Monchique usa ozono para desinfeção, mas autoridades questionam eficácia do método

Brais Lorenzo / EPA

As autoridades de saúde regionais questionam a eficácia deste método e afirmam não existir evidências científicas que comprovem o seu efeito no combate ao novo coronavírus.

A Câmara Municipal de Monchique, no interior do Algarve, adquiriu duas máquinas de ozono para purificar o ar como prevenção para a covid-19. No entanto, as autoridades de saúde regionais questionam a eficácia deste método de desinfeção.

Os equipamentos foram adquiridos “como meio complementar de desinfeção” dos meios de transporte camarários e salas da autarquia, e também facultados aos comerciantes e às escolas como “medida adicional ao plano de limpeza e desinfeção”, revelou à Lusa Ana Silva, do gabinete de veterinária e saúde pública da autarquia.

Segundo a responsável, “um ciclo de quatro minutos permite desinfetar um sala de 20 metros quadrados”, sendo o aparelho colocado a funcionar “sem pessoas no espaço”, com a mais-valia de a máquina ser “auto-suficiente”, não havendo a necessidade de “utilizar detergentes nem desinfetantes”.

Estes aparelhos funcionam “captando as moléculas de oxigénio do ambiente” e convertendo-as em ozono, um gás “muito instável” que, quando se liga às bactérias e vírus, “os destrói”, libertando o oxigénio de novo à atmosfera, sendo também eficaz para o coronavírus.

No entanto, as autoridades de saúde regionais questionam a eficácia deste método e afirmam não existir evidências científicas que comprovem o seu efeito no combate ao vírus.

Contactado pela Lusa, o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve afirmou que “não existe nenhum evidência científica que comprove a sua eficácia do ponto de vista da covid-19”, e alertou para eventuais problemas em pessoas mais sensíveis à presença de ozono.

Segundo Paulo Morgado, há pessoas “muito sensíveis à presença do ozono”, sentindo “tosse e irritação respiratória” como consequência de elevadas concentrações do gás no ar e, por isso, “usá-lo em espaços fechados” sem medir depois a sua concentração no ar “pode eventualmente ser perigoso”.

Por esse motivo, as autoridades de saúde não estão a recomendar o ozono “como metodologia” para mitigar a covid-19 já que, apesar de ser um gás com uma ação sobre bactérias e vírus, é também “poluente”, razão pela qual “as suas concentrações são monitorizadas no que é o ar ambiente”.

Paulo Morgado defendeu, por isso, a ventilação dos espaços como forma de combater o vírus, reforçando que a ação é eficaz só por si – sendo mesmo uma das recomendações da ARS -, pois remove as partículas com vírus em suspensão, reduzindo os riscos de infeção.

Segundo a Câmara de Monchique, os valores de ozono “não são medidos” após a utilização, mas o equipamento usado “é fornecido por uma empresa certificada” pela União Europeia que trabalha “com as doses mínimas eficazes que permite que não haja resíduos”.

Ana Silva dá como exemplo os cuidados que têm com o uso nas escolas, onde colocam os aparelhos “à sexta-feira, depois das operações de limpeza”, para que passe o fim-de-semana, e “garantindo que não haja resíduos na segunda-feira”, sendo o espaço “também arejado”, destacou.

Os dois aparelhos adquiridos pela autarquia são usados nos “escritórios e salas de reuniões” da sede do município, assim como nos “meios de transporte”, como meio complementar de “desinfeção das escolas e de espaços comunitários” como a igreja e o centro de apoio à família, podendo ainda ser “cedida aos comerciantes para uso nos seus espaços comerciais”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …