Municípios vão poder travar prospeção mineira (mas Governo pode impôr exploração de lítio)

António Pedro Santos / Lusa

O projeto de decreto-lei que regulamenta a lei das minas tem como principal novidade o reforço da intervenção das câmaras e dos movimentos cívicos.

De acordo com o jornal Público, apesar de continuarem a não ter uma posição vinculativa em relação a concursos públicos, a proposta prevê que uns tenham poder de veto e outros assento em comissões de acompanhamento. O objetivo é que haja uma maior transparência em relação a procedimentos administrativos.

Agora, as câmaras municipais que têm manifestado preocupações em relação a pedidos de prospeção e pesquisa poderão travar o avanço destes projetos como o dos australianos Fortescue, a quarta maior produtora de ferro do mundo, que pediu a atribuição “de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais” em 22 áreas do país.

Por outro lado, o Governo continua sem abdicar do seu poder soberano de promover “a exploração de um recurso em benefício de todos os cidadãos, de forma sustentável nas vertentes económica, social e ambiental”.

Assim, se for aberto um concurso para atribuição dos direitos de determinada área por um membro do governo responsável, o poder das câmaras deixa de ser vinculativo.

A proposta surge como resposta aos crescentes movimentos de contestação, como petições e manifestações, que se agravaram com a intenção do Governo de criar um cluster do lítio em Portugal e a atribuição da exploração à Lusorecursos.

Outras medidas que já tinha sido prometidas pelo secretário de estado da Energia, João Galamba, passam pela decisão de obrigar à recuperação ambiental durante o desenvolvimento da atividade extrativa – e não apenas após o encerramento da mina -, a de obrigar a uma revisão regular do plano de lavra ou a de obrigar a contribuir para a reciclagem dos materiais e para a economia circular.

Outra medida é a de equiparar a exploração experimental a exploração definitiva para efeitos de avaliação de impacto ambiental.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …

Misteriosa mensagem esculpida numa rocha em França foi finalmente decifrada

A inscrição, gravada há 250 anos numa rocha na região francesa da Bretanha, foi finalmente decifrada graças a um concurso lançado pelo município. O mistério, que há muitos anos intrigava a comunidade científica e curiosos de …