Núncio “confessou responsabilidade” (e o país “deve-lhe muito”)

José Sena Goulão / Lusa

O ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio

O ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio

O PCP considerou hoje que a “confissão” do ex-secretário de Estado Paulo Núncio no caso das transferências para ‘offshore’ responsabiliza não só o CDS, mas também o PSD e o anterior Governo.

O antigo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Paulo Núncio assumiu no sábado a “responsabilidade política” pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para ‘offshore’, pedindo o abandono das suas funções atuais no CDS-PP.

Na noite de sexta-feira, o antigo diretor-geral do fisco Azevedo Pereira garantiu ter por duas vezes solicitado autorização ao ex-secretário de Estado para publicar dados relativos às transferências de dinheiro para ‘offshore’, mas “em nenhum dos casos” esta lhe foi concedida.

“Esta confissão do Dr. Paulo Núncio confirma a responsabilidade do PSD e do CDS nesta questão das ‘offshores’, mas confirma também a política de dois pesos e duas medidas do Governo PSD/CDS”, disse à Lusa João Oliveira.

O anterior Governo “esmagou os trabalhadores e o povo com aumentos de impostos com cortes de direitos, com o empobrecimento forçado”, diz João Oliveira, ao mesmo tempo que fazia vista grossa a 10 mil milhões que saíam do país sem controlo por parte do Governo relativamente ao cumprimento de obrigações fiscais”.

O líder da bancada parlamentar do PCP considerou, por isso, que não é apenas Paulo Núncio e o CDS que devem ser responsabilizados, mas o PSD, o CDS e o seu Governo, “por esta política de dois pesos e duas medidas”.

“Portugal deve muito a Paulo Núncio”

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, disse hoje que Paulo Núncio, ao assumir a sua “responsabilidade política” pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para ‘offshore’, revela “uma grande elevação de caráter“.

“Esta atitude mostra com clareza que Paulo Núncio está disponível para todo os esclarecimentos e demonstra elevação de carácter”, defendeu Assunção Cristas em declarações aos jornalistas em Gouveia.

A líder centrista considera que “o país deve muito a Paulo Núncio em matéria de combate à fraude e evasão fiscal”.

Assunção Cristas sublinha que a não publicação das estatísticas das transferências para paraísos fiscais não implica, necessariamente, uma perda de receita fiscal.

“Não há nenhum montante perdido. Se há possibilidade de recuperar algum montante isso deve-se ao aumento do prazo de quatro para 12 anos para recuperar o dinheiro”, ressalvou a antiga ministra.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Deve ser deve.
    Na semana passada dizia a Dona Cristas que o ministro das finanças tinha mentido e por isso tinha falta de carácter. Este mentiu com os dentes todos e mais que uma vez ( primeiro disse que não sabia de nada, depois já sabia mas a culpa era do director geral das finanças e, á terceira, lá assumiu) e, segundo a Dona Cristas, é uma pessoa com grande elevação de carácter. É mesmo passar atestados de burrice ás pessoas. Deve considerar-nos uns mentecaptos concerteza.
    O país não lhe deve nada, pagámos-lhe o salário e todas as mordomias para ele fazer o seu trabalho de forma competente, não o fez e ainda deu prejuízo a todos nós.
    Por fim, tenho sérias duvidas que seja o unico responsável. Isto é obra de patamar superior. Para mim, ele demitiu-se, dando o “corpo ás balas” e arcando com as responsabilidades de outros acima dele, para ver se encerra de vez o assunto. Se os partidos de esquerda forem mexer nisto vai haver descobertas da “careca” a muita gentinha, ai vai, vai.

  2. O país deve-lhe muito, ou ele é que deve ao país uns milhões que deixou que fossem para os offshores?
    Erros de ofício?… Ou o país não lhe pagou o salário?

  3. Eu não devo nada a estas pessoas, eles e que devem muito ao país por serem remunerados com altos salários, face à sua grande incompetência para os cargos que ocupam. Mais uma vez dirigentes do CDS, são suspeitos em actos que envolvem milhões, e os processos desaparecerem. Lembram-se do processo dos submarinos do Paulinho???? Será coincidência, ou trata-se de grupos organizados??????Basta de Portugal aguentar todos estes casos com intervenção de políticos e seus partidos, e todos saírem ilesos, sem sofrerem consequências, para prejuízo dos Portugueses e do País.
    Lembro o que Antonio Costa disse na campanha eleitoral, que foi que o País iria saber de muitas histórias e factos do anterior governo PSD/CDS. Aí está mais um.
    Não sou simpatizante do PCP, mas que fazia falta ao nosso País um governo do PCP para acabar com esta forma, fazia , fazia.

  4. “o país deve muito a Paulo Núncio em matéria de combate à fraude e evasão fiscal” ?
    Então não deve?
    Os vendedores de bolas de Berlim nas praias que o digam.

RESPONDER

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …

Turismo, indústria e energia fazem do Norte região que mais cresceu em 2018

O Norte foi a região portuguesa que mais cresceu em 2018, com um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,9%, impulsionado pelo turismo, indústria e energia, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística …

Um milhão de assinaturas contra sátira de Natal da Porta dos Fundos

A petição online contra o filme “Especial de Natal: A Primeira Tentação de Cristo”, uma sátira da produtora brasileira Porta dos Fundos, exibido na Netflix, conta com mais de um milhão de assinaturas. Lançada na semana …

Sondagem: 81% dos brasileiros defende continuidade da operação Lava Jato

Uma sondagem aponta que 81% dos brasileiros consideram que a investigação levada a cabo pela Lava Jato, maior operação contra a corrupção no país, ainda não cumpriu o seu objetivo e que deve continuar. A sondagem, …