O mercado online de leite materno está a crescer (mas pode ser mau para os bebés)

Para os pais que querem que o seu filho beba leite materno, mas que não conseguem produzi-lo, a possibilidade de o poder comprar na Internet pode parecer uma boa solução. No entanto, este mercado não é regulado, por isso o bebé pode sair prejudicado.

Muitas famílias podem querer alimentar o seu filho com leite materno e por várias razões, como por exemplo melhorar o sistema imunológico dos seus filhos. Quando não conseguem produzir esse leite materno, as famílias podem recorrer a fóruns online ou grupos do Facebook, onde podem encontrar mulheres a vender o seu próprio leite materno.

No entanto, este comércio online tem um lado negro: não só não existem leis que restringem a venda de leite materno online, mas também não é regulamentado no Reino Unido e na Irlanda. Isto pode fazer com que os pais comprem leite materno abaixo do padrão ou perigoso para consumo, ou seja, o leite pode conter drogas ilegais, analgésicos ou medicamentos que podem prejudicar a saúde do bebé.

No entanto, apesar da falta de regulamentação, as leis podem ajudar se algo correr mal. Delito é a área do direito que lida com erros civis, ou seja, um ato que leva a lesão ou dano, pelo qual os tribunais impõem responsabilidade a um indivíduo. Como a venda de leite materno abaixo do padrão pode levar a ferimentos ou danos, pode enquadrar-se nesta área. Os tribunais não impõem uma “punição” por cometer um delito, no entanto, ordenam que os réus paguem uma compensação monetária à pessoa lesada.

De acordo com a lei, o leite materno seria considerado um “produto” como substâncias semelhantes, incluindo leite animal, fórmula para bebés e sangue. Pelas mesmas razões, a mulher que produziu o leite seria considerada uma “produtora”. Se um caso fosse a tribunal, o leite materno contaminado poderia ser classificado como um produto defeituoso.

A Irlanda e o Reino Unido têm leis que permitem que os clientes processem por danos causados por produtos defeituosos. Porém, o desafio é provar que o produto estava com defeito – e que esse defeito causou danos.

Noutras palavras, uma pessoa teria de provar que foi o leite materno que os deixou doentes. No caso do leite materno comprado online, “dano” provavelmente significaria morte ou ferimento da pessoa que consome o leite. Doenças contraídas ou infeções bacterianas, como Salmonella, Streptococcus ou infeções virais, como o VIH, podem constituir danos.

No entanto, não basta sofrer o dano. É preciso provar que o dano foi causado pelo produto – e não por outra fonte. Isso pode ser difícil de fazer no caso de infeções bacterianas e virais. Por exemplo, a salmonela pode ser transportada por animais domésticos, como répteis e alimentos comuns, como frango e ovos. Por outro lado, seria mais fácil provar o VIH, uma vez que só se espalha da pessoa infetada por certos fluidos corporais, incluindo sangue e leite materno.

Depois de provar o dano, pode haver ainda mais um obstáculo. Um tribunal pode querer saber que medidas tomaram os pais para evitar o dano. Por exemplo, estudos mostraram que a pasteurização do leite materno pode destruir muitas bactérias e até matar vírus. Ao não tomar as devidas precauções ao pasteurizar o leite, os pais têm alguma responsabilidade pelos danos sofridos.

Mesmo que a venda e compra de leite materno não seja ilegal, a prática pode entrar em conflito com a lei. A prática de vender e comprar leite materno online fornece muitas incertezas sobre a segurança do leite. A falta de estrutura legal compromete ainda mais a saúde e o bem-estar dos bebés.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Paulo Cancelar resposta

O maior avião do mundo vai ser uma plataforma de lançamento para veículos hipersónicos

A empresa que criou o maior avião do mundo, que apenas voou uma vez, encontrou uma nova funcionalidade para a aeronave: será usado como plataforma de lançamento para veículos hipersónicos, o que poderá revolucionar a …

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …