“Negacionista e bem raivosa”. Livro de ex-ministro da Saúde revela reação de Bolsonaro à pandemia

O primeiro ministro da Saúde do mandato de Jair Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, publicou um livro sobre o combate à pandemia no Brasil e revelou que o Presidente teve uma reação “negacionista” e “raivosa”.

De acordo com o portal brasileiro G1, que ouviu o ex-ministro da Saúde brasileiro Luiz Henrique Mandetta no programa “Conversa com Bial”, o ex-governante disse que Bolsonaro negou a seriedade e a gravidade da pandemia – mesmo depois de ser informado de que poderiam morrer centenas de milhares de pessoas.

O ex-ministro revelou ainda que trabalhava com um cenário de 180 mil mortes, número que já não está muito longe da situação atual – mais de 141 mil óbitos. “Eu nunca falei em público que eu trabalhava com 180 mil óbitos se nós não interviéssemos, mas a ele mostrei”, contou Luiz Henrique Mandetta. “Entreguei por escrito, para que ele pudesse saber a responsabilidade dos caminhos que ele fosse optar. Então, foi realmente uma reação “bem negacionista e bem raivosa”.

Segundo o Época, o livro do ex-ministro revela ainda o desfecho de uma reunião do Executivo brasileiro, no início da pandemia, quando Bolsonaro deu por terminada a mesma quando Luis Henrique Mandetta elogiou João Dória, o governador de São Paulo, pela forma como reagiu à crise sanitária.

O portal refere que o livro conta que Bolsonaro estava “extremamente irritado” por Dória dominar os noticiários brasileiros na altura.

“Foi assim que acabou a reunião”, pode ler-se no livro. “Um esforço tremendo, com a unanimidade dos ministros dizendo que ele não deveria ir por aquele caminho da negação, que daquele jeito ele estaria isolado, mas ele encerrou a reunião do mesmo jeito que entrou nela”.

No livro, Mandetta dá conta também de  várias reuniões em que achava que seria despedido, de “traições” e do dia em que sentiu que Bolsonaro lhe disse que sabia de todos os seus passos e por onde andava.

Na semana passada, no lançamento da publicação, Mandetta disse que o livro mostra que pode-se “ter um técnico”, mas “a política, no entanto, tem papel preponderante”.

Mandetta foi o primeiro ministro da Saúde do Governo de Bolsonaro. Entrou em janeiro de 2019 e saiu, depois de divergências, a 16 de abril.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É "tempo de unidade". Ex-ministro da Saúde apela a Marta Temido para deixar "retórica ideológica"

O ex-ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes afirmou esta terça-feira que é "tempo de unidade no país" e é preciso "falar verdade" quanto à pandemia da covid-19, considerando que um novo confinamento generalizado "seria devastador". Adalberto …

Benfica vai a votos. Sócios escolhem entre a continuidade ou a mudança

O Benfica elege, esta quarta-feira, o novo presidente do clube, numas eleições em que Luís Filipe Vieira se candidata a um sexto mandato, frente a João Noronha Lopes e Rui Gomes da Silva. As eleições, que …

Europa perto da rutura. Merkel e Macron preparam novas restrições

O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) alerta para o "sério risco" de os hospitais na Europa ficarem saturados em breve, apesar de reconhecer melhor preparação e maiores probabilidades de sobrevivência. "A não …

"Uma mão cheia de nada". PSD diz que OE2021 é um strogonoff-vegan para pescar votos

O PSD disse esta quarta-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2021 é uma espécie de "strogonoff-vegan", procurando assim o apoio de PCP e PAN. Pela voz do deputado Duarte Pacheco, no na abertura …

Recolher obrigatório, centros comerciais a fechar mais cedo e ensino à distância. Cenário pode estar próximo no Norte

Numa altura em que os especialistas alertam que a região do norte pode atingir os 7.000 casos diários na próxima semana, são muitos os autarcas que se antecipam e começam a planear medidas mais restritas …

SNS já está a enviar doentes covid-19 para o privado. Hospital de Penafiel à beira da rutura

O jornal Público avança esta quarta-feira que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) já está a encaminhar doentes com covid-19 para os hospitais privados. De acordo com o matutino, há pelo menos uma unidade privada …

Estes dinossauros acabaram por ser extintos porque tinham asas, mas não sabiam voar

Apesar de terem asas de morcego, os dois pequenos dinossauros, Yi e Ambopteryx, só conseguiam deslizar entre as árvores. Yi e Ambopteryx, que viviam no norte da região onde se situa atualmente a China, lutavam para voar …

Champions à portuguesa. FC Porto soma primeira vitória, João Félix e Jota brilham

O FC Porto arrecadou esta quarta-feira a primeira vitória na Liga dos Campeões de futebol, na receção ao Olympiacos (2-0), numa segunda jornada em que João Félix e Diogo Jota brilharam por Atlético de Madrid …

Uso de máscara na rua já é obrigatório. Saiba tudo o que muda nos próximos dias

O uso de máscara na rua passa a ser obrigatório a partir de hoje, com exceções, e o não cumprimento desta imposição é punido com multas que vão até aos 500 euros. Conheça tudo o …

Ronaldo volta a testar positivo (e falha reencontro com Messi na Champions)

O internacional português Cristiano Ronaldo voltou a testar positivo ao novo coronavírus e vai por isso falhar o jogo entre a Juventus e o Barcelona de Lionel Messi a contar para a Liga dos Campeões. …