Ministério Público investiga nove casos de vacinação de pessoas não prioritárias

A Procuradoria-Geral da República confirma a instauração de nove inquéritos. Os casos da diretora da Segurança Social de Setúbal e do INEM do Norte estão entre os processos a analisar.

O Ministério Público já decidiu pela instauração de inquéritos relativamente a alguns dos casos vindos a público sobre o uso indevido de vacinas, avança o Expresso.

Segundo o JN, entre os inquéritos instaurados está a vacinação da diretora da Segurança Social de Setúbal, Natividade Coelho, que se demitiu do cargo após o caso ter sido tornado público, e a inoculação de funcionários de uma pastelaria do Porto, a mando do diretor regional do Norte do INEM, António Barbosa, que também colocou o lugar à disposição.

A vacinação de 126 funcionários do Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal contra a covid-19 foi noticiada na quinta-feira pela SIC, que adiantou ainda que o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social ordenou um inquérito com caráter de urgência.

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo confirmou à agência Lusa a vacinação de 126 pessoas da Segurança Social de Setúbal, que integravam a lista com a diretora, Natividade Coelho, bem como diretores de unidade e de núcleo, mas não assumiu a responsabilidade pela inclusão de dirigentes e funcionários daquela instituição pública que foram vacinados antes de muitos profissionais de saúde, bombeiros e utentes de lares.

Também na quinta-feira, a Associação Nacional de Emergência e Proteção Civil denunciou a vacinação profissionais não prioritários no Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Em comunicado, o INEM negou ter pedido às autoridades de saúde mais doses da vacina do que aquelas que eram necessárias para vacinar os funcionários prioritários. Depois das acusações de ter dado a vacina a funcionários não prioritários, o INEM garante que nesses casos foram usadas apenas sobras.

“Este trabalho de pesquisa prossegue ainda relativamente a outras situações que também têm vindo a público”, refere a PGR.

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, já tinha dito hoje que iria haver “tolerância zero” para vacinações indevidas e que o plano de vacinação contemplará listas suplementares para as vacinas sobrantes.

Hospital de Braga vacinou dois profissionais não prioritários para “não se desperdiçar vacinas”

O Hospital de Braga vacinou contra a covid-19 um total de 2.028 profissionais, entre os quais dois não prioritários, para evitar desperdícios, disse hoje a administração à Lusa.

Segundo a administração, a vacina aos dois trabalhadores não prioritários foi aplicada em 29 de dezembro, logo no primeiro dia da toma, face à não comparência de alguns profissionais agendados.

O objetivo foi “não se desperdiçar vacinas que seriam inutilizáveis num espaço temporal de breves minutos”.

A administração sublinha que aqueles dois profissionais, apesar de não prioritários, “prestam assistência em todo o hospital, incluindo áreas covid”. Os profissionais em causa são um informático e uma psicóloga.

O hospital explica que o agendamento dos profissionais de saúde para a toma da vacina é realizado quando chega a informação de que irá ser entregue uma nova remessa.

Por norma, a indicação da receção das novas remessas é comunicada num espaço temporal curto, “tendo de ser o processo de agendamento junto dos profissionais célere, para cumprimento de todos os critérios de vacinação definidos”, acrescenta.

“As vacinas chegam ao hospital descongeladas e existe uma janela temporal máxima para a sua administração de cinco dias após receção e de seis horas após preparação em seringa”, esclarece.

Até hoje, no Hospital de Braga já foram vacinados 2.028 profissionais contra a covid-19, dos quais 1.484 já tomaram as duas doses.

O hospital aguarda a receção de novas doses para dar continuidade à vacinação e abranger a totalidade dos seus cerca de 3.200 profissionais.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 2.227.605 mortos resultantes de mais de 102,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Desde março de 2020, Portugal já registou 12.757 mortes associadas à covid-19 e 726.321 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mesmo depois da morte de Ihor, centro do aeroporto ainda tem videovigilância "muito limitada"

Um ano e meio após a morte de Ihor Homeniuk, o centro de instalação temporária do aeroporto de Lisboa (CIT) continua sem cobertura total de câmaras de videovigilância em zonas comuns. A situação atual distancia-se daquilo …

Liveblog Autárquicas. Afluência de 20,94% até às 12h

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Arqueólogos desenterram (acidentalmente) ossadas com 800 anos no Peru

Os restos mortais de oito pessoas, com aproximadamente 800 anos de idade e enterrados com alimentos e instrumentos musicais na mesma câmara funerária, foram encontrados ao sul de Lima, no Peru, durante a instalação de …

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …