/

Obama teme por Biden. “Não subestime a sua capacidade de arruinar tudo”

1

barackobama.com / Flickr

Barack Obama com Joe Biden

O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, expressou algumas dúvidas sobre a capacidade de Joe Biden, seu ex-vice-presidente, derrotar Donald Trump, nas eleições presidenciais de 2020, que irão realizar-se em novembro.

De acordo com um relatório, Barack Obama comentou com um democrata, não identificado, durante a campanha primária: “Não subestime a capacidade de Joe de arruinar as coisas.”

Apesar de ter vindo a dar apoio a Biden na corrida às presidenciais contra o atual presidente Trump, o ex-presidente dos EUA mostra-se particularmente preocupado com o fato de Biden não ter uma ligação muito íntima com o eleitorado americano.

Segundo o Politico, Obama disse ao candidato do Partido Democrata, durante as primárias, que a falta de vínculo íntimo de Joe Biden com o eleitorado de Iowa pode ser um problema.

Alegadamente, no passado, houve tensão entre Biden e Obama. Em 2016, no final do seu mandato, o ex-presidente dos EUA apoiou a democrata Hillary Clinton como sua sucessora, deixando de lado Biden. Na altura, Obama considerou que “jamais houve alguém tão qualificado para ocupar este cargo”, referindo-se a Clinton.

De acordo com o Bussiness Insider, ainda este ano, Joe Biden disse que Obama não “levantou um dedo” para o ajudar a vencer as primárias da Carolina do Sul, sustentando que conquistou o apoio dos eleitores negros por conta própria.

Biden sentiu que precisava de o merecer sozinho, em vez de as pessoas verem isso como uma extensão da presidência — um terceiro mandato — de Obama”, disse Anita Dunn, consultora de Biden, sobre a conquista de eleitorado negro, em comentários relatados pelo Daily Mail.

Ainda assim, o apoio do ex-presidente à corrida presidencial de Biden tem sido marcadamente qualificado. “Acredito que Joe tem todas as qualidades que precisamos num presidente agora, e sei que se irá cercar de boas pessoas”, disse Obama.

Este foi um dos muitos elogios que Obama fez ao candidato democrata nos últimos tempos. Na semana passada o antigo presidente dos EUA mostrou-se feliz com a decisão de Biden convidar Kamala Harris para sua vice-presidente.

“Acertou em cheio”, referiu Obama.

  ZAP //

 

1 Comment

  1. Duvido que Biden tenha acertado em cheio, ainda que a sua candidata a vice-presidente seja superior a ele próprio. Não seria a primeira vez: Al Gore era mais qualificado que Clinton e Dick Cheney era muito superior a George Bush Jr. Mesmo atualmente, embora não tendo a energia, ainda que boçal, e o protagonismo de Trump, o seu vice é claramente um político mais prudente, mais competente e mais confiável.
    Estou convencido que o vice-presidente de um e a vice-presidente de outro poderão vir a ter uma importância como nunca no desfecho das próximas presidenciais americanas. E acho que a vantagem poderá incidir no prato da balança republicano. Infelizmente.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE