Passos e Costa exaltados no Parlamento (e não foi bonito de se ver)

PSD / Flickr

Passos Coelho na apresentação e Discussão do Programa do XXI Governo

António Costa e Passos Coelho protagonizaram uma acesa troca de acusações no debate quinzenal, no Parlamento, depois de o líder do PSD ter afirmado que o primeiro-ministro quis “enlamear” o anterior executivo a propósito do caso das offshores.

“Pelo menos, peçam desculpa pelas insinuações”, pediu Passos, depois de acusar o Governo de “tentar enlamear as pessoas” do seu Governo, no âmbito do caso das transferências para offshores e que o actual Executivo imputa à responsabilidade do anterior Executivo.

As acusações do presidente do PSD, já no final do seu tempo de intervenção no debate, foram vistas pelo primeiro-ministro, António Costa, como “uma encenação” para passar a imagem de que existe uma “degradação e uma crispação do ambiente parlamentar”, ideia que rejeitou.

Passos Coelho afirmou saber hoje que “não existe sobre as transferências para offshores nada que envolva a responsabilidade política” do anterior governo e que “mais de metade do que supostamente não passou pelo crivo do fisco devia ter passado já depois de o governo que liderou ter cessado funções”.

Na resposta, Costa acusou Passos de “desfaçatez” e a bancada do PSD de ser “ressabiada”; “há 15 dias esteve aqui a insultar-me, pôs o seu líder parlamentar a insultar-me”, atirou ainda o primeiro-ministro, acusando o líder social-democrata de ter feito sair de uma reunião do partido afirmações de que era “reles, vil, soez”.

“O senhor não perde oportunidade para denegrir os seus adversários”, lançou Passos no contra-ataque.

E o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, chamou “mal educado” ao primeiro-ministro, pedindo-lhe respeito pela sua bancada e lembrando Costa de que os sociais-democratas venceram as últimas eleições legislativas.

A tensão foi tanta que a líder bloquista, Catarina Martins, deixou reparos aos dois rivais políticos. “Não foi bonito o que se viu”, atirou, queixando-se de que ninguém percebeu o que aconteceu entre ambos e apelando aos dois dirigentes para falarem “português” e “das pessoas”.

Catarina Martins levou para o debate quinzenal a polémica em torno do Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, insistindo que este deve ser afastado “porque se mostrou incapaz de independência”.

Este foi outro tema fortemente discutido entre Costa e Passos Coelho, com o primeiro-ministro a acusar o PSD de não ter defendido o Governador, mas de se “defender a si próprio por ter feito uma recondução, apesar de tudo aquilo que tem vindo a público e que já constava da Comissão de Inquérito”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

42 COMENTÁRIOS

  1. Estes debates demonstram muito bem a qualidade intelectual dos nossos políticos isto e o respeito pelo eleitorado que os elegeu. não VOTO e não sou enganado.

      • Mais direito têm a comentar os que não votam em partidos corruptos do que aqueles que os metem a governar sendo cúmplices dos descalabro a que Portugal chegou.

          • Se toda a gente que vota em branco se não votasse o desvio de dinheiro para Offshor teria sido muito maior e assim quem vota ficava mais satisfeito.

            • Sabe quantas pessoas sacrificaram a vida para que houvesse a liberdade para votar? Para ter uma democracia? Para demonstrar o desagrado das políticas? Sabe? Pense!

            • Sabe que eu, por ser funcionária pública, o meu voto estava garantido para Salazar?
              Oh amigo, não sabe com quem fala. Nem todos são ignorantes.

            • Salazar… Já percebi. Deixe lá. Pode ser que venha outro (salvá-la) numa noite de nevoeiro.

              Nota: “Oh amigo, não sabe com quem fala.” Sei bem com quem falo, sei. Alguém que tem claro ódio por esta democracia (ou qualquer outra). Um conselho (mesmo que não o tenha pedido)? Emigre para um país onde há ditadura. Tem muito por escolher. Só que aqui, não vai ter sorte alguma.

        • Que direito ? Não escolhem para poder falar mal de qualquer um ? Isso não será a atitude mais cobarde ? Têm medo de escolher ? Não conseguem escolher o menos mau e assumir que não é a escolha ideal mas ao menos é uma escolha ? Não cumprem o vosso dever mas acham que toda a gente vós deve alguma coisa ? Santa paciência! É preciso mesmo muita paciência!

          • … este comentário faz-me lembrar, um individuo quer uma mulher não lhe aparece escolhe um gajo…
            O país anda e está no estado que está pelo facto desses votos dados ao desbarato e sem nexo.

            • Pois … Quer uma mulher, não lhe aparece, toca a falar mal delas todas. Mas em vez de esperar que lhe caiam no colo faça pela vida e não seja tão exigente a escolher. É que mulheres (ou homens) perfeitas não existem. E você, provavelmente, também não o será também!

            • Se for essa a sua ideologia, vote. Está a exercer um direito, mas também um DEVER como cidadão portuguesa (acho que é portuguesa)

            • Não me compete a mim pensar pela sua cabeça … apenas lhe dei um conselho (que me não pediu, é certo). A escolha deve ser sua e não minha. Se gosta do PND então força. Assuma-se. É que isto de não votar em ninguém para se sentir com moralidade para criticar não me parece certo. Não querem contribuir, votando, para as coisas melhorarem mas para criticar já estão disponíveis. Sabe que quem não vota está, implicitamente, a votar na equipa que ganhou ? Quanto ao serem corruptos, como em todas as profissões, há de tudo. Nós é que temos a mania que somos os mais honrados e os outros uns vigaristas. O que eu vejo por aqui é que muitos dos que falam, no lugar deles seriam ainda piores. Mas como falar (por enquanto) não paga imposto, há que gastar muito. Enfim. Vivam “Trumpistas”. Vivam felizes.

        • Tu é que, coitado, andas sempre agreste e à espera que os outros façam o “trabalho” por ti!
          Continua ai sentado a diparatar e a criticar tudo e todos, que, ė com gente como tu que o mundo vai evoluir!!

    • Razão tem o Costa … Continuam ressabiados! Já vão quase a meio de um mandato e vocês não querem largar o osso. Só quem não percebe (ou não quer perceber) como o nosso sistema democrático funciona é que continua agarrado ao “Golpe de Estado”. Então o que foi que fez o Passos com o Sócrates ? Que praticamente obrigou o Governo a demitir-se porque “o povo português já não aguenta mais tanta austeridade” e depois quase nos pôs de rastos! Tirou a faca da nossa garganta das mãos do Sócrates para ser ele a apontar-nos uma arma à cabeça. Se não fosse a vossa “laranjite aguda” talvez fosse mais fácil ver isso (ia dizer para tomarem um comprimido azul que isso passa mas a verdade é que o azul também não ficou bem na fotografia). Parem de ver os partidos como um clube de futebol e lembrem-se que eles são humanos como nós. Uns são bons, outros não prestam. Cabe-nos a nós escolher os bons, independentemente das cores!

    • Golpe de Estado? Bem… Se acha que quando se tem o apoio da maioria (absoluta) no parlamento e; se faz uso da democracia (em pleno) com ideias e ideais diversos, é um Golpe de Estado, então sim;, é um Golpe de Estado. Eu chamo-lhe a DEMOCRACIA!!! Custa a engolir, não é? Também me custou a engolir quando o terceiro partido mais votado (e não o segundo) se “juntou” ao PSD e formou a coligação dos “saldos”. Mas sabe? Isso também foi a DEMOCRACIA. Se não gosta pode sempre emigrar para um país onde a ditadura existe. Esteja à vontade.

  2. Este Passos nem admite que a vigarice se passou no governo dele e ainda mete culpas em quem as não tem. É mesmo de pessoa(?) que não tem vergonha na cara.

  3. Bem…. Gosto muito das respostas do Costa ás perguntas da oposição…… consegue dizer muita coisa que espremida fica em nada… a culpa é como sempre do passado e dos outros…..
    Sr Costa essa já todos nós ouvimos… mude de disco e fale com seriedade ao Parlamento….. ou saia daí….

    • “Bem…. Gosto muito das respostas do” Passos “ás perguntas” do Governo”…… consegue dizer muita coisa que espremida fica em nada… a culpa é como sempre do passado e dos outros…..” Gostou?

      Pescador… De chernes?

  4. Por favor,deixem os senhores do “poder”massacrarem-se um ao outro e não se comprometam,começando por insultarem-se também reciprocamente,aqui neste “forum”. Como dizia Augusto Renoir “….TODO O MUNDO TEM AS SUAS RAZÕES E TUDO É NECESSÁRIO PARA SE FAZER O MUNDO.”Será melhor aguardar os acontecimentos e deixarmo-nos de defender cada a “sua dama”,porque destas duas a diferença é quase nada.O circo de todas as assembleias,parlamentos e afins espalhados pelo mundo.Vão ver que não custa nada.É bom,É barato e dá milhões de descanso às nossas almas.

  5. Se eu mandasse o voto deveria ser obrigatório na lei, pois faz parte dos direitos de cidadania de qualquer país. Não votar, não é a forma inteligente de se manifestar contra qualquer partido ou alguém em particular e quando a abtenção é elevada, quem ganha não representa a população de qualquer país que viva em democracia

    • Compreendo o seu ponto de vista, mas há um senão. Ao obrigar alguém a votar está-se a ser… anti-democrático! Num país democrático, o cidaddão deve poder escolher o que fazer e não ser obrigado. Especialmente algo como o voto. É um dever, sem dúvida, mas é um dever cívico, e assim deve continuar senão arriscamo-nos a tornar noutra “coisa” que não a democracia, não sei se me está a entender.

      • Não, não o estou a entender. Mas que grande treta. Por essa ordem de ideias então não me obriguem a conduzir pela direita, não me obriguem a pagar impostos, … Enfim, e que tal pensar nos argumentos antes de os escrever aqui?

  6. Realmente, O Sr. Coelho, com aquele ar de quem não vai à casa de banho há tres dias, ainda não conseguiu engolir que já não é primeiro ministro e, pelo andar da carruagem, não tarda, e tambem deixará de ser lider do partido. O Sr. Coelho, que andou a vender aeroportos às Camaras, não pagava ao fisco e à segurança social, não ve que não tem legitimidade para exigir rigor a quem quer que seja ? Pelos vistos não.

  7. Quando as “comadres” se zangam muitas verdades se vão descobrir.Os trafulhas dos politicos que temos quando “azedam” acabam por se denunciar…Passos Coelho,perdeu as estribeiras a partir do momento em que o caso dos offshores o atinge e seus comparsas,inevitavelmente,sentindo as “ferroadas” que lhe toca o âmago e, qual virgem ofendida,para sua má fortuna,escolheu mal a hora de fazer o ataque que já vem desde há duas semanas quando ofendeu a figura de António Costa.Para mim não terá sido surpresa quando hoje o primeiro-ministro desferiu as estocadas muito a propósito.

  8. O que a ZAP se esqueceu (?) foi de referir que o Sr. Luis Montenegro acusou o Primeiro Ministro de mal educado. O mesmo Sr “deputado” que, à umas semanas ofendeu o Presidente da Assembleia da República (e, desde o início do seu mandato, pôs em causa a sua idoneidade). Estes deputados (e refiro-me a TODOS!) não se cansam de acusar os outros de tudo aquilo que eles próprios fizeram. Por isso a política (em geral) vai perdendo interesse ao cidadão. Será que é esse o objectivo?

Já não há sobrelotação do sistema prisional, garante Van Dunem

Apesar de admitir a existência de estabelecimentos prisionais com reclusos a mais, Francisca Van Dunem rejeita a ideia de sobrelotação. Por outro lado, reconhece que parte do edificado do sistema se encontra degradado. A ministra da …

Enjoos na TAP. Sindicato negoceia novas medidas para resolver odores no A330

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) discutiu esta tarde com responsáveis da TAP novas medidas mitigadoras da contaminação do ar no A330 que está a provocar enjoos, vómitos, cansaço e …

Sindicatos querem que Ministério Público investigue suicídios na polícia

O presidente adjunto da Federação Nacional dos Sindicatos de Polícia, Peixoto Rodrigues, disse esta terça-feira que vai pedir à Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar os casos de suicídio registados este ano na PSP. Em declarações …

Por problemas éticos, Polícia dos Políticos. Ser deputado já não será a mesma coisa

Depois de uma legislatura vincada por vários problemas éticos no interior do Parlamento, houve ajustes a fazer. As regras para deputados advogados, subsídios ou moradas mudaram e, a partir de outubro, ser deputado será um …

Interrogatórios sobre queda de árvore na Madeira só depois das eleições regionais

Os interrogatórios sobre a queda da árvore do Monte, na Madeira, só vão decorrer depois das eleições regionais, avança a imprensa madeirense. A tragédia aconteceu a 15 de agosto do ano passado, antes de uma procissão …

Lagosta e vinho caro. Excentricidades levaram ministro francês do Ambiente a demitir-se

Após a polémica em torno dos seus grandes gastos enquanto presidente da Assembleia Nacional francesa e governante, François de Rugy saiu do Governo. No entanto, diz-se vítima de "linchamento mediático". François de Rugy, ministro francês do …

Os escoceses estão a gerar energia eólica suficiente para abastecer duas Escócias

No primeiro semestre de 2019, a Escócia gerou energia eólica suficiente para abastecer as suas casas duas vezes. Segundo divulgou esta quarta-feira o Science Alert, as turbinas geraram 9,8 milhões de megawatts-hora de eletricidade entre janeiro …

Comentários racistas de Trump condenados na Câmara de Representantes

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou na terça-feira uma moção na qual condena o presidente Donald Trump pelos "comentários racistas" dirigidos a quatro mulheres congressistas, sugerindo-lhes que "regressassem aos seus países de origem". A …

PCP quer creches gratuitas e passes sociais em todo o país

O secretário-geral comunista destacou sete compromissos, incluindo a ideia de uma rede de creches gratuitas e o limite máximo de 40 euros para os passes sociais, na apresentação do programa eleitoral do partido, num hotel …

Governo retira estatuto do antigo combatente na véspera de votação

O Governo retirou a proposta de lei sobre o estatuto do antigo combatente por dificuldades no modelo de sustentabilidade financeira resultantes das propostas apresentadas pelos partidos no Parlamento. O anúncio da retirada da proposta foi feito …