OMS apela para que não se espere por vacina para controlar pandemia

paulkagame / Flickr

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) apelou hoje para que não se espere pela vacina da covid-19 para controlar a pandemia, registando que na Europa há mais novos casos diários que em março, mas menos mortes.

Intervindo numa sessão do comité para a Europa da OMS, o diretor-geral da agência das Nações Unidas, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que “se não se controlarem os contágios, mais pessoas morrerão” e mais aumentará “o risco real” de terem que voltar as medidas mais restritivas nas sociedades.

Até haver vacina para a doença, os países podem “usar as ferramentas existentes” para controlar os contactos, “prevenindo eventos amplificadores” de contágios, como os ajuntamentos de grandes dimensões, e salvaguardando “os mais vulneráveis”.

Quando houver vacina, deve estar acessível a todos os países equitativamente, reiterou, afirmando que “num mundo interligado”, se os cidadãos de países mais pobres forem excluídos da vacinação, “o virus continuará a matar e a recuperação económica mundial demorará mais”.

Ghebreyesus defendeu ainda que só com sistemas nacionais de saúde robustos se conseguem enfrentar pandemias, considerando que essa é “uma das lições mais dolorosas” da covid-19.

Considerou que o investimento na saúde pública se pode equiparar às despesas militares para garantir a segurança das nações.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 924.968 mortos e mais de 29 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.871 pessoas dos 64.596 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Imunidade de grupo poderá ser atrasada. Jovens com mais de 18 anos vacinados a partir de 4 de julho

Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task-force para o Plano de Vacinação contra a covid-19, admitiu um atraso de até 15 dias na meta de 70% de população vacinada com a primeira dose, devido ao …

Supremo espanhol ordena libertação imediata dos nove políticos catalães

O Supremo Tribunal espanhol ordenou, esta quarta-feira, a libertação imediata dos nove líderes independentistas catalães condenados pela tentativa separatista de 2017, depois de o Governo ter concedido um indulto por "razões de utilidade pública". Segundo a …

Corona quer sair do FC Porto e tem uma escolha de eleição

Em final de contrato com o FC Porto, Jesús Corona olha para a porta de saída e vê no Sevilha a escolha de eleição para seguir a sua carreira. Jesús Corona termina contrato com o FC …

Índia alerta para variante Delta Plus, já presente em Portugal. É a chamada "mutação nepalesa"

A Índia alertou, esta terça-feira, para uma mutação da variante Delta, chamada Delta Plus, que já terá sido detetada em nove países, incluindo Portugal. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge confirma que se …

PS acusa Rui Rio de "incoerência" por criticar Governo após palavras de Merkel

Sobre as críticas de Angela Merkel subscritas por Rui Rio, Ana Catarina Mendes lembra que, "em maio, o PSD criticava o Governo por não ter ainda anunciado a abertura aos voos do Reino Unido". A líder …

Arqueólogos investigam mistério de túmulos reabertos há 1400 anos

Um novo estudo mostra que pessoas que viviam na Europa há cerca de 1400 anos tinham o hábito de reabrir túmulos e retirar de lá certos objetos, algo que os arqueólogos ainda estão a tentar …

O dilema de Costa nas negociações: de um lado a esquerda que quer "destroikar", do outro Centeno que deixa avisos

António Costa vai dar início às negociações sobre o Orçamento do Estado em julho, mas está numa encruzilhada: se, de um lado, tem a esquerda a pressioná-lo com o dossiê do Código do Trabalho; do …

"Dever de neutralidade". Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

O Governo de António Costa está a ser duramente criticado por ter recusado subscrever uma carta assinada por 13 Estados-membros da União Europeia (UE) contra a Hungria, na defesa dos direitos LGBTI neste país. O …

Jogos de futebol emocionantes podem (literalmente) parar o coração

Um equipa de investigadores descobriu que um jogo de futebol emocionante, que deixa as pessoas stressadas ou zangadas, pode provocar um ataque cardíaco. Em 2014, a Alemanha venceu a Argentina na final do Campeonato Mundial de …

PSD aprovou lei que mantém libertação de presos

Num texto conjunto com o PS, no ano passado, o PSD propôs que a vigência do regime de perdão de penas no âmbito da covid-19 terminasse "na data a fixar em lei própria". O líder do …