Motoristas. Rio acusa Governo de montar circo mediático favorável às eleições de outubro

Rodrigo Antunes /Lusa

O líder do PSD, Rui Rio, acusou esta sexta-feira o Governo de montar um “circo mediático” favorável às eleições de outubro durante a greve dos motoristas, que cumpre esta sexta-feira o quinto dia de paralisação.

Em conferência de imprensa na sede do partido no Porto, o líder social democrata considerou que houve aproveitamento político do PS nesta greve, tal como tinha já acontecido durante as reivindicações dos professores sobre a recuperação do tempo de serviço antes das eleições europeias.

“O Governo montou um circo mediático e colocou-se de um dos lados da barricada”, acusou, defendendo que o Executivo socialista se empenhou “na criação de uma conjuntura” de que “pudesse beneficiar eleitoralmente”.

“O Executivo estava a gerir este dossier mais preocupado com a popularidade antes das eleições [legislativas]”, insistiu Rui Rio, que apelou depois “à isenção do Governo de modo a que possa ser um árbitro a sério”.

“Espero que, a partir de agora, comece a entrar o recato e o bom senso, aquele recato e bom-senso que nós guardamos para nós próprios”, acrescentou, revelando ainda que não tinha consciência das condições de trabalho destes profissionais.

“O PSD não participou no circo, não estou aqui para o espetáculo”, frisou.

“O PSD apela à boa-fé de ambas as partes, quer os sindicatos quer da entidade patronal, e apela à isenção do Governo. (…) Se o senhor primeiro-ministro e o Governo não estiverem capazes de serem árbitros, teremos então sempre naturalmente o recurso ao Presidente da República, que pode ser ele numa circunstância a seguir o árbitro que o Governo não conseguiu ser”, sugeriu ainda.

Também a líder bloquista, Catarina Martins, já veio criticar a atuação do Governo, considerando que o Executivo se tem comportado como uma “porta-voz” da Antram.

PGR investiga afirmação de Pardal Henriques

Também esta sexta-feira, e ainda sobre a greve dos motoristas, a Procuradoria Geral da República revelou estar a investigar uma afirmação do porta-voz e vice-presidente do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas, Pedro Pardal Henriques, sobre o cumprimento dos serviços mínimos decretados pelo Governo.

“A Procuradoria-Geral da República encontra-se a analisar a questão com vista a decidir se há ou não algum procedimento a desencadear no âmbito das competências do Ministério Público”, diz a PGR numa resposta escrita à agência Lusa.

“Em solidariedade para com os seus colegas [que foram notificados], ninguém vai sair daqui hoje”, disse Pardal Henriques na quarta-feira de manhã, na Companhia Logística de Combustíveis, em Aveiras de Cima. “Ninguém vai cumprir nem serviços mínimos nem requisição civil, não vão fazer absolutamente nada”, sublinhou o também assessor jurídico.

O Código Penal prevê como ilícitos criminais a instigação pública a um crime (artigo 297) e o incitamento à desobediência coletiva (artigo 330).

Os motoristas de transportes de matérias perigosas cumprem esta sexta-feira o quinto dia de uma greve por tempo indeterminado, que levou o Governo a decretar uma requisição civil na segunda-feira à tarde, alegando incumprimento dos serviços mínimos.

A greve foi inicialmente convocada pelo SNMMP e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), com o objetivo de reivindicar junto da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) o cumprimento do acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

Na quinta-feira, dia 15, à noite, o SIMM desconvocou a greve, tendo voltado ao trabalho esta sexta-feira. Na quarta-feira, a Antram chegou a entendimento com a federação sindical da CGTP, a Fectrans, que não convocou a greve.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …

Costa tirou o tapete ao seu "super-ministro" (que é cada vez mais candidato a líder do PS)

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já foi um peso-pesado do Governo de António Costa, mas o primeiro-ministro desautorizou-o na discussão sobre o futuro da TAP, num claro sinal de que a "lua-de-mel" entre os …

Há dois candidatos na calha para suceder a Centeno. Siza Vieira fora da corrida

Pedro Siza Vieira era apontado como o favorito a suceder a Mário Centeno na pasta das Finanças, mas recusou essa possibilidade. Nelson de Souza e João Leão são agora os dois principais candidatos. Com a saída …

Ventura chega-se à "família Bolsonaro" e vai trabalhar com a extrema-direita europeia

O Chega de André Ventura tem mantido contactos internacionais, nomeadamente nos EUA e no Brasil, no sentido de estabelecer ligações que consolidem a sua força política. Terá mantido reuniões com elementos "próximos da família Bolsonaro" …

Surtos em Lisboa levam a que cirurgias e consultas não urgentes voltem a ser suspensas

O governo suspendeu novamente a atividade não urgente nos hospitais de Lisboa, Amadora, Sintra, Loures e Odivelas, devido à concentração de casos de covid-19, disse hoje à agência Lusa fonte do Ministério da Saúde. “As orientações …