Governo anuncia medidas para última fase do desconfinamento. Data pode ser antecipada para sábado

António Cotrim / Lusa

O Governo aprova esta quinta-feira medidas para a última fase do plano de desconfinamento que deverão incluir o regresso dos grandes eventos exteriores, de todas as modalidades desportivas e o levantamento de restrições horárias dos restaurantes, cafés e pastelarias.

Além do regresso dos grandes eventos exteriores e dos interiores, neste caso em grupo com diminuição da lotação, a quarta e última fase do plano de desconfinamento prevê o levantamento das restrições horárias dos restaurantes, cafés e pastelarias, que têm de limitar a seis o número de pessoas nas mesas, no interior, e a 10 nas esplanadas.

O regresso de todas as modalidades desportivas e da atividade física ao ar livre e nos ginásios, bem como dos casamentos e batizados, embora com apenas 50% da lotação, constam também do plano.

O plano de desconfinamento do executivo prevê quatro fases de reabertura – três já avançaram em 15 de março, 5 e 19 de abril, e a última será em 3 de maio, segunda-feira.

As medidas podem, contudo, ser revistas se Portugal ultrapassar os 120 novos casos de infeção pelo novo coronavírus por 100 mil habitantes em 14 dias ou, ainda, se o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 ultrapassar 1.

As medidas de desconfinamento das restrições tomadas para conter a pandemia de covid-19 entram em vigor na segunda-feira, já fora do período do estado de emergência, que termina na sexta-feira e não será prolongado, por decisão do Presidente da República.

Contudo, segundo avançou na quarta-feira o jornal Público, a data do desconfinamento poderá ser antecipada para este sábado, com as fronteiras com Espanha a abrir e os restaurantes a passar a poder servir almoços e jantares aos fins de semana.

O jornal i também adianta que a abertura das fronteiras com Espanha pode acontecer já este sábado, por despacho conjunto do ministro da Administração Interna e da ministra da Saúde. A ideia foi reforçada pelo facto de o autarca de Valença, Manuel Lopes, ter confidenciado a uma rádio espanhola que António Costa lhe transmitiu a esperança de abrir fronteiras a 1 de maio.

A última fase de desconfinamento vai decorrer já fora do período do estado de emergência, que termina ao fim de 173 dias consecutivos, depois de ter sido decretado por Marcelo Rebelo de Sousa por 15 vezes desde que se registaram os primeiros casos de contágios pelo novo coronavírus em março do ano passado.

Na comunicação ao país em que anunciou a sua opção por não renovar o estado de exceção, na terça-feira, Marcelo agradeceu aos portugueses o esforço de cumprimentos das medidas restritivas, mas avisou que poderá voltar a decretar a emergência se a situação se voltar a complicar.

“Se necessário for, não hesitarei em avançar com novo estado de emergência, se o presente passo não deparar ou não puder deparar com a resposta baseada na confiança essencial para todos nós”, declarou o chefe de Estado.

Nos termos da Constituição, o estado de emergência, que permite a suspensão do exercício de alguns direitos, liberdades e garantias, não pode durar mais de 15 dias, sem prejuízo de eventuais renovações com o mesmo limite temporal.

O estado de emergência tem permitido a adoção de medidas restritivas aos direitos à liberdade e de deslocação – como o confinamento de doentes com covid-19, de infetados e de pessoas em vigilância ativa ou os limites à circulação.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vacinação Casa Aberta já está disponível para maiores de 30 anos

A modalidade de vacinação Casa Aberta está desde esta terça-feira disponível para as pessoas com idade igual ou superior a 30 anos. De acordo com um comunicado enviado esta terça-feira pela task force, “a modalidade Casa …

Governo motivado para executar PRR "de forma célere"

O ministro das Finanças, João Leão, afirmou esta terça-feira que o Governo está muito motivado “para executar de forma célere” o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), depois de Bruxelas ter desembolsado 2,2 mil milhões …

Governador de Nova Iorque assediou sexualmente várias mulheres, revela investigação

A procuradora-geral de Nova Iorque, nos Estados Unidos (EUA), disse que a investigação sobre Andrew Cuomo revelou que o governador assediava sexualmente atuais e antigas funcionárias. As descobertas surgem após uma investigação de cinco meses sobre …

Pedri vai superar recorde de Bruno Fernandes

Ainda falta um jogo para a seleção espanhola nos Jogos Olímpicos e, por isso, o jovem do Barcelona vai jogar 73 vezes nesta temporada. A Espanha vai disputar o número máximo de jogos possível no torneio …

Governo duplica ajuda a bares e discotecas

O Governo vai duplicar o limite máximo dos apoios, através do programa Apoiar,  a empresários em nome individual de setores que se mantêm encerrados por lei. O Governo decidiu não só prolongar o programa Apoiar para …

Brasil. Tribunal vai investigar Bolsonaro por alegações de fraude eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil decidiu na segunda-feira abrir uma investigação contra o Presidente Jair Bolsonaro. Em causa estão as suas declarações sobre fraude nas eleições do próximo ano. Segundo avançou a agência France …

Jantar do Chega com 170 pessoas. MP acusa Ventura de crime de desobediência

O líder do Chega, André Ventura, foi acusado pelo Ministério Público de ser coautor material do crime de desobediência, pelo jantar-comício organizado em Braga em plena pandemia. O Ministério Público acusou esta terça-feira o ex-candidato presidencial …

TAP. Bruxelas reconhece importância de salvar companhia mas sem distorcer concorrência

A Comissão Europeia reconhece a importância de o Estado português salvar a TAP, mas receia que o auxílio de 3.200 milhões à reestruturação viole as regras de concorrência e duvida que o mesmo garanta de …

Há 101 concelhos sem farmácias com testes comparticipados

Apesar de 461 farmácias já poderem fazer vender testes à covid-19 comparticipados, ainda há 101 concelhos sem qualquer apoio do Estado. Apesar de o Governo ter decidido comparticipar, há cerca de um mês, a 100% a …

Ataque ao Capitólio. Mais dois polícias cometeram suicídio, elevando o total para quatro

Depois da morte de dois agentes poucos dias depois do ataque, a Polícia Metropolitana confirmou que em Julho mais dois polícias que defenderam o Capitólio cometeram suicídio. Mais dois agentes de polícia que responderam à insurreição …