Nova fuga de água contaminada na central nuclear de Fukushima

Ministério da Administração Interna e Transportes do Japão / Wikimedia

Vista aérea da central nuclear de Fukushima

Vista aérea da central nuclear de Fukushima

A operadora da central nuclear de Fukushima, no Japão, confirmou uma fuga superior a uma tonelada de água radioativa dentro das instalações sem alcançar o exterior, foi anunciado.

O acidente aconteceu enquanto os trabalhadores da central limpavam um tanque de descontaminação de equipamento contaminado com sustâncias radioativas, segundo explicou a operadora da central à cadeia televisiva NHK.

O depósito está situado numa das linhas de processamento do líquido, e perdeu mais de mil litros de água contaminada, que, no entanto, permaneceu dentro das instalações através de uma barreira flutuante de contenção, acrescentou a operadora.

Há uma semana, a operadora anunciou que o nível da radioatividade de uma fuga de água contaminada, ocorrida nas instalações da mesma em 2013, foi 3,5 vezes superior ao inicialmente estimado.

Depois de reanalisar as amostras do líquido, a “Tokyo Electric Power” (TEPCO) confirmou que este continha 280 milhões de becqueréis de substâncias emissoras de raios beta, como o estrôncio, em vez dos 80 milhões estimados no verão passado.

A empresa elétrica teve de voltar a analisar água e outras centenas de amostras, depois de ter descoberto, em outubro, que muitos dos seus equipamentos de medição sofreram problemas técnicos que impediam um cálculo preciso.

/Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE