a agência …

Crise de abastecimento provoca escassez de camisolas de Natal

Na próxima época natalícia, os Estados Unidos podem enfrentar uma escassez de Ugly Sweaters, causada pela crise mundial dos transportes marítimos. As Ugly Sweaters são as típicas camisolas de Natal - por norma, coloridas e com …

Erupção de La Palma. Cães salvos por um grupo misterioso

Um grupo misterioso - que se auto-denomina A-Team - afirma ter resgatado vários animais "presos" devido à erupção do vulcão Cumbre Vieja em La Palma, nas Canárias. De acordo com o jornal britânico The Guardian, as …

Alec Baldwin

Assistente que entregou arma a Alec Baldwin já teria tido práticas inseguras

Uma fabricante de adereços disse que, no passado, já tinha mostrado preocupação com o facto de o assistente de realização ter protagonizado situações inseguras. No fim-de-semana, um documento judicial obtido pela CNN mostrou que a arma …

Metade dos chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se em bloco

Uma dezena de chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se esta segunda-feira, em protesto contra a falta de condições de trabalho e o "desinvestimento" no Serviço Nacional de Saúde. Contactada pela agência Lusa, …

Primeiro-ministro da Polónia acusa UE de ter "arma apontada à cabeça" do país

O primeiro-ministro polaco acusou a União Europeia (UE), esta segunda-feira, de "ter uma arma pontada à cabeça" da Polónia, ao exigir que Varsóvia reveja as reformas judiciais, ameaçando-a com sanções. Numa entrevista publicada pelo Financial Times, …

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …

EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu luz verde, esta segunda-feira, à administração da terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos. Em comunicado, a agência refere que os dados apontam que uma …