Vítor Bento: governo devia ponderar nacionalização do Novo Banco

RTP / Flickr

Vítor Bento, ex-presidente do Novo Banco

O ex-presidente do Novo Banco, Vítor Bento, considera que o governo pode optar por nacionalizar a instituição financeira para resolver os problemas que esta enfrenta.

Uma ideia que o economista defende em entrevista ao jornal Diário Económico, no qual constata que a nacionalização é “uma saída possível” para o Novo Banco e que “a venda não será já muito favorável”.

Para Vítor Bento, o futuro do chamado Banco Bom, nascido da queda do BES, depende de “uma opção política”, cabendo ao governo “estudar as várias alternativas” existentes para “ver qual a configuração que seria desejável ou conveniente ou menos disruptiva para a economia e para a sociedade portuguesa daqui por uns anos”.

Sobre uma possível venda, o ex-líder do Novo Banco nota que não é a melhor solução no imediato, porque “estamos num momento de vulnerabilidade da banca, em que os bancos estão todos com o valor de mercado abaixo do valor contabilístico”.

Vítor Bento destaca ainda na mesma entrevista que “o problema dos lesados do BES já devia ter sido resolvido” e diz que o conflito público entre o primeiro-ministro, António Costa, e o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, “é penoso para a sociedade em termos de confrontos institucionais na praça pública”, embora note que não é “inédito”.

Na quinta-feira passada, o primeiro-ministro sublinhou ter considerado “lamentável” a forma como se arrasta a situação dos lesados do BES, “que é dramática para muitas famílias que confiaram as suas poupanças numa instituição e muitas delas foram logradas nessa confiança”.

Costa indicou ainda Diogo Lacerda Machado, seu amigo e homem de confiança, para liderar as negociações entre o BdP e a CMVM com vista a chegar a um entendimento sobre esta questão.

Na sequência destas críticas, também Carlos César, líder do grupo parlamentar do PS, apontou o dedo ao governador do Banco de Portugal e à atuação de Carlos Costa.

“Há uma realidade que os portugueses vivem de alguma falta de confiança, ou pelo menos de uma avaliação frágil, quer dos depositantes, quer dos utilizadores do sistema bancário, em relação ao regulador, o Banco de Portugal”, defendeu.

Apesar de todas estas pressões, tanto da parte do Governo como dos socialistas, Carlos Costa estará decidido a resistir e não se vai demitir do cargo, até porque tem a salvaguarda da lei, algo que dificulta a sua demissão.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. É melhor do que o vender ao desbarato como foi o BPN e o BANIF. Já deviam ter estes casos como experiência e que só trouxe mais perdas para os contribuintes.

  2. Com um governo de esquerda e extrema-esquerda sempre na defesa de tudo o que é nacionalizado não percebo porque razão o senhor Costa foi tão lampeirinho entregar o BANIF de mão beijada onde o Estado já detinha mais de 60% de capital, agora tem aqui uma oportunidade para nacionalizar o Novo Banco.

RESPONDER

Pais da bebé Matilde ajudaram Tomás a tratar cancro nos ossos

Tomás Leal, de 5 anos, tal como a irmã, Marta, de 9 anos, sofre de cancro nos ossos. Os pais recorreram à Clínica Universidad de Navarra, em Espanha, para uma solução médica que evite …

Já é conhecido o novo Governo. Há mais mulheres e cinco novos ministros

António Costa levou esta tarde os nomes do novo Governo que foram validados pelo Presidente da República. Costa quis deixar o assunto encerrado antes de partir para o Conselho Europeu de quinta e sexta-feira. A …

Relação de Lisboa reconhece insónias como motivo para indemnização

Uma empresa foi obrigada a indemnizar três funcionários que tinham sido despedidos e a reintegrá-los. A Relação de Lisboa considerou que os trabalhadores "passaram a andar deprimidos e ansiosos, dormindo mal" e por esse motivo …

Incêndio no Pinhal de Leiria terá originado de dois reacendimentos

O incêndio na Mata Nacional de Leiria, no dia 15 de outubro de 2017, resultou de dois reacendimentos de um incêndio após uma queimada e outro de um possível fogo posto, refere o despacho de …

Peste suína leva China a proibir carne de Timor-Leste

A China interditou a entrada de carne de porco proveniente de Timor-Leste devido ao surto de peste suína africana detetado no arquipélago. Segundo um edital publicado esta terça-feira pela Administração Geral da Alfândega da China, mas …

Lisboa está entre as cem cidades com os melhores hospitais do mundo

Lisboa figura na lista das cidades com os melhores hospitais do mundo segundo o estudo "Best Hospital Cities Ranking 2019", realizado pela primeira vez pela tecnológica da área da saúde Medbelle, uma startup baseada em …

Gaudêncio demite-se da liderança do PSD/Açores e pede eleições internas antecipadas

O líder do PSD/Açores, Alexandre Gaudêncio, demitiu-se esta terça-feira do cargo e vai pedir eleições internas diretas, não adiantando se se irá recandidatar ao cargo que assumiu há um ano. Alexandre Gaudêncio anunciou esta terça-feira, em …

Mortes causadas por agentes da polícia crescem 4,3% com Bolsonaro no poder

Agentes da polícia no Brasil causaram a morte de pelo menos 2.886 pessoas nos primeiros seis meses deste ano, mais 4,3% que os 2.766 registados no mesmo período do ano passado. Segundo um levantamento divulgado na …

Duarte Cordeiro, Alexandra Leitão e Ricardo Serrão Santos. Costa e Marcelo reunidos para falar sobre novo governo

O primeiro-ministro indigitado está esta tarde reunido com o Presidente da República, na habitual reunião semanal, que foi antecipada e que servirá para António Costa entregar a composição do novo governo a Marcelo Rebelo de …

FMI. Portugal vai crescer acima da zona euro em 2019 e 2020

Com a revisão em alta de 0,2 pontos percentuais para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, o FMI posiciona as suas previsões alinhadas com as do Governo, mas mantêm-se menos otimista para 2020 do …