PAN quer impor “período de nojo” para nomeações entre Governo e Banco de Portugal

André Kosters / Lusa

O PAN quer impor um “período de nojo de cinco anos” na nomeação do governador do Banco de Portugal (BdP) para quem tenha desempenhado funções no Governo, na banca ou em consultoras que tenham trabalhado com aquele regulador.

Num vídeo divulgado esta quarta-feira, o porta-voz refere que o partido “apresentou hoje uma iniciativa legislativa que procura trazer mais transparência à nomeação do governador do Banco de Portugal e dos restantes membros do Conselho de Administração”.

“O PAN defende um Banco de Portugal forte, independente e credível, livre de pressões da banca comercial, de consultoras financeiras ou do poder político”, salienta o líder.

André Silva explica que o projeto de lei “propõe que se impeça que estes cargos do Banco de Portugal sejam ocupados por membros de órgãos de soberania”, prevendo “um período de nojo de cinco anos para quem tenha ocupado cargos na banca comercial, no Governo e nas consultoras que trabalhem com o Banco de Portugal”.

“Caso esta iniciativa seja aprovada, pessoas como [o ministro das Finanças e líder do Eurogrupo] Mário Centeno ou [o secretário de Estado Adjunto e das Finanças] Mourinho Félix, por muito competentes que sejam, e são, não poderão ser nomeadas para substituir Carlos Costa”, assinala André Silva, considerando que a nomeação destas personalidades “estaria pejada de conflitos de interesses”.

O líder do PAN contesta que os administradores do banco central possam ser “nomeados pelo mesmo Conselho de Ministros de que fazem parte, para liderar um conselho regulador que eles próprios nomearam, para aplicar um conjunto de diplomas que andaram a rever e para levar a cabo estudos técnicos sobre o desempenho da economia portuguesa, em que o seu papel e as suas opções como membros do Governo terão sempre de vir à colação e de ser avaliados”.

“Esta realidade não é nova e relembro que um estudo recente nos diz que o Banco de Portugal é o regulador que mais pessoas vindas do setor dos regulados, da banca comercial, tem no seu Conselho de Administração e, também, um dos que mais ex-políticos e ex-governantes tem”, acrescenta André Silva.

No projeto de lei, o PAN alega que “tão importantes como a alteração das regras sobre exoneração, são as regras de nomeação do governador”, porque é “nesta fase que se assegura a plena idoneidade da personalidade escolhida e se evita a necessidade de se discutirem futuras exonerações”.

Lembrando que na anterior legislatura o Governo apresentou uma proposta de lei sobre esta questão, mas que acabou por caducar e não ser sequer debatida em comissão na Assembleia da República, o partido quer reabrir esta discussão, através de “uma alteração à Lei Orgânica do Banco de Portugal no sentido de consagrar um novo modelo de nomeação do Governador de Portugal e dos demais membros do Conselho de Administração”, que reforça os “poderes da Assembleia da República” e os “mecanismos de prevenção de conflitos de interesse”.

Neste sentido, o PAN quer que a Assembleia da República deixe de apresentar um “mero relatório descritivo” e “passe a ser necessário um parecer da Comissão de Orçamento e Finanças relativo à adequação do perfil do indivíduo às funções a desempenhar”, documento que seria publicado em Diário da República.

O partido quer que o parecer, que teria caráter vinculativo, tenha de ser aprovado “por maioria qualificada equivalente a pelo menos dois terços dos deputados em efetividade de funções” e que seja possível também a audição do ministro das Finanças.

Neste projeto de lei, o PAN propõe igualmente “o aumento das quotas de género do Conselho de Administração de 33% para 40%”, como forma de “assegurar uma maior participação das mulheres neste tipo de cargos dirigentes, uma vez que a desigualdade de género nesta matéria ainda continua a ser excessiva e tem de ser combatida urgentemente”, adiantou André Silva.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …

Vanessa Guillen foi espancada até à morte. Jovem soldado tinha dito à mãe que era vítima de assédio

Vanessa Guillen foi vista pela última vez a 22 de abril, pouco tempo depois de confessar à mãe que estava a ser assediada por um sargento. O principal suspeito da morte da jovem suicidou-se e …

Presidente da Câmara do Funchal envia carta a Boris Johnson a defender a Madeira

O presidente da Câmara do Funchal escreveu uma carta a Boris Johnson, na qual realça "alguns argumentos fortes" a favor da Madeira como destino de férias para os cidadãos do Reino Unido. O presidente da Câmara …

Livros pró-democracia desapareceram das bibliotecas de Hong Kong

Livros escritos por importantes ativistas da democracia de Hong Kong começaram a desaparecer das bibliotecas da cidade, avança a agência noticiosa francesa AFP, citando registos online destes espaços. Os livros pró-democracia desapareceram das prateleiras da …

Lito Vidigal é o novo treinador do Vitória de Setúbal

Lito Vidigal é o novo treinador do Vitória de Setúbal. O ex-treinador do Boavista, que já tinha passado pelo Bonfim em 2018/2019, vai suceder a Júlio Velázquez no comando técnico dos sadinos. Esta segunda-feira, Lito Vidigal, …

Estados Unidos confirmam rara infeção provocada por parasita que destrói o cérebro

Foi detetada, no cérebro de uma pessoa no condado de Hillsborough, uma ameba rara que destrói o cérebro. O parasita chama-se Naegleria Fowleri. Uma ameba rara que destrói o cérebro, conhecida como Naegleria Fowleri, foi detetada numa …

IKEA devolve a Portugal 500 mil euros em apoios do lay-off

A IKEA já reuniu com o Governo e diz estar a estudar a melhor forma de proceder à devolução do montante recebido pelo Estado.  Segundo o Dinheiro Vivo, a IKEA Portugal vai devolver cerca de 500 …

Isabel dos Santos diz-se "contactável e disponível" para colaborar com a justiça

Isabel dos Santos negou, esta segunda-feira, que a justiça desconheça o seu paradeiro e que não a consiga contactar, depois de o procurador-geral de Angola ter vindo a público denunciar a ausência de respostas da …

"Não estamos a dar a resposta suficientemente eficaz nesta fase", diz bastonário dos médicos

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, defendeu esta segunda-feira que enquanto faltar uma "resposta suficientemente eficaz" à covid-19 na fase de desconfinamento, a recuperação económica também será mais lenta. O responsável falava aos …