OMS alerta para mais rapidez na descoberta de novas variantes do vírus

Jean-Christophe Bott / EPA

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que vão continuar a surgir variantes do novo coronavírus e que é preciso acelerar o processo de descoberta e sequenciação genética para as acompanhar.

“Quanto mais um vírus circula, mais oportunidades tem para mudar. Estas mudanças são normais e expectáveis, mas a maior parte pouco efeito tem no seu comportamento”, afirmou a principal responsável técnica da luta contra a pandemia da covid-19, Maria van Kerkhove.

O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, salientou que é preciso aumentar a capacidade de os laboratórios em todo o mundo serem capazes de descobrir as sequências genómicas das mutações do vírus que forem aparecendo, o que só se consegue com testagem.

Van Kerkhove indicou que as variantes até agora encontradas, originárias do Reino Unido e na África do Sul são diferentes entre si, embora se manifestem na mesma proteína do SARS-CoV-2.

Aquela que foi detetada primeiro no Reino Unido (e, entretanto, em outros países, incluindo Portugal) “não apresenta diferenças significativas nas hospitalizações ou mortalidade” que provoca, reiterou, mas tem maior transmissibilidade, o que se poderá explicar porque as pessoas em que foi detetada apresentam “maior carga viral”, referiu.

Maria van Kerkhove salientou que os estudos sobre as variantes, em que se procura determinar se são mais resistentes às vacinas já provadas, entre outros aspetos, demoram tempo, referindo que nos próximos dias se deverão conhecer mais conclusões da investigação em curso, pelo menos sobre a variante do Reino Unido.

A epidemiologista norte-americana salientou que até agora, “todas as variantes descobertas podem ser controladas com as medidas que já se tomam” desde o início da pandemia.

Quanto às restrições nas fronteiras à entrada de pessoas oriundas de países que comunicam a existência destas variantes, a OMS considera que “mais importante que bloquear fronteiras é tentar diminuir a transmissão” do vírus na comunidade, mas continua a deixar ao critério de cada país o controlo das suas fronteiras.

No entanto, o diretor do programa de emergências sanitárias da OMS, Mike Ryan, salientou que “os países não devem ser castigados” por partilharem abertamente informação sobre a existência de novas mutações em circulação na sua população.

Mike Ryan afirmou que passado um ano sobre a descoberta de casos de pneumonia de origem desconhecida na cidade chinesa de Wuhan, o mundo está mais bem preparado para lidar com uma pandemia como a que ali começou no fim do ano passado, mas que “esta ainda não foi ‘The Big One'”.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A OMS a pedir aos cientistas que encontrem rapidamente novas variantes do vírus, porque as vacinas estão a vender-se mal. E vão encontrar muito mais variantes a bem do negócio e a mal das ansiosas cobaias humanas.

RESPONDER

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …