Ministro do Trabalho alemão quer direito ao teletrabalho na lei após pandemia

Clemens Bilan / EPA

O ministro do Trabalho alemão quer consagrar na legislação o direito à opção pelo teletrabalho, nos casos em que tal seja possível, mesmo depois de terminada a crise relacionada com a pandemia da covid-19.

Em declarações ao jornal Bild am Sonntag, Hubertus Heil diz que pretende introduzir esta possibilidade no quadro legislativo no próximo outono, avançando que estimativas iniciais sugerem que a proporção de pessoas em teletrabalho tenha aumentado de 12% para 25% durante a crise do coronavírus, para um total de cerca de oito milhões de pessoas.

“Todas as pessoas que o pretenderem e cujos empregos o permitam deviam ter a possibilidade de trabalhar em casa, mesmo depois de ultrapassada a crise epidémica”, sustentou Heil, acrescentando: “Estamos a aprender com a pandemia quanto do trabalho pode ser feito a partir de casa atualmente”.

Segundo esclareceu o ministro alemão, o objetivo é “aumentar as possibilidades de teletrabalho, mas não impô-lo”, podendo as pessoas optar por trabalhar em casa em permanência ou apenas durante um ou dois dias por semana.

O Partido Social-Democrata (SPD) de Hubertus Heil, que integra a coligação liderada pela chanceler Angela Merkel, já tinha defendido em dezembro de 2019 – muito antes de a pandemia ter ditado o confinamento na Alemanha e em grande parte do mundo – a consagração do direito a trabalhar a partir de casa.

Esta ideia é, contudo, refutada pela Confederação das Associações de Empregadores da Alemanha, cujo presidente, Steffen Kampeter, considera que o trabalho à distância é do interesse de todos quando é possível e faz sentido, mas “questões operacionais e a vontade dos clientes têm de ter um papel central”.

Precisamos de uma moratória nos encargos e obrigações, em vez de exigências adicionais que limitam o crescimento e a flexibilidade”, sustentou.

Mais 110 óbitos e 2.500 novos curados

A Alemanha calcula um total de 155.193 de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus (covid-19), um aumento de 1.018 novas infeções, face ao dia anterior, segundo dados do Instituto Robert Koch (RKI).

As vítimas mortais subiram nas últimas 24 horas para 5.750, mais 110 do que na véspera. Estima-se que o número de pessoas curadas seja de 114.500, um crescimento de 2.500.

A Baviera, o maior estado alemão e o mais afetado com a covid-19, regista 41.070 casos e 1.621 óbitos, seguindo-se a Renânia do Norte-Vestefália com 31.879 casos diagnosticados e 1.131 vítimas mortais.

Num comunicado divulgado esta segunda-feira, o Instituto Ifo (Instituto de pesquisa económica da Universidade de Munique), revela que o sentimento entre os exportadores alemães está “em queda livre”. Em abril, as expectativas de exportação da Ifo caíram de menos de 19.0 pontos para menos 50.0 pontos. “Este é o valor mais baixo medido até hoje e a gravidade do declínio é também sem precedentes”, pode ler-se no comunicado.

“A pandemia de covid-19 está a deixar cicatrizes profundas nos mercados de exportações”, adianta o Instituto Ifo de Munique, acrescentando que a indústria automóvel, engenharias mecânica e elétrica são das mais afetadas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Grupo de precários da Casa da Música dispensado de serviço via e-mail "meia hora depois" de uma vigília de protesto

Cerca de 13 trabalhadores "precários" da Casa da Música, no Porto, foram dispensados dos concertos que tinham alocados para o mês de junho. Em declarações à Lusa, Hugo Veludo, um dos 13 assistentes de sala …

Sete detidos em operação na Quinta da Fonte ficam em prisão preventiva

Os sete homens que foram detidos numa operação policial no bairro da Quinta da Fonte, em Loures, na segunda-feira, ficaram em prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa, revelou à agência Lusa a Polícia …

O parasita da malária tem o seu próprio relógio interno

Um novo estudo acaba de revelar que, mesmo quando cultivados fora do corpo, os parasitas da malária conseguem manter o seu ritmo. Quando uma pessoa contrai malária, acontece uma dança rítmica dentro do corpo. Os sinais …

Maduro e Guaidó juntam-se na luta contra a pandemia. EUA acusam país de impedir voos humanitários

O governo do Presidente venezuelano e o líder da oposição Juan Guaidó acordaram procurar conjuntamente fundos para combater a pandemia da covid-19 na Venezuela, de acordo com um documento divulgado esta terça-feira na televisão oficial. No …

Marítimo "aplaude" Costa no espectáculo de Bruno Nogueira e pede adeptos nos Estádios

Com recurso a fotografias de António Costa no Campo Pequeno, a assistir ao espectáculo "Deixem o pimba em paz" de Bruno Nogueira, o Marítimo "aplaude" o gesto do primeiro-ministro e apela a que o futebol …

Sexta extinção em massa cada vez mais próxima. Mais de 500 vertebrados estão em risco

Uma sexta extinção em massa está cada vez mais perto, alertam os cientistas. Mais de 500 espécies de vertebrados estão sob ameaça de extinção devido aos seres humanos. Em 2015, o biólogo da Universidade de Stanford …

O Oumuamua pode ser um icebergue de hidrogénio (e um dos objetos mais raros do Universo)

Uma equipa de astrónomos da Universidade de Yale e da Universidade de Chicago propôs uma nova descrição para o Oumuamua, o primeiro objeto interestelar a passar pelo nosso Sistema Solar. De acordo com a nova teoria …

A Via Láctea pode ter sido esmagada por campos magnéticos quando ainda era um "bebé cósmico"

Nos primeiros dias do Universo, quando a Via Láctea ainda era apenas um bebé cósmico, campos magnéticos poderosos podem tê-la esmagado e ter tido um grande impacto no seu crescimento. Em entrevista ao NewScientist, astrofísicos da …

Veneno de caracol marinho usado para criar insulina híbrida promissora no tratamento da diabetes

Cientistas criaram uma versão minimalista e híbrida de insulina, a partir da hormona humana e de um caracol marinho, que pode vir a melhorar o tratamento da diabetes, divulgou a universidade norte-americana de Ciências da …

Sequelas da covid-19 em doentes mais graves ainda estão por compreender

O acompanhamento depois da alta para doentes que estiveram internados com covid-19 é um dos grandes desafios do sistema de saúde para compreender que sequelas, por enquanto desconhecidas, a doença poderá deixar. “Só daqui a seis …