Rio defende que se o próximo OE for chumbado, Costa teria que viabilizar Governo PSD/CDS

PSD / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

Rui Rio defendeu que, caso o próximo Orçamento do Estado fosse chumbado, António Costa deveria viabilizar um Governo PSD/CDS, mas manifestou-se convicto de que a geringonça irá viabilizar a proposta orçamental do Executivo.

Em entrevista à TVI, no “Jornal das 8” desta terça-feira, Rui Rio criticou o modelo económico do atual Executivo, que comparou à cigarra da fábula de La Fontaine.

“O primeiro-ministro disse que o PS não é a carochinha. Eu acho que tem razão. O Partido Socialista é muito mais a cigarra“, acrescentando que “na história da cigarra e da formiga, em que a formiga durante o verão trabalha, no inverno tem o alimento produto do seu trabalho, e a cigarra não trabalha. E depois quando chega…”, atirou o líder do PSD.

O presidente do PSD considerou ainda “justas” as reivindicações dos professores, embora salvaguardando que nunca poria o equilíbrio orçamental em causa para satisfazer a pretensão de qualquer classe particular.

“Tem de se arranjar uma solução intermédia que não pode ser os nove anos aplicados por inteiro no Orçamento do Estado para 2019”, defendeu, considerando que se pode diluir a reposição dos anos de serviço no tempo ou encontrar outras formas de negociação, como as reformas antecipadas.

O líder do PSD disse até estar convencido de que “o Governo já tem uma solução” para o conflito com os professores e que esta “vai acabar por ser moeda de troca para a passagem do Orçamento do Estado”.

Sobre a proposta orçamental do Executivo, Rio voltou a dizer que não pode antecipar o sentido de voto do PSD em relação a um documento que desconhece, mas considerou que “o lógico” é que esta seja aprovado pelos partidos à esquerda que suportam o Governo, caso contrário “seria mau para todos”.

“Se o Orçamento chumbasse, em bom rigor António Costa teria de viabilizar um Governo PSD/CDS. Ele não disse em 2015 que só chumbou o Governo de Passos Coelho porque conseguia maioria à esquerda? Se agora não conseguisse, devia pedir desculpa e apoiar um Governo PSD/CDS, desde que o Presidente da República também aceitasse”, disse, lembrando que foi esta coligação a força mais votada nas legislativas de 2015.

Na mesma entrevista televisiva, Rui Rio disse ainda que, caso fosse primeiro-ministro, “teria sido muito mais comedido naquilo que seria a política orçamental” do que tem sido o Governo de António Costa.

O líder do PSD acrescentou ainda que este Governo “assim que vê uma folgazita, acaba por destruí-la imediatamente”, destacando ainda que se liderasse o Governo não tinha o Bloco de Esquerda e o PCP a condicionar a Governação”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

    • Aqui está o eleitor típico da geringonça. Aquele que nem escrever sabe, quanto mais ler. E depois vota no PS porque ouve dizer que tudo isto vai bem!

      • E vai bem melhor do que no tempo do Passos. Dizem-no o Défice e a opinião internacional, a começar pela Christine Lagarde do FMI, passando pela OCDE e terminando pelo New York Times, ainda há dias.

        Claro que tu não concordas, mas isso é irrelevante, como se verá nas próximas eleições.

        • Le bem os numeros da divida e o seu crescimento e veras que como funciona o orçamento por folha de excel e o folclore da divida versus PIB. Explica se sabes com um defice mais baixo desde do tempo da Ditadura ainda continuas a emitir mensalmente 2 mil milhoes em divida com fornecedores a espera mais de 1 ano para o pagamento dos seus serviços ao estado.

      • Eu não me manifestei espantado. O que eu disse é “Rio, não querias mais nada”.

        A questão é que se nas eleições foi o mais votado, a votação não lhe chegou para governar. A votação nas eleições anteriores foi muito mais alta (até eu votei PSD por detestar o Sócrates). Por isso já estava em queda e continuou, sendo que nesta altura está bem atrás do PS nas sondagens. E porquê? Simples: O PS agiu muito melhor do que o PSD e a percepção em termos de opinião pública é essa. Você pode não concordar, mas você é uma pessoa e o que conta é a totalidade.

        Xau.

        • Pois, mas o amigo revela alguma dificuldade em compreender a realidade que o rodeia. Desde logo porque o grandioso crescimento económico que o país evidencia é o 4º a contar do fim no espaço da moeda única!!! Isto é, estávamos longe e continuamos a aumentar o fosso para os mais ricos. Depois, este governo defendia o crescimento económico pelo aumento da procura interna. Pois o que acontece é precisamente o contrário. O crescimento está a resultar das exportações e do turismo.
          Pelo meio ainda temos a tragédia dos incêndios, as 35 horas e o caos total nos hospitais portugueses, a tragico-comédia de tancos,…
          E o senhor ainda consegue dizer: “O PS agiu muito melhor do que o PSD e a percepção em termos de opinião pública é essa. Você pode não concordar, mas você é uma pessoa e o que conta é a totalidade.”
          Bem sei que a totalidade também gosta de Quim Barreiros. Permita-me pelo menos não gostar.

          • Serei eu com dificuldade em compreender a realidade que me rodeia, ou o “muda de nome com o vento” que está encandeado com o seu clubismo partidário? Você é só aldrabices.

            1. Crescimento Económico: Dito por você somos o 4º a acontar do fim. Portugal cresceu em 2017 (2018 ainda não terminou) mais do que a média da UE e mais do que 9 outros países. O crescimento em Portugal foi 2.7!.. O mais alto em 17 anos!.. Tenha juizo! Abaixo de nós estiveram:

            Reino Unido: 1.8
            Suécia: 2.3
            Luxemburgo: 2.3
            Itália: 1.5
            Grécia: 1.4
            Alemanha: 2.2
            França: 1.8
            Dinamarca: 2.2
            Bélgica: 2.7
            Média da UE: 2.4

            Quer que eu lhe lembre quais foram as taxas de crescimento no governo PAF:

            2011: -1,83
            2012: -4,03
            2013: -1,13
            2014: 0,89
            2015: 1,82

            2. Você diz que governo defendia o crescimento pela procura interna e que o crescimento deu-se mais pelas exportações e o turismo. Portanto isso é mau? Deu-se crescimento mas como não foi da maneira prevista esse crescimento passa a ser negativo? Que valente burrice!

            3. Turismo: Desde que este Governo chegou, repuseram o IVA da restauração em 13%. Quando o brilhante Passos o subiu para 23%, os donos dos establecimentos para manterem os preços tiveram de despedir em massa. Pela mesma ordem de razões, quando o IVA desceu para 13%, os preços mativeram-se novamente e houve a criação de 20 mil empregos em 6 meses!! Estou certo de que isto não contribui “nada” para a melhoria dos serviços de hotelaria e para atrair turismo. Podería ainda citar aqui mais medidas que potenciaram o Turismo, mas para clubistas partidários como você, as pessoas passaram a querer vir passar férias a Portugal por causa de um novo milagre de Fátima.

            4. Incêndios: As mentes primitivas são assim: Antigamente quando não chovia, sacrificavam-se uns quantos para apaziguar os Deuses. Agora, quando há incêndios, culpa-se o governo em funções (se não for do seu partido, claro). Cabe-me lembrar aqui que convenientemente poucos dias antes das eleições, o governo de Passos fez um contrato criminoso de concessões a preço quase simbólico (dado, portanto), a uma empresa de exploração de combustíveis fósseis por fracking (técnica de elevado impacto ambiental). Curiosamente essas concessões foram exactamente na mesma área dos incêndios de Pedrógrão Grande, área essa que por maior coincidência ainda, ardeu duas vezes no mesmo ano e sendo que uma investigação da TVI já provou haver origem criminosa. Só coincidências… nada mais conveniente do que lixar o turismo numa zona que vivia dele (Nazaré, Alcobaça, São Pedro de Moel, Caldas, Foz do Arelho), para depois ir à procura de mão de obra barata e trabalho precário, para trabalhar na exploração de fracking. Tudo bons rapazes…

            5. As 35 horas: Está mais do que provado por esse mundo fora que as pessoas têm tanta ou mais produtividade a trabalhar 35 horas do que a trabalhar 40. Mas vamos lá ver… Quem é que se está a queixar das 35 horas?.. Ah… É quem as não tem! Ok, já percebi. O Nacional Invejosismo no seu pior! Uma prisão com portuguêses não precisa de guardas prisionais. De cada vez que um Português consegue escapar, os outros puxam-no pra dentro. Conclusão: Obrigado por me lembrar da boa medida das 35 horas. Lamento se o seu ressabiamento se deve a um patrão privado que não lhas dá. Portugal está como está porque as pessoas em vez de se virarem contra quem as trata mal, viram-se contra as que são bem tratadas por outros.

            6. Tancos. E o governo tem culpa como?… O Exército deixa-se assaltar. As polícias não conseguem investigar… E o Passos tinha feito o quê? Tinha chamado um investigador Chinês ou Angolano em troca de um Visto Gold? Tinha financiado uma investigação vendendo mais alguma parte do Erário Público a uma corporação privada para meter lá depois um ministro a trabalhar? Tinha criado uma PPP para fazer a segurança nos quarteis? Ou tería privatizado a TAP para não deixar os ladrões voarem daqui pra fora?

            7. Os Hospitais: Aí e no não gostar de Quim Barreiros, dou-lhe toda a razão. De resto, tudo ao lado. A começar pelo fosso entre ricos e pobres. Com reposição de pensões mais baixas, com escalões mais justos de IRS, com aumento de ordenado mínimo, com isenção de IRS para rendimentos abaixo de 630 euros… Há-de me explicar como é que este governo aumentou o enorme fosso de inequidade social cavado pelo governo neoliberal PAF.

            O país vai incomparávelmente melhor do que no tempo do Passos. Dizem-no o Défice e a opinião internacional, a começar pela Christine Lagarde do FMI, passando pela OCDE e terminando pelo New York Times, ainda há dias. Mas Portugal já se habituou ao ressabiamento da oposição: Quando algo de mal acontece, até o Aquecimento Global é culpa do governo, mas quando algo de bom acontece, o mérito já é da conjuntura internacional (que aos outros países pelos vistos não ajudou muito), do Turismo (que foi em grande parte mérito da reposição do IVA da restauração) e imagine-se até do Governo anterior!.. Nesse caso a trampa que o Governo Sócrates fez, também não foi culpa dele… Foi culpa do (des)governo anterior, quando o Cherne se foi encher de Comichão Europeida.

            • https://zap.aeiou.pt/impostos-austeridade-930-milhoes-euros-211846
              É só uma pequena coisa… já agora olhe bem para o sentido do crescimento que colocou a partir de 2011. Só faltava invertermos novamente… também me parece daqueles que pensa que uma medida tomada hoje já tem resultado amanhã, uma árvore por muito que não quisermos demo0ra sempre uns anos a crescer, não é como a alface que fica pronta em 2 meses…
              Se pensarmos bem a fundo e sem clubites as conclusões seriam diferentes, especialmente se olharmos para os serviços públicos que nunca estiveram tão mal e logo quando os responsáveis são aqueles que dizem defende-los… falam neles 3 vezes em cada frase… é caricato… bom, assim não há mesmo solução… as empresas de consultadoria e de marketing são lixadas… se se dedicassem apenas à promoção de champô ainda poderia haver alguma esperança.

            • É como lhe digo, caro PB… Se para algumas coisas, as árvores demoram a crescer e o que se passa num governo é sempre resultado do trabalho do Governo anterior… Então os péssimos resultados do Sócrates, foram culpa do Cherne e do Santana.

              Ou aí já não convém aplicar essa teoria? Eu gosto muito dessas teorias avulso. É como agora… O que de bom se passa foi mérito do anterior governo mas se os serviços públicos estão mal.. Já é culpa de quem lá está agora.

              Decida-se…

  1. De facto não me parece que no médio prazo o psd / cds voltem a governar. Ainda está muito fresco na memória dos portugueses o péssimo governo do Coelho e do Irrevogável, um governo com grande carga ideológica liberal de direita, que atacou sem dó nem piedade as classes baixas e médias-baixas, aumentou brutalmente o desemprego, não conseguiu controlar nem o défice nem a divida, desvalorizou salários e pensões, incentivou a saída do pais de milhares de jovens e menos jovens, e tentou, inclusive, através de propaganda truncada e falaciosa, criar um “ambiente de guerra” entre a geração mais nova e a mais velha.
    Foi, na minha opinião, o pior governo da democracia portuguesa e isso, quer se queira quer não, tem de ser “pago”.
    Aproveitem então, como faz a sorridente e demagoga Cristas, para na oposição apresentarem propostas; pena é que grande parte delas sejam precisamente o contrário daquilo que fizeram á poucos anos quando eram governo.

    • Isso e o fim da isenção de taxas moderadoras e de medicamentos para deficientes profundos com 100% de invalidez. Que as nossas gentes nunca esqueçam… E contem aos filhos e netos.

  2. Ao MMQ o adorador do Costa
    Apos a bancarota de Socrates onde costa foi ministro que criou o Siresp e a protecção civil, portugal teve os seguinte numeros.

    2011: -1,83 2012: -4,03 2013: -1,13 2014: 0,89 2015: 1,82, sendo os dois primeiros anos de ajustamentos devido aos buracos negros que iam aparecendo, a partir de 2012 portugal cresceu 2,9 em 2014 2,02 e 2015 1% , um valor muito bom em tempo de resgate, o que faz costa? vive a custa do turismo e da venda de casas. o negocios de empresas e de pedrogao ou fogo sao para os primos venderem serviços e golas. Dinamizar empresas, atrair empresas isso não sabem fazer.

RESPONDER

Forças de segurança ameaçam com nova manifestação a 21 de janeiro

As associações de profissionais da PSP e da GNR que se concentraram junto ao Parlamento, esta quinta-feira, anunciaram um novo protesto para 21 de janeiro, caso o Governo não atenda às suas reivindicações. O anúncio foi feito …

Mortes por cancro do pâncreas duplicaram em Portugal nos últimos 25 anos

As mortes por cancro do pâncreas mais do que duplicaram em Portugal nos últimos 25 anos, correspondendo a um aumento médio anual de 3%, revela um estudo esta quinta-feira divulgado pela Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia …

Bebé que foi encontrado no lixo já teve alta hospitalar

O bebé que foi encontrado num ecoponto, perto de Santa Apolónia, em Lisboa, já recebeu alta hospitalar e será agora entregue a uma família de acolhimento. O recém-nascido que foi encontrado num ecoponto, em Lisboa, recebeu …

Procurador-geral de Israel acusa Netanyahu em três casos de corrupção

O primeiro-ministro israelita em funções foi acusado, esta quinta-feira, de fraude, suborno e abuso de confiança em três casos de corrupção. O procurador-geral de Israel, Avichaï Mandelblit, acusou hoje o primeiro-ministro em funções, Benjamin Netanyahu, de …

Burros estão a ser dizimados a nível global (e a culpa é da medicina chinesa)

Cerca de 4,8 milhões de burros são abatidos anualmente por causa de um produto destinado à medicina chinesa: um gelatina com alegados efeitos curativos, feita a partir das peles dos animais. A denúncia é feita pela …

Governo vai apostar no aumento da agricultura biológica

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, disse na quarta-feira que o Governo vai apostar no aumento e valorização da área agrícola em modo biológico e na gestão mais eficiente de recursos. Falando em Aveiro …

Quinto debate dos candidatos democratas marcado por ataques a Trump

O quinto debate entre os candidatos democratas à Casa Branca ficou marcado, esta quarta-feira, pela unânime oposição ao Presidente norte-americano, atualmente alvo de um processo de destituição. "Não podemos ser consumidos por Donald Trump", advertiu o …

Paulo Rangel reeleito vice-presidente do Partido Popular Europeu

O eurodeputado do PSD foi reeleito, esta quinta-feira, vice-presidente do Partido Popular Europeu (PPE) no congresso desta formação política, que decorre desde quarta-feira em Zagreb, na Croácia. De acordo com uma nota à imprensa, Paulo Rangel …

Ex-eletricista de Picasso condenado por ter escondido 271 obras na garagem durante 40 anos

O último eletricista de Pablo Picasso, Pierre Le Guennec, e a sua mulher foram esta terça-feira condenados em última instância a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa estava, de acordo com a AFP, …

Álvaro Costa apresenta projeto inédito de streaming

  Um canal inédito de streaming totalmente português é uma das ideias que Álvaro Costa pretende ver avançar já no próximo ano. O projeto será apresentado este sábado, às 21h30, no Mar Shopping. Álvaro Costa já chegou …