Covid-19. Mais de dez milhões de infetados e meio milhão de mortes em todo o mundo

Jean-Christophe Bott / EPA

A pandemia da covid-19 já matou pelo menos 502.048 pessoas em todo o mundo desde que a doença foi detetada na China, em dezembro, segundo um balanço da Uniersidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. 

De acordo com dados recolhidos pela agência AFP, mais de 10.058.010 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, no final de dezembro do ano passado, na cidade chinesa de Wuhan.

No total, foram considerados curadas pelo menos 4.998.900 pessoas.

O número de casos diagnosticados só reflete, no entanto, uma fração do número real de infeções, já que alguns países testam apenas casos graves, outros usam os testes para fazer rastreio e muitos países mais pobres não têm capacidade para testar qualquer caso.

Desde a contagem feita às 19:00 de sábado, foram registadas 4.059 novas mortes e 173.156 novos casos em todo o mundo.

Os países com mais mortes neste período são o Brasil, onde foram contabilizados 1.109 óbitos nas últimas 24 horas, seguido do México, que registou 602 novas mortes e os Estados Unidos, com 454 num dia.

Os Estados Unidos, que registaram a sua primeira morte ligada ao coronavírus no início de fevereiro, são o país mais afetado no total, com 125.709 mortes e 2.534.981 casos. Pelo menos 679.308 pessoas foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais atingidos são o Brasil, com 57.070 mortes e 1.313.667 casos, o Reino Unido, com 43.550 mortes e 311.151 casos, a Itália, com 34.738 mortes e 240.310 casos, e a França, com 29.778 mortos e 199.343 casos.

Entre os países mais atingidos, a Bélgica é a que mais lamenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 84 mortes por cada 100.000 habitantes, seguida pelo Reino Unido (64 mortes por cada 100 mil), Espanha (61), Itália (57) e Suécia (52).

A Europa totaliza 196.085 mortes em 2.642.741 casos, enquanto os Estados Unidos e o Canadá somam 134.277 mortes em 2.638.191 casos. A América Latina e as Caraíbas registam 110.883 mortes em 2.438.389 casos e a Ásia 33.107 mortes em 1.218.767 casos.

No Médio Oriente contabilizam-se 15.505 mortes em 730.977 casos. África teve 9.520 mortes em 379.795 casos, enquanto a Oceânia regista 133 mortes em 9.158 casos.

Índia com novo recorde diário

Também nesta segunda-feira foi noticiado que a Índia registou quase 20 mil novas infeções por coronavírus nas últimas 24 horas, um novo recorde, no momento em que vários estados reimpuseram bloqueios parciais ou totais para conter a propagação da covid-19.

A Índia identificou quase 100 mil casos na semana passada, informou o Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia, o país identificou 548.318 casos, tornando-se no quarto mais afetado do mundo, depois dos Estados Unidos, Brasil e Rússia.

Já o número total de mortos na Índia é agora de 16.475.

Apesar do levantamento de alguns bloqueios em alguns estados, áreas de grande densidade populacional que incluem as capitais financeira e nacional do país, Bombaim, e Nova Deli, respetivamente, a maioria dessas restrições foi atenuada em restaurantes, centros comerciais, parques e transportes públicos.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …

Cheias atingem campos no Bangladesh. Pelo menos seis refugiados Rohingya mortos

Pelo menos seis refugiados Rohingya morreram após as cheias inundarem os campos de refugiados em Bangladesh nos últimos dias, destruindo os abrigos de bambu e plástico e deixando pelo menos 5.000 desabrigados, informou o Alto-comissariado …

Defesa de Salgado alega diagnóstico preliminar de Alzheimer do ex-banqueiro

A defesa do antigo presidente do BES, que está a ser julgado por três crimes de abuso de confiança no âmbito da Operação Marquês, pediu ao tribunal uma perícia médica devido ao seu diagnóstico preliminar …

Três norte-americanos emitem carbono suficiente para matar uma pessoa, revela estudo

O estilo de vida de três norte-americanos leva a uma emissão de carbono suficiente para matar uma pessoa, revelou um novo artigo, concluindo ainda que as emissões de uma única usina a carvão podem causar …

Terceira dose da vacina da Pfizer aumenta "fortemente" a proteção contra a variante Delta

Farmacêutica norte-americana pretende submeter um novo pedido de autorização de emergência para a administração da terceira dose ao regulador, depois de já ter visto um pedido anterior ser recusado por falta de evidências científicas. Depois de …

Estabelecimentos abertos até às 02h00. Máscaras na rua acabam em setembro

O primeiro-ministro anunciou, esta quinta-feira, a partir do Palácio Nacional da Ajuda, as novas medidas de desconfinamento decididas no Conselho de Ministros. António Costa começou por referir que, graças às medidas restritivas dos últimos tempos, é …