OMS alerta para mais rapidez na descoberta de novas variantes do vírus

Jean-Christophe Bott / EPA

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que vão continuar a surgir variantes do novo coronavírus e que é preciso acelerar o processo de descoberta e sequenciação genética para as acompanhar.

“Quanto mais um vírus circula, mais oportunidades tem para mudar. Estas mudanças são normais e expectáveis, mas a maior parte pouco efeito tem no seu comportamento”, afirmou a principal responsável técnica da luta contra a pandemia da covid-19, Maria van Kerkhove.

O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, salientou que é preciso aumentar a capacidade de os laboratórios em todo o mundo serem capazes de descobrir as sequências genómicas das mutações do vírus que forem aparecendo, o que só se consegue com testagem.

Van Kerkhove indicou que as variantes até agora encontradas, originárias do Reino Unido e na África do Sul são diferentes entre si, embora se manifestem na mesma proteína do SARS-CoV-2.

Aquela que foi detetada primeiro no Reino Unido (e, entretanto, em outros países, incluindo Portugal) “não apresenta diferenças significativas nas hospitalizações ou mortalidade” que provoca, reiterou, mas tem maior transmissibilidade, o que se poderá explicar porque as pessoas em que foi detetada apresentam “maior carga viral”, referiu.

Maria van Kerkhove salientou que os estudos sobre as variantes, em que se procura determinar se são mais resistentes às vacinas já provadas, entre outros aspetos, demoram tempo, referindo que nos próximos dias se deverão conhecer mais conclusões da investigação em curso, pelo menos sobre a variante do Reino Unido.

A epidemiologista norte-americana salientou que até agora, “todas as variantes descobertas podem ser controladas com as medidas que já se tomam” desde o início da pandemia.

Quanto às restrições nas fronteiras à entrada de pessoas oriundas de países que comunicam a existência destas variantes, a OMS considera que “mais importante que bloquear fronteiras é tentar diminuir a transmissão” do vírus na comunidade, mas continua a deixar ao critério de cada país o controlo das suas fronteiras.

No entanto, o diretor do programa de emergências sanitárias da OMS, Mike Ryan, salientou que “os países não devem ser castigados” por partilharem abertamente informação sobre a existência de novas mutações em circulação na sua população.

Mike Ryan afirmou que passado um ano sobre a descoberta de casos de pneumonia de origem desconhecida na cidade chinesa de Wuhan, o mundo está mais bem preparado para lidar com uma pandemia como a que ali começou no fim do ano passado, mas que “esta ainda não foi ‘The Big One'”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

SNS24 ultrapassa recorde semanal de chamadas com mais de 200 mil

O recorde semanal de chamadas atendidas no SNS24 foi ultrapassado na última semana, num aumento da procura para mais do dobro, de 126.860 para 279.279, em relação à última semana de 2020, foi esta terça-feira …

Entre críticas a Rio e Marcelo, Ventura teve um drive-in com música de baile (e comparou-se a Sá Carneiro)

Ventura demarcou-se dos insultos de apoiantes à comunicação social, mas não admitiu que o seu mandatário os incentivou, chamando “inimigos” aos jornalistas. Terminou o dia num comício na praia de Leça da Palmeira mas em …

Governo Regional da Madeira garante que aumento de casos se deve às celebrações de fim de ano

O presidente do Governo da Madeira afirmou que o aumento de casos de covid-19 registado nos últimos dias na região é resultado das celebrações do fim do ano, assegurando fiscalização mais apertada nos bares aos …

Novo máximo diário com 218 mortes. Morre uma pessoa com covid-19 a cada 7 minutos

Portugal contabilizou esta terça-feira 218 mortes, um novo máximo de óbitos em 24 horas, relacionados com a covid-19, e 10.455 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Quase metade das …

Ana Gomes teme que processos BES e Operação Marquês acabem como o dos submarinos

A candidata presidencial Ana Gomes disse ontem temer que processos como os do BES e da Operação Marquês terminem como o dos submarinos, em que considerou que se "trabalhou para a prescrição". Na conversa online que …

Recuperação só em 2022, disse Vestager. Leão quer aprovação rápida dos planos para a UE

A vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, afirmou que a recuperação europeia só será "sentida como tal" em 2022, mas que no outono já poderão ser visíveis alguns sinais, caso a vacinação contra a …

Marcelo aprova novas medidas e anuncia reunião com especialistas para discutir situação das escolas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinou esta terça-feira o decreto do Governo que altera a regulamentação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 e anunciou uma reunião com especialistas na …

Jerónimo na campanha de João Ferreira para homenagear os que "se levantaram contra o fascismo"

O candidato presidencial comunista contou com a presença do secretário-geral do PCP, esta segunda-feira, na Marinha Grande, que destacou a importância de lutar contra os atuais "traços de regressão democrática". Durante uma ação na Escola Secundária …

Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Waldschmidt infetados

Os futebolistas do Benfica Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Luca Waldschmidt são os mais recentes casos positivos ao novo coronavírus no plantel do Benfica, informou esta terça-feira o clube da Luz. “O Sport Lisboa e …

Hospital de Portalegre abre inquérito a morte de doente que esteve 3 horas em ambulância

O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância, …