OMS quer nova missão à China para descobrir origem animal do vírus

unisgeneva / Flickr

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS)

A Organização Mundial de Saúde (OMS) quer organizar uma nova missão à China para descobrir a origem animal do novo coronavírus responsável pela pandemia de covid-19, afirmou uma responsável da agência das Nações Unidas.

A diretora do programa de doenças emergentes da OMS, Maria Van Kerkhove, afirmou esta quarta-feira, numa conferência de imprensa em Genebra, que a os técnicos da organização estão a discutir com os seus pares na China a realização de “uma missão futura, que teria um foco mais académico”.

O objetivo é “procurar a origem zoonótica do surto”, ou seja, descobrir qual foi o animal responsável pela passagem do novo coronavírus para humanos.

“A importância em termos de saúde pública é crítica, porque sem saber a origem animal, é difícil evitar que aconteça outra vez. É algo que acontece com todos os agentes patogénicos emergentes, a maior parte dos quais tem origem animal”, afirmou.

Numa futura missão, os peritos da OMS procurarão perceber que exposições a diferentes animais aconteceram para poder rastrear a origem do novo coronavírus. “É algo em que estamos atualmente a trabalhar. Oferecemos [à China] o nosso apoio e temos vontade que aconteça”, referiu.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 257 mil mortos e infetou quase 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.089 pessoas das 26.182 confirmadas como infetadas, e há 2.076 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

“Risco de voltarmos ao confinamento é muito real”

Também esta quarta-feira, Tedros Adhanom alertou que o “risco de voltarmos ao confinamento é muito real” se os países não tiverem cuidado com as fases de reabertura social e económica. Este risco existe, sobretudo, “se os países não conseguirem gerir com cuidado a transição e se não o fizerem por fases“.

Segundo a Renascença, o diretor-geral da OMS voltou a admitir uma nova onda de casos e reforçou o apelo de que “devemos estar preparados, porque agora temos a oportunidade de fortalecer os sistemas de saúde”.

“Devemos investir agora para podermos salvar vidas depois”, rematou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não quero acusar nada nem ninguèm, apenas gostaria tal como muitos cidadãos, de saber o que realmente se passou,no mínimo o mundo tem o direito a saber o que de facto se passou.Eu sou apologista do diálogo, da paz e que todos devemos estar unidos,contudo a verdade deve ser divulgada sem rodeios, a transparência é fundamental num mundo que se quer democrático e justo.

RESPONDER

UNESCO recomenda incluir Veneza na lista de património mundial em perigo

A UNESCO publicou estas recomendações a um mês da próxima sessão do seu comité de património mundial, que se vai realizar na China, de 16 a 31 de julho. Em Veneza, o impacto do turismo de …

No One Britain One Nation Day, (quase) todas as crianças britânicas vão cantar uma canção patriótica

O Governo britânico está a encorajar todas as crianças em idade escolar a cantar uma música patriótica, muito criticada nas redes sociais. O Departamento de Educação do Reino Unido quer que as escolas participem no One …

Descoberta a causa da extinção em massa mais severa dos últimos 540 milhões de anos

A extinção em massa mais dramática nos últimos 540 milhões de anos eliminou mais de 90% das espécies marinhas e 75% das espécies terrestres da Terra. Mas qual foi a sua causa? Embora os cientistas tenham …

Este robô pode salvar agricultores de um inesperado assassino

O Grain Weevil é um robô criado por estudantes de engenharia que pode salvar a vida de de agricultores e dos seus familiares de um assassino inesperado: cereais. Se os agricultores não gerirem ativamente os seus …

Ferro Rodrigues arrasado por pedir deslocação "massiva" de portugueses a Sevilha para apoiar Selecção

Numa altura em que o Governo se prepara para anunciar um travão no desconfinamento devido ao aumento de casos de covid-19, Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República, é duramente criticado por ter apelado à …

Certificado digital vai permitir livre circulação em todo o país

O Certificado digital Covid-19 da União Europeia vai também servir de "passaporte" em todo o país para cidadãos em determinadas situações, prevê o decreto-lei que o governo vai apresentar esta quinta-feira. Segundo apurou o jornal Público, …

covid, Lisboa

Travão no desconfinamento em todo o país. Porto à beira do alerta e Lisboa pode recuar 2 meses

Os números da pandemia de covid-19 "continuam a aumentar", reconhece Marta Temido numa altura em que o Governo deverá anunciar o travão no desconfinamento em todo o país. Mas a situação em Lisboa é mais …

Todos contra o Chega. Parlamento chumba projeto sobre enriquecimento injustificado

O Parlamento rejeitou projecto de lei de André Ventura sobre enriquecimento injustificado com os votos contra de todos os partidos, exceto do PAN, que se absteve, e da deputada Cristina Rodrigues. O projeto de lei de …

Canon obriga funcionários na China a sorrir para irem trabalhar

Os funcionários do escritório de Pequim da multinacional japonesa são avaliados por um sistema de inteligência artificial que determina se estão felizes o suficiente para trabalhar. A medida foi criticada por invadir a privacidade dos …

Cristiano Ronaldo é o terceiro jogador mais decisivo do Euro 2020 (atrás de um belga e de um italiano)

O italiano Marco Verratti, o belga Kevin de Bruyne e o português Cristiano Ronaldo são os três jogadores mais decisivos do Euro 2020 até agora, altura em que acabou a fase de grupos da prova. …