O mercado online de leite materno está a crescer (mas pode ser mau para os bebés)

Para os pais que querem que o seu filho beba leite materno, mas que não conseguem produzi-lo, a possibilidade de o poder comprar na Internet pode parecer uma boa solução. No entanto, este mercado não é regulado, por isso o bebé pode sair prejudicado.

Muitas famílias podem querer alimentar o seu filho com leite materno e por várias razões, como por exemplo melhorar o sistema imunológico dos seus filhos. Quando não conseguem produzir esse leite materno, as famílias podem recorrer a fóruns online ou grupos do Facebook, onde podem encontrar mulheres a vender o seu próprio leite materno.

No entanto, este comércio online tem um lado negro: não só não existem leis que restringem a venda de leite materno online, mas também não é regulamentado no Reino Unido e na Irlanda. Isto pode fazer com que os pais comprem leite materno abaixo do padrão ou perigoso para consumo, ou seja, o leite pode conter drogas ilegais, analgésicos ou medicamentos que podem prejudicar a saúde do bebé.

No entanto, apesar da falta de regulamentação, as leis podem ajudar se algo correr mal. Delito é a área do direito que lida com erros civis, ou seja, um ato que leva a lesão ou dano, pelo qual os tribunais impõem responsabilidade a um indivíduo. Como a venda de leite materno abaixo do padrão pode levar a ferimentos ou danos, pode enquadrar-se nesta área. Os tribunais não impõem uma “punição” por cometer um delito, no entanto, ordenam que os réus paguem uma compensação monetária à pessoa lesada.

De acordo com a lei, o leite materno seria considerado um “produto” como substâncias semelhantes, incluindo leite animal, fórmula para bebés e sangue. Pelas mesmas razões, a mulher que produziu o leite seria considerada uma “produtora”. Se um caso fosse a tribunal, o leite materno contaminado poderia ser classificado como um produto defeituoso.

A Irlanda e o Reino Unido têm leis que permitem que os clientes processem por danos causados por produtos defeituosos. Porém, o desafio é provar que o produto estava com defeito – e que esse defeito causou danos.

Noutras palavras, uma pessoa teria de provar que foi o leite materno que os deixou doentes. No caso do leite materno comprado online, “dano” provavelmente significaria morte ou ferimento da pessoa que consome o leite. Doenças contraídas ou infeções bacterianas, como Salmonella, Streptococcus ou infeções virais, como o VIH, podem constituir danos.

No entanto, não basta sofrer o dano. É preciso provar que o dano foi causado pelo produto – e não por outra fonte. Isso pode ser difícil de fazer no caso de infeções bacterianas e virais. Por exemplo, a salmonela pode ser transportada por animais domésticos, como répteis e alimentos comuns, como frango e ovos. Por outro lado, seria mais fácil provar o VIH, uma vez que só se espalha da pessoa infetada por certos fluidos corporais, incluindo sangue e leite materno.

Depois de provar o dano, pode haver ainda mais um obstáculo. Um tribunal pode querer saber que medidas tomaram os pais para evitar o dano. Por exemplo, estudos mostraram que a pasteurização do leite materno pode destruir muitas bactérias e até matar vírus. Ao não tomar as devidas precauções ao pasteurizar o leite, os pais têm alguma responsabilidade pelos danos sofridos.

Mesmo que a venda e compra de leite materno não seja ilegal, a prática pode entrar em conflito com a lei. A prática de vender e comprar leite materno online fornece muitas incertezas sobre a segurança do leite. A falta de estrutura legal compromete ainda mais a saúde e o bem-estar dos bebés.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Paulo Cancelar resposta

Psicólogos no recrutamento e mudanças na formação. IGAI quer acabar com discriminação na polícia

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) quer envolver psicólogos no processo de recrutamento de novos polícias e rever os currículos de formação para acabar com práticas discriminatórias nas forças de segurança. As alterações no processo de …

Coleção de joias da era Viking é encontrada na Ilha de Man. É "excecionalmente rara"

Uma coleção de joias da era Viking foi encontrada na Ilha de Man, entre Inglaterra e a Irlanda, em novembro de 2020 e foi agora classificada como tesouro. Os especialistas acreditam que os artefactos, descobertos …

“As brasileiras são mercadoria". Professor da UP suspenso por comentários machistas e xenófobos nas aulas

Após uma denúncia que reuniu assinaturas de mais de uma centena de alunas, o professor auxiliar Pedro Cosme da Costa Vieira foi suspenso pelo período máximo de 90 dias, da Faculdade de Economia da Universidade …

Houve buzinão na Luz (mas sem "carinho"). Jesus culpa covid-19 pela crise do Benfica

Algumas dezenas de adeptos protestaram junto ao Estádio da Luz com um buzinão, entre gritos de "Rua Vieira" devido aos maus resultados do Benfica. Antes disso, Jorge Jesus tinha apelado a um "buzinão de carinho" …

Marcelo remete diretamente para o Governo limites ao ruído nos prédios

O chefe de Estado incluiu o detalhe "decreto-lei do Governo", no novo decreto para a renovação do estado de emergência, para permitir que o Executivo limite o ruído nos prédios. No último decreto que executou o …

Clubes ingleses decidiram: não há público, acabou a época

Decisão não afeta a Premier League mas antecipa o final de quatro divisões do futebol inglês. Na época passada os campeonatos também não chegaram ao fim. Muitos dos campeonatos não-profissionais (em várias modalidades) estão parados, não …

Cães podem ter consciência corporal tal como os humanos

Os cães podem não ser capazes de se reconhecer em frente a um espelho, mas isso não significa que não tenham um certo nível de autoconsciência. De acordo com o site Science Alert, um novo estudo …

Moratórias de crédito à habitação terminam a 31 em Março. Famílias terão de procurar opções

Todas as moratória públicas para o crédito à habitação terminam a 30 de Setembro, mas a dos bancos expira já no próximo mês. Uma das soluções para quem não consegue cumprir os pagamentos é a …

Finanças: Mais dinheiro para a TAP só com novo acordo com Bruxelas

O Ministério das Finanças refere que, enquanto não houver a luz verde de Bruxelas ao plano de reestruturação, não há mais apoio público à companhia aérea.  A TAP só garante a liquidez até final de março, …

Primeiros fundos chegam até junho. Costa pede “consenso” no Plano de Recuperação

O ministro do Planeamento, Nelson de Souza, anunciou esta quarta-feira no Parlamento, que os novos subsídios europeus do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para 2021-2026 chegarão até ao mês de junho. De acordo com o …