Médica sem contrato e repreendida por usar máscara. Críticos na Suécia já sofrem represálias

Angelo Carconi / EPA

São muitas as vozes críticas que já se levantaram contra a estratégia sueca em relação à pandemia de covid-19. Porém, muitas delas já sofreram represálias pela sua oposição às escolhas do Governo.

A abordagem da Suécia em relação ao combate à pandemia tem sido criticada tanto interna como externamente, sobretudo devido ao elevado número de vítimas mortais. Vários académicos, assim como professores e pais na Suécia, já se manifestaram contra a estratégia do país e os riscos impostos à saúde das crianças.

Até ao momento, cerca de 94 mil pessoas foram diagnosticadas com covid-19 e quase 6 mil morreram. Agora, os membros do Fórum da Ciência Covid-19 temem um aumento do número de casos em outono, mas os seus alertas nem sempre são bem-vindos.

“Tem sido tão, tão surreal”, afirmou a epidemiologista Nele Brusselaers, do Instituto Karolinska e membro do Vetenskapsforum, em declarações à Science Magazine. “É como se fosse um universo diferente”. Brusselaers decidiu regressar para a Bélgica, o seu país natal, devido às reações adversas.

Uma oftalmologista do hospital de Landskrona, Agnieszka Howoruszko, foi repreendida pelo seu superior por utilizar máscara durante as consultas.

Outra pneumologista do hospital de Sundsvall não teve o seu contrato renovado por andar sempre de máscara, o que a tornava “pouco amistosa para os doentes”.

Desde o início da pandemia, Anders Tegnell, o principal epidemiologista do país, aconselhou o Governo a manter a economia aberta e evitar o confinamento visto noutros países vizinhos, alegando que seria mais sustentável a longo prazo.

As autoridades suecas chegaram a desencorajar as pessoas de usarem máscaras porque, muitas vezes, são utilizadas de forma errada e provocam uma falsa sensação de segurança.

Muitos dos cíticos de Tegnell acreditam que as autoridades de saúde suecas têm o “objetivo escondido” de atingirem a imunidade de grupo de forma natural.

Porém, isto pode estar prestes a chegar ao fim à medida que as restrições se aproximam das dos restantes países europeus. Ainda assim, os críticos ainda não estão satisfeitos e apelam às autoridades de saúde para irem mais longe, limitando a capacidade dos transportes públicos a 50%, pedindo aos viajantes que regressem de zonas atingidas para fazerem quarentena ou recomendem o uso generalizado de máscara.

ZAP //

PARTILHAR

21 COMENTÁRIOS

  1. Novos casos nos últimos 14 dias por 100000 habitantes (Fonte: Agência Europeia/Comunidade Europeia): Suécia ( não é recomendado o uso de máscara): 68,8; Noruega(recomendado, não obrigatório, uso nos transportes públicos apenas em Oslo):32,6; Com uso obrigatório de máscara, em diversos graus: Portugal:110,7;França:260,2; Espanha:307; Itália:56,5; Bélgica:277,7; Alemanha:41,5; Holanda:304,3.

    • Os números não podem ser vistos de forma tão simples. A Suécia faz metade dos testes feitos em Portugal logo o numero de casos por diagnosticar deve ser enorme. O numero de mortes são o triplo de Portugal logo e num país em que o sistema de saúde é superior ao de Portugal, isso leva a suspeitar que o real numero de casos deve ser bem superior. A Suécia é uma desilusão um país que sempre apostou na preocupação pelo bem estar dos seus idosos, optou pelo egocentrismo dos mais novos ao ponto de dizimar os mais velhos, inclusive alguns jovens.

  2. Contas mal feitas em alguns casos aqui. Fazendo bem as contas de Portugal, se em 100 000 for de 110,7, num milhão seria 1 107 e em 10 500 000 seriam110,7*100=11 070.

  3. Nº total de MORTOS na Suécia até hoje: 6000. Três vezes mais do que em Portugal, com idêntica população (aprox. 10-11 milhões). A estratégia na Suécia é, na prática, deixar morrer os mais fracos para, a longo prazo, conter os efeitos da pandemia. Mas, provavelmente, isso acontecerá quando já houver vacina ou tratamento eficaz. Não se recomenda.

    • Veja-se a mortalidade total, não apenas os contabilizados por covid. O covid é apenas uma das muitas causas de morte.
      Em Portugal, tristemente, morre-se por falta de assistencia médica também. A última vez que vi tinhamos mais 15 mil mortos que a suécia. Para dimensão semelhante do país (10 milhões) tinhamos 75 mil mortos os suecos apenas 60 mil. Embora se tenha tentado recuperar o sns, receio que estejamos pior que os suecos e o futuro não jogue a nosso favor quando vier o resto da fatura para pagar.

    • Concordo plenamente. A Suécia esta a fazer politica de seleção natural, os mais fracos podem morrer à vontade. Não se admite!

      • não diga disparates ,a Suécia tem 60 000 mortos, e Portugal com população idêntica têm 75 000,Portugal é que está a matar,este governo geringonço está a aniquilar os mais frágeis e esconde os factos graças a ovelhas que seguem cegamente tudo o que a descomunicação social comuna e tachista manda

    • …esconde os “fatos”? ..a geringonça anda de calções e t-shirt.
      Senhor Dom José, em Portugal escreve-se ” facto”, porque fato é outra coisa. No Brasil escreve-se “fato” porque têm outra palavra para o fato (de vestir)…’Terno (no Brasil) – fato (em Portugal)’
      Percebeu?

  4. O medo é a melhor forma de controlo. Por isso a desinformação. Não se fala do número de mortos diários, em Portugal. No ano passado morreram cerca de 100.000 pessoas. Quais as causas? Se falecerem 3.000 de Covid, será equivalente aos números óbito por gripe. Não será de proteger os imunosuprimidos e deixar as pessoas viver e trabalhar? As agendas políticas e do lobby farmacêutico não deviam prevalecer

    • Bem dito. A Suécia está a proceder com inteligência e técnica. Os políticos suecos estão se a apoiar em dados científicos e enquanto os nossos asnos políticos se apoiam em recomendações pouco fundamentadas da OMS que por sua vez é subjugada da China. Começam a surgir já estudos mais completos e independentes a confirmar o grande erro de todas estas medidas completamente eneficazes!

  5. Escreve-se “facto” porque se pronuncia o “c”. “Fato” é um nome colectivo e significa um conjunto de cabras. Quanto à pandemia, com máscara ou sem máscara, temos que deixar que ela siga o seu curso e fazer-lhe frente da melhor forma que pudermos! Não vale a pena comparações porque a Europa determinou, “ab initio” que as condições sociais dos diferentes países não convinha que fossem as mesmas.

  6. Bem, depois de tantas – doutas e elucidativas! – opiniões, eu apenas me resta dizer, que concordo parcialmente com umas, não me revejo noutras e/ou sendo mais objectivo:
    Não concordo, nem discordo, antes pelo contrário…

RESPONDER

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …