Metro Moscovo: era obrigatório utilizar máscara, agora é proibido utilizar

3

Quem mantiver a máscara durante a viagem é considerada suspeita: pode haver multa e a viagem pode parar imediatamente.

A utilização de máscara de protecção individual, devido à COVID-19, era obrigatória nos veículos do metro em Moscovo, tal como na grande maioria dos metros no planeta. Mas entretanto houve alterações.

No início desta semana o presidente da Câmara da capital da Rússia anunciou em comunicado que já não valia a pena utilizar a máscara por causa da pandemia; a sua utilização passou a ser facultativa.

Mas, afinal, a sua utilização passou a ser proibida.

Na rádio Observador indicam que vários utilizadores do metro contaram que, logo no dia seguinte a esse anúncio, os funcionários da metro de Moscovo passaram a exigir aos passageiros que retirem a máscara.

Caso contrário, são consideradas suspeitas de algum acto criminoso, podem pagar multa e o veículo será travado imediatamente. Ninguém viajará naquele metro.

Jornal recusado

Noutro contexto, nesta quarta-feira o jornal Novaya Gazeta dedicou a sua manchete, completamente, ao caso de Maria Ovsyannikova, a manifestante que apareceu em directo no Canal 1, onde trabalha, com um cartaz para pedir o fim da guerra na Ucrânia.

Para o jornal ser publicado, na capa a direcção teve de apagar a palavra “guerra” – regras do Governo russo.

Mesmo assim, e porque a capa só noticiava esse incidente, a maioria dos estabelecimentos recusou vender essa edição do jornal.

A direcção reagiu e convidou os seus leitores a irem à própria redacção do jornal, para comprarem a edição de quarta-feira.

E houve realmente leitores que aceitaram o convite. O jornal até publicou uma reportagem baseada nesses leitores que foram à sua sede.

O título da manchete é curioso: “Quebra da caixa de zombies – vários opositores de Vladimir Putin criticam os seus compatriotas que estão sempre a ver televisão, recheada de “propaganda” do Governo; por isso, esses tele-espectadores passam a ser “zombies”.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

3 Comments

  1. proibido não usar, proibido usar……….aqueles russos não se entendem. obrigatório usar ainda se compreende, mas não usar deveria ficar ao critério de cada um.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE