Pandemia abranda no Brasil e México, enquanto Espanha chega ao meio milhão de infeções

Mário Oliveira / SEMCOM

O Brasil contabilizou 310 mortes devido à covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 126.960 óbitos desde o início da pandemia, de acordo com os dados divulgados esta terça-feira pelo Ministério da Saúde do país.

Este foi o dia com menor número de vítimas mortais desde 03 de maio, há 127 dias, quando as autoridades de Saúde contabilizaram 289 óbitos diários pela doença, noticiou a agência Lusa. Face ao número de infetados, o país somou 10.273 casos nas últimas 24 horas, num total de 4.147.794 pessoas diagnosticadas com a covid-19.

Já os Estados Unidos (EUA) registaram mais 259 mortos e 24.781 novos casos nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins, sediada em Baltimore (leste). Desde o ínicio da pandemia, houve 189.168 óbitos e 6.299.169 casos confirmados, até às 20:00 de segunda-feira (01:00 de terça-feira em Lisboa).

Também nas últimas 24 horas o México contabilizou com 223 mortes e 3.486 casos, avançaram as autoridades de Saúde mexicanas, que apontam para a redução da propagação da doença no país. “A circulação do vírus diminuiu”, disse o diretor de Epidemiologia da Secretário da Saúde, José Luis Alomía, citado pela agência Efe.

Desde o início da pandemia, no final de fevereiro, o país contabilizou 67.781 óbitos e 637.509 infeções de covid-19. Até ao momento, recuperaram da doença 446.715 pessoas, cerca de 70% de todos os infetados com covid-19, referiu Alomía.

China diz que todos os casos são oriundos do exterior

A Comissão Nacional de Saúde da China garantiu esta terça-feira que não há atualmente um único local entre os 175 casos de infeção ativa com o novo coronavírus, detalhando que todos são viajantes oriundos do exterior.

A fonte detalhou que, até à meia-noite local (17:00, em Lisboa), havia 175 casos ativos na China, entre os quais dois em estado grave. Todos os casos foram diagnosticados entre viajantes oriundos do exterior, conhecidos como casos “importados”.

Enquanto isso, a Índia registou 1.133 mortes provocadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o total diário mais alto de sempre no país, voltando a ultrapassar as 75.000 infeções, apontou o Ministério da Saúde indiano. O número de vítimas mortais desde o início da pandemia é agora de 72.775.

As autoridades indianas registaram também 75.809 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total para 4,3 milhões desde o início da epidemia, um dia depois de o país ter ultrapassado o Brasil, convertendo-se no segundo com mais infeções no mundo.

Médico homenageado por Xi Jinping proclama vitória

O principal médico especialista em doenças respiratórias da China disse esta terça-feira que este país asiático “derrotou o surto atual” do novo coronavírus, durante uma cerimónia em que celebrou a vitória na erradicação da covid-19. “Derrotámos o surto atual”, proclamou Zhong Nanshan, que foi distinguido pelo Presidente chinês, Xi Jinping.

Zhang, conhecido em 2003 pela contribuição na luta contra a SARS – síndrome respiratória aguda grave -, um outro coronavírus que atingiu a China então, avisou, contudo, que o país não pode baixar a guarda. O especialista defendeu a cooperação médica internacional e enfatizou a necessidade de uma maior contribuição da China para a saúde global.

Durante a cerimónia, no Grande Palácio do Povo, em Pequim, três outros especialistas, além de Zhong, receberam a medalha e título “Heróis do Povo”. Dezenas de funcionários da Saúde também receberam títulos honorários do Partido Comunista Chinês.

Mais da metade da cerimónia consistiu num discurso de Xi Jinping. “A covid-19 apanhou-nos a todos de surpresa”, disse o Presidente chinês, que revisou as medidas tomadas pelo seu país desde o início da pandemia, a fim de conter a propagação.

Xi Jinping lembrou que a China é “a primeira grande economia a retornar ao crescimento económico” e mencionou a contribuição do país asiático na partilha de equipamento de proteção e conhecimento científico com o resto do mundo, onde continua a haver suspeitas sobre a gestão inicial do surto por parte das autoridades chinesas.

O Presidente voltou a defender que a China comunicou o mais rápido possível o surto à Organização Mundial da Saúde e defendeu que ainda há trabalho a ser feito: “Uma vitória completa exige esforço contínuo.”

Durante a cerimónia realizou-se um minuto de silêncio dedicado aos mortos pela doença.

Espanha com mais de meio milhão de infeções

Espanha tornou-se o primeiro país da Europa Ocidental a ultrapassar a marca de meio milhão de infeções, registando na segunda-feira 525.549 casos, numa altura em que recomeçaram as aulas em escolas em seis regiões do país, com as restantes a iniciar nos próximos dez dias.

De acordo com o Público, o número de mortos e de doentes em cuidados intensivos mantém-se comparativamente baixo, tendo havido na segunda-feira oito mortes – desde o início da pandemia foram 29.516 óbitos.

O director do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências de Saúde, Fernando Simón, disse que mais de metade dos infetados têm menos de 40 anos e a maioria dos novos casos são assintomáticos.

Segundo Joan Ramon Villalbi, da Sociedade Espanhola de Saúde Pública, citado pela Reuters, o aumento do numero de casos deve-se a um fim do confinamento apressado; às diferenças entre regiões no que toca às regras de Saúde e a densidade populacional.

“Para os trabalhadores vulneráveis, seja na agricultura, serviço doméstico ou em restaurantes, pode-se-lhes dizer para ficarem em casa duas semanas, mas não é certo que eles possam fazê-lo”, sublinhou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Teia da morte. Cientistas desenvolvem nova forma de matar células cancerígenas

Um novo estudo sugere que, através de uma interrupção direcionada e localizada da estrutura das células cancerígenas, o seu mecanismo de autodestruição pode ser ativado. As células cancerígenas multiplicam-se de forma incontrolável, levando a um crescimento …

Boavista 2-0 Porto | “Manita” em 45 minutos demolidores

Goleada do “dragão” no Bessa. No dérbi portuense entre Boavista e FC Porto, os campeões nacionais sentiram dificuldades na primeira parte, não conseguiram sequer enquadrar qualquer um dos seus remates, mas na segunda parte tudo …

Magawa, o rato que deteta minas, ganhou uma medalha de ouro

Magawa, um rato gigante africano, foi treinado para descobrir minas terrestres e tem estado ao serviço no Camboja. O animal foi agora proclamado herói e premiado por salvar vidas naquele país. A instituição de caridade britânica …

Cientistas descobrem nova espécie de crustáceo no lugar mais quente da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova espécie de crustáceo de água doce durante uma expedição ao deserto de Lute, no Irão, também conhecido como o lugar mais quente do planeta. Hossein Rajaei, do Museu Estadual …

Furacão Sally fragmentou parte de uma ilha da Florida em três

A passagem do furacão Sally fragmentou parte de uma ilha na costa da Florida, no Estados Unidos, criando assim três pequenas porções de terra. Na prática, tal como explica o portal USA Today, o furação abriu …

Benfica 2-0 Moreirense | “Águia” vence e convence cónegos

Após ter perdido e empatado nas duas últimas recepções ao Moreirense, o Benfica voltou a vencer o emblema de Moreira de Cónegos na Luz. Este sábado, em duelo relativo à segunda jornada do campeonato, as “águias” …

"Surpreendente e fascinante". Descoberta pela primeira vez uma aurora sobre um cometa

A nave Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) detetou uma aurora boreal sobre o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko (67P / C-G). Em comunicado, os cientistas envolvidos na deteção frisam que esta é a primeira vez quem …

Austrália não quer que turistas caminhem na famosa rocha sagrada Uluru (nem no Google Maps)

A Austrália pediu ao Google que remova do seu serviço Maps fotografias tiradas do topo de Uluru, o monólito aborígine sagrado que os visitantes estão proibidos de escalar desde o ano passado. De acordo com a …

NASA vai procurar aquíferos nos desertos com tecnologia já usada em Marte

Uma parceria entre a NASA e a Fundação Qatar tem como objetivo procurar as cada vez mais escassas águas que estão enterradas nos desertos do Saara e da Península Arábica. Este processo deverá ser desenvolvido …

Os aeroportos mudam o nome das pistas (e a culpa é dos pólos magnéticos da Terra)

O pólo norte magnético pode mover-se até 64 quilómetros por ano. Isto pode ser um problema para os pilotos de aviões. A pista 17L/35R, no Aeroporto Internacional de Austin-Bergstrom, no estado norte-americano do Texas, não terá …