Passos anuncia acordo de governo com Portas

José Sena Goulão / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Pedro Passos Coelho, e o presidente do CDS, Paulo Portas, da "Coligação Portugal à Frente" (PàF) cumprimentam-se após reagir aos resultados das Eleições

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Pedro Passos Coelho, e o presidente do CDS, Paulo Portas, da “Coligação Portugal à Frente” (PàF) cumprimentam-se após reagir aos resultados das Eleições

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, afirmou esta noite que os partidos da coligação saberão “ler e respeitar” que os portugueses tenham transmitido com “total clareza” que querem que sejam governo mas sem maioria de mandatos no parlamento.

“Os portugueses quiseram, com total clareza que PSD e CDS sejam governo por mais quatro anos, mas não nos deram uma maioria absoluta de mandatos. Saberemos ler e respeitar essa dupla circunstância“, afirmou Paulo Portas, sublinham que isso implica um esforço para uma “política responsável, de abertura e de compromisso”.

Ao secretário-geral do PS, António Costa, avisou Paulo Portas que “não é possível transformar uma derrota nas urnas numa espécie de vitória de secretaria“.

“A diferença entre coligação e PS andará pelos 7%. A derrota do PS é inabalável. O resultado socialista fica na casa do que obteve nas eleições europeias cujas consequências foram as que se conhecem, mas isso não são contas do nosso rosário”.

Passos anuncia acordo de governo com Portas

O presidente dos sociais-democratas, Pedro Passos Coelho, anunciou que PSD e CDS-PP vão reunir “de forma muito expedita” os respetivos órgãos nacionais para formalizar um acordo de Governo, na sequência da vitória nas legislativas.

Já acertei com o doutor Paulo Portas, em consequência do resultado que registámos nestas eleições, que iremos promover de forma muito expedita à convocação dos órgãos nacionais dos respetivos partidos para formalizar um acordo de Governo, que sempre esteve subjacente ao acordo de coligação”, declarou Passos Coelho, num hotel em Lisboa onde a coligação PSD/CDS-PP acompanhou a noite eleitoral.

Com o presidente do CDS-PP, Paulo Portas, ao seu lado, Passos Coelho acrescentou que “nestes primeiros dias da semana faremos, como nos compete, o passo que é indispensável para que se possa comunicar ao senhor Presidente da República que a força política mais votada nas eleições está disponível para formar o Governo, e com isso contrair todas as responsabilidades inerentes aos resultados das eleições”.

O presidente dos sociais-democratas afirmou a coligação PSD/CDS-PP, sem maioria absoluta, procurará entendimentos com o PS no parlamento para fazer reformas como a da Segurança Social e irá ao encontro de todas as forças europeístas.

“Não deixaremos de ir ao encontro daqueles que, como é o caso do PS, no novo parlamento se filiam numa opção europeia e respeitando as regras da zona euro”.

Quem ganha as eleições governa

A vice-presidente do CDS-PP Assunção Cristas defendeu que a coligação PSD/CDS-PP é o “vencedor claro” das eleições legislativas e deve ser chamada a governar porque “quem ganha as eleições governa”.

“Quem ganha as eleições governa, quem ganha eleições deve governar. E nós estamos preparados deste lado para governar”, afirmou Assunção Cristas numa declaração aos jornalistas, ao lado do vice-presidente do PSD Jorge Moreira da Silva.

Para a ‘vice’ centrista e ministra da Agricultura, os resultados apurados já permitem afirmar de “forma clara e inequívoca” que “há um vencedor claro” e que “o PS não atingiu nenhum dos seus objetivos”.

“Os dados mostram que há uma diferença muito significativa entre o primeiro e o segundo classificado nestas eleições. Entendemos que os portugueses quiseram dizer de forma muito construtiva, de forma muito clara, de forma muito sublinhada, quem é que queriam ver a governar o país”, declarou.

Assunção Cristas afirmou que “o PS não atingiu nenhum dos seus objetivos”, porque “inicialmente traçou como objetivo a maioria absoluta, não a alcançou. Depois baixou a fasquia mas traçou como objetivo vencer as eleições, não o alcançou”.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “Assunção Cristas defendeu que a coligação PSD/CDS-PP é o “vencedor claro” das eleições legislativas e deve ser chamada a governar porque “quem ganha as eleições governa””… Mas estamos a brincar? Então o CDS-PP ganhou as anteriores eleições? Ficou em terceiro! A memória é fraca… Se calhar devia comer umas couvinhas para lhe avivar a memória.
    Quem ganha as eleições é quem tem mais deputados na Assembleia. Foi isso que fizeram na legislatura que está quase a acabar. Ainda é cedo para ver quem vai ter mais deputados… Quem sabe se “outros partidos”; para bem de Portugal, (que bem precisa) se juntem e façam a mesma coisa que o PSD e o CDS fizeram na última legislatura… Espero que sim… E de “uma forma clara”!

RESPONDER

Não são só os humanos. Até os cães-guia podem vir a ser substituídos por robôs

A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) não ameaça apenas automatizar o trabalho dos humanos. Os cães-guia, que ajudam pessoas com deficiência visual a navegar com segurança pelo mundo, podem ser os seus próximos alvos. Uma equipa …

Laboratório investigado em Madrid depois de vídeo mostrar maus tratos a animais

Um laboratório em Madrid, Espanha, está a ser investigado por alegados maus tratos a animais, depois de uma inspeção confirmar as suspeitas de abuso filmadas por um antigo funcionário. O vídeo divulgado pela Cruelty Free International …

Equipa realiza primeiro transplante de traqueia do mundo. Pode reverter danos causados pela covid-19

Uma equipa de cirurgiões realizou o primeiro transplante de traqueia humana do mundo. A cirurgia foi feita numa mulher com graves danos no órgão, revelou o Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque. A recetora do transplante …

Em 2020, os mais velhos renderam-se aos "animais de estimação pandémicos"

Uma nova investigação revelou que as famílias com crianças não foram as únicas a aderir à tendência dos "animais de estimação pandémicos" em 2020. Os mais velhos também não resistiram. Segundo a National Poll on Healthy …

Tramado por uma turfeira. Homem confessa assassinato, mas corpo encontrado tinha 1600 anos

O que tinha tudo para ser um casamento feliz, acabou em tragédia. Num estranho caso em que uma simples planta ditou o desfecho de uma investigação criminal. Em 1959, a retratista e entusiasta de viagens Malika …

"Projeto Bernanke". Google terá usado programa secreto para dar vantagem ao seu sistema de anúncios

A Google terá usado durante anos um programa secreto que usava dados de lances anteriores na bolsa de publicidade digital da empresa para dar ao seu próprio sistema de compra de anúncios uma vantagem sobre …

Para "proteger a verdade histórica", Rússia divulga documentos que revelam atrocidades nazis em Stalingrado

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou documentos desclassificados que detalham atrocidades cometidas por soldados e oficiais nazis durante a II Guerra Mundial. A divulgação destes documentos, que foram publicados no site do Ministério da Defesa …

Espanha. Funcionários públicos podem trabalhar três dias em casa sem perder direitos

O Governo espanhol e os sindicatos de funcionalismo público chegaram, esta segunda-feira, a um acordo que prevê que os trabalhadores da Administração Pública podem trabalhar três dias por semana em casa com os mesmos direitos …

Rara coleção de um dos primeiros fotógrafos da História vai a leilão nos EUA

Quase 200 imagens de um dos primeiros fotógrafos da história, William Henry Fox Talbot, vão a leilão, em Nova Iorque, já este mês. A coleção de William Henry Fox Talbot será parte do leilão "50 obras-primas …

Em greve de fome, Navalny é ameaçado ser alimentado à força. Ativistas falam em tortura

O opositor russo Alexei Navalny afirmou hoje na rede social Twitter que as autoridades penitenciárias estão a ameaçar alimentá-lo à força para quebrar a greve de fome que mantém na prisão desde 31 de março. “Ele …