Covid-19. Mais de dez milhões de infetados e meio milhão de mortes em todo o mundo

Jean-Christophe Bott / EPA

A pandemia da covid-19 já matou pelo menos 502.048 pessoas em todo o mundo desde que a doença foi detetada na China, em dezembro, segundo um balanço da Uniersidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. 

De acordo com dados recolhidos pela agência AFP, mais de 10.058.010 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, no final de dezembro do ano passado, na cidade chinesa de Wuhan.

No total, foram considerados curadas pelo menos 4.998.900 pessoas.

O número de casos diagnosticados só reflete, no entanto, uma fração do número real de infeções, já que alguns países testam apenas casos graves, outros usam os testes para fazer rastreio e muitos países mais pobres não têm capacidade para testar qualquer caso.

Desde a contagem feita às 19:00 de sábado, foram registadas 4.059 novas mortes e 173.156 novos casos em todo o mundo.

Os países com mais mortes neste período são o Brasil, onde foram contabilizados 1.109 óbitos nas últimas 24 horas, seguido do México, que registou 602 novas mortes e os Estados Unidos, com 454 num dia.

Os Estados Unidos, que registaram a sua primeira morte ligada ao coronavírus no início de fevereiro, são o país mais afetado no total, com 125.709 mortes e 2.534.981 casos. Pelo menos 679.308 pessoas foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais atingidos são o Brasil, com 57.070 mortes e 1.313.667 casos, o Reino Unido, com 43.550 mortes e 311.151 casos, a Itália, com 34.738 mortes e 240.310 casos, e a França, com 29.778 mortos e 199.343 casos.

Entre os países mais atingidos, a Bélgica é a que mais lamenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 84 mortes por cada 100.000 habitantes, seguida pelo Reino Unido (64 mortes por cada 100 mil), Espanha (61), Itália (57) e Suécia (52).

A Europa totaliza 196.085 mortes em 2.642.741 casos, enquanto os Estados Unidos e o Canadá somam 134.277 mortes em 2.638.191 casos. A América Latina e as Caraíbas registam 110.883 mortes em 2.438.389 casos e a Ásia 33.107 mortes em 1.218.767 casos.

No Médio Oriente contabilizam-se 15.505 mortes em 730.977 casos. África teve 9.520 mortes em 379.795 casos, enquanto a Oceânia regista 133 mortes em 9.158 casos.

Índia com novo recorde diário

Também nesta segunda-feira foi noticiado que a Índia registou quase 20 mil novas infeções por coronavírus nas últimas 24 horas, um novo recorde, no momento em que vários estados reimpuseram bloqueios parciais ou totais para conter a propagação da covid-19.

A Índia identificou quase 100 mil casos na semana passada, informou o Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia, o país identificou 548.318 casos, tornando-se no quarto mais afetado do mundo, depois dos Estados Unidos, Brasil e Rússia.

Já o número total de mortos na Índia é agora de 16.475.

Apesar do levantamento de alguns bloqueios em alguns estados, áreas de grande densidade populacional que incluem as capitais financeira e nacional do país, Bombaim, e Nova Deli, respetivamente, a maioria dessas restrições foi atenuada em restaurantes, centros comerciais, parques e transportes públicos.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Venezuela apela à denúncia de pessoas com sotaque estrangeiro no país

O Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), o partido do Governo do Presidente, Nicolás Maduro, apelou na terça-feira aos venezuelanos que informem sobre a presença no país de pessoas com sotaque estrangeiro. O pedido foi feito …

A radiação do seu telemóvel pode estar a matar insetos

Um novo estudo sugere que a radiação dos telemóveis pode ter contribuído para o declínio dramático das populações de insetos na Europa nos últimos anos. A radiação eletromagnética dos telemóveis e as redes Wi-Fi podem ser …

A água é, em simultâneo, dois líquidos num só

O super-resfriamento da água líquida a temperaturas mais baixas do que as alcançadas anteriormente revelou novas evidências de que a água pode existir como dois líquidos diferentes ao mesmo tempo. Uma equipa do Pacific Northwest National Laboratory …

Descoberto novo tipo de planeta no Deserto Neptuniano. Tem um "ano" que dura 19 horas

Uma equipa de cientistas da Universidade do Chile acaba de descobrir um novo tipo de exoplaneta, com um período orbital de 19 horas. Em comunicado, a equipa precisa que o planeta, batizado de LTT 9779 …

Veneno de tarântula pode ser benéfico no tratamento de dores viscerais

Uma equipa de investigadores australianos identificou dois peptídeos do veneno da tarântula, que podem ajudar a aliviar dores em órgãos do sistema digestivo. Há algum tempo que os cientistas investigam a funcionalidade do veneno em doenças, …

Cientistas propõem reciclar beatas de cigarro para fazer tijolos

Os cientistas afirmam que se apenas 2,5% dos tijolos produzidos em todo o mundo, anualmente, incluíssem 1% de beatas, seria possível reciclar todas as pontas de cigarro a nível global. Um grupo de investigadores da Escola …

Taxa de natalidade desce quase um terço em cidade chinesa

As autoridades chinesas reconheceram oficialmente que a taxa de nascimentos em Xinjiang, cidade situada no noroeste da China, desceu quase um terço em 2018, comparada com o ano anterior. De acordo com a CNN, o governo …

Dynetics revela o módulo lunar do programa Artemis (incluindo o interior)

A empresa norte-americana Dynetics revelou, no dia 15 de setembro, um modelo em escala real do módulo lunar especialmente projetado para levar os astronautas da NASA à Lua já em 2024, como parte do programa …

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …