/

Números a cair. Portugal regista 22 mortes e recuperados superam (largamente) os novos casos

1

Rovena Rosa / ABr

O boletim desta quarta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS) regista 22 óbitos e 642 novos casos de covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas. Refere ainda 57.152 casos ativos, menos 3341 do que na véspera

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 642 casos de covid-19 e 22 mortes, de acordo com os dados atualizados da Direção-Geral da Saúde (DGS). Existem ainda quase 4000 recuperados.

As infeções voltam a ficar abaixo das 1000, o que aconteceu em 10 dos últimos 11 dias. O número de novos casos é inferior ao de terça-feira (847) e ao da quarta-feira da semana passada (979).

O boletim epidemiológico desta quarta-feira (10 de março) indica que se mantém a tendência de diminuição no número de internados. Há agora 1201 doentes hospitalizados, dos quais 283 em unidades de cuidados intensivos.

As autoridades de saúde têm em vigilância 21.175 contactos, menos 921 relativamente ao dia anterior, mantendo-se a tendência decrescente desde o dia 30 de janeiro.

O número de mortes é o mais baixo dos últimos quatro meses e meio – em rigor, desde que a 25 de outubro, há 136 dias, se assinalaram 19 óbitos.

Hoje, a DGS fez saber que alargou a administração da vacina da AstraZeneca contra a covid-19 às pessoas com mais de 65 anos, depois de comprovada a eficácia neste grupo etário.

Informou ainda que os professores e o pessoal e não docente terão prioridade no processo de vacinação. A DGS esclarece que estão abrangidos os que trabalham nos estabelecimentos de ensino e educação e nas respostas sociais de apoio à infância dos setores público, privado e social e cooperativo.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.