Marcelo está preocupado com o crescimento das ditaduras. “Não é uma boa notícia”

José Sena Goulão / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República está preocupado com o aumento de ditaduras no mundo. Esta terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que o grande desafio da justiça é, por um lado, mais liberdade e, por outro, mais igualdade.

No Porto, onde esteve esta terça-feira para a abertura do Congresso da União Internacional de Advogados que debateu a luta contra a escravatura, Marcelo Rebelo de Sousa questionou o aumento do número de ditaduras no mundo, afirmando não ser “uma boa notícia”, defendendo que o “grande desafio da justiça é, por um lado, mais liberdade e, por outro, mais igualdade”.

“Se olharmos para o mundo, o número de democracias vai diminuindo e o número de ditaduras vai aumentando, isso não é uma boa noticia”, afirmou o Presidente, em declarações aos jornalistas, no final da sua intervenção na Alfândega do Porto.

Segundo o Público, Marcelo sublinhou ainda que “há cada vez mais leis contra a escravatura e, infelizmente, há cada vez mais novos escravos a começar em muitos imigrantes nas redes clandestinas que os exploram”.

Durante a sua intervenção, o chefe de Estado deteve-se nos radicalismos, na xenofobia e no hipernacionalismo. “A crise nos sistemas económicos, sociais e políticos criam um tipo de tentação ao radicalismo, à xenofobia e ao hipernacionalismo e, por às vezes, ao populismo, o que é contrário à racionalidade nesses casos”, afirmou.

A justiça mereceu também a atenção do Presidente da república, que manifestou a sua preocupação pela lentidão deste setor, dizendo ainda que cabe aos advogados continuar a defender o princípios fundamentais do Estado de direito.

Ver que o “direito e a política não acompanham a velocidade da mudança científica, tecnológica, económica, financeira e social” preocupa Marcelo, que, dirigindo-se à plateia de advogados presente na sala, decretou: “Cabe a vocês defender a constitucionalidade, a legalidade, os direitos humanos e lutar contra o abuso de poder político, económico, social, administrativo”.

O congresso da União Internacional de Advogados decorre até sábado, no Porto, cidade que o Presidente da República apontou como um exemplo de liberdade e que sempre lutou pela democracia.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. coitado do marcelo…… ele fala como se vivesse numa verdadeira democracia….. esquece se de dizer que ele proprio, rasgando a constituiçao permitiu que fosse empossado primeiro ministro um politico que nao foi eleito pelo povo…..
    hipocrita demais este sujeitinho
    ao menos em cuba o povo vota e e eleito o que determina a constituiçao
    ou sera que marcelo estava a falar de outras ” ditaduras”???? sera que ele queria dizer o brasil????
    nunca me enganou esse marcelo.. desde quando mergulhou nas bostas do tejo!!!!

  2. Não sou da área politica do actual Presidente da Republica, mas aqui tenho que concordar 100% com as suas preocupações. O advento de “ditaduras softs”, que rápidamente se podem transformar em regimes autoritários, belicistas e intolerantes podem por em causa a relativa paz (nunca na História da Humanidade morreram tão poucas pessoas devido a guerras como nos últimos 40 anos) que o Mundo vive desde o fim do conflito do Vietname. O horror da 1ª e 2ª Grandes Guerras, as chacinas na Coreia e no Vietname fizeram muitos governantes compreender que só as ideias Humanistas, a tolerância e o diálogo podem levar a bom porto a grande aventura Humana.
    Quanto a “bocas” sobre o “rasgar a Constituição” é bom que se fale quando se sabe o que se diz. Somos um regime parlamentar, para quem não saiba; “”sistema parlamentar ou simplesmente parlamentarismo é um sistema de governo democrático, em que o poder executivo baseia a sua legitimidade democrática a partir do poder legislativo (representado pelo parlamento nacional)””; não votamos em pessoas, votamos em partidos políticos que depois têm que “jogar” com a composição da Assembleia da Républica.

  3. de facto tens razao quanto à forma mas o conteudo e o mesmo!!!. equivoquei me no nome peço desculpa… mas como e obvio marcelo é a mudança da continuidade de comportamento de um poder semi democratico neo socialista( marcelo pede para os partidos nao “berrarem ” sobre A VENEZUELA”)…..SERA PRECISO OUVIR ALGO MAIS????

    • Estás desculpado!!
      “poder semi democratico neo socialista”
      Lindo!… foi algum pastor da IURD que citou essas palavras?!
      Já sabemos que esses seres são os únicos que tem o “exclusivo” para falar com deus….

      • eheheheheeh…. nao percebo se e limitaçao tua ou vontade de contrariar…..mas afinal nao comentaste o me post, apenas debitaste uma parvoice qualquer que te veio a cabeça!!!!!
        agora tambem ja gostas do marcelo??? eheheheheeh….
        embora o tempo seja feito de mudança… nao deveria ser por da ca aquela palha que se mudassem as opinioes.

  4. ehehehe..portanto fica com o marcelo, com o costa com o jeronimo, com o rio com toda a equipe …..e ja que tens azia com o que eu digo…pede um beijinho presidenciavel que te fara bem. se nao fossem os erros o que seria dos escrivaes? se nao fosse a “cegueira” o que seria do detestavel?

  5. hehehheheh v

    Eehehe vai la vai todos as ralham e ninguem tem razao ,mas bem vistas as coisas iiiiii aie todos e todas RAZOESTEEMMM pois quando as BARRACAS CUBATAS ABANAM iiiiiiiii uiui os ventos assopam e quem se lixa e o MEXILHAO iiiiiiiiiiiiiiii aleluiaaaaa
    AGP

RESPONDER

"Não se esqueçam de agradecer a PSD, PS e CDS-PP" pelo corte de sustentabilidade na pensão

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, acusou este domingo o PS, PSD e CDS-PP de utilizarem a União Europeia (UE) “como desculpa sempre que querem travar” conquistas laborais para todos os que vivem …

Museu de Nova Iorque devolve ao Egito "caixão dourado" roubado em 2011

O Museu Metropolitan (MET) de Nova Iorque vai devolver ao Egito um sarcófago roubado em 2011, durante as manifestações da chamada "Primavera Árabe", anunciou este domingo a instituição nova-iorquina. Construído em ouro para o sacerdote Nedjemankh, …

Quase um terço da população chinesa terá mais de 65 anos em 2050

Trinta por cento da população chinesa terá mais de 65 anos, dentro de três décadas, informou hoje um jornal chinês, ilustrando o rápido envelhecimento do país, apesar de ter abolido a política de filho único. “O …

Trump pede à Europa que julgue os seus "jihadistas" (ou os EUA terão de os libertar)

O presidente dos Estados Unidos apelou aos países europeus, nomeadamente o Reino Unido, a França e a Alemanha, para repatriarem e julgarem os seus combatentes do Estado Islâmico feitos prisioneiros na Síria. Caso contrário, aponta …

Depois de 11 mortes e 1800 condenações, franceses querem o fim dos Coletes Amarelos

A maioria dos franceses defende que devem parar os protestos nas ruas dos “coletes amarelos”, três meses após o início das primeiras manifestações que fizeram 11 vítimas mortais, noticia esta segunda-feira a agência France Presse. Uma …

Uma tese de doutoramento levou Marcelo à capa do El País

A tese de doutoramento sobre Marcelo Rebelo de Sousa é de autoria de uma professora universitária e jornalista da RTP. O tema já chegou ao jornal espanhol El País. O jornal percorre as provas de popularidade …

Seguros de saúde sobem para 2,6 milhões com crise no SNS

No primeiro semestre de 2018 o número de contratos de seguros de saúde aumentou 3%, em termos homólogos, para 2,6 milhões, escreve esta segunda-feira o Jornal de Notícias na sua edição impressa. Os dados, da Autoridade …

PSP usa critérios étnicos para avaliar risco de bairros problemáticos

Apesar de a recolha de dados étnico-raciais não ser permitida em Portugal, a PSP utiliza ainda critérios étnicos na avaliação do grau de risco de zonas urbanas sensíveis (ZUS), avança o jornal Público esta segunda-feira. Segundo …

Pyongyang fala em “momento decisivo” em vésperas de nova cimeira com Washington

O principal diário norte-coreano, Rodong Sinmun, escreve esta segunda-feira que o país enfrenta "um momento decisivo", em termos de desenvolvimento económico, a pouco mais de uma semana da cimeira entre o líder norte-coreano e dos …

OCDE quer tribunais especiais para julgar a corrupção

Portugal precisa de fortalecer os mecanismos de prevenção da corrupção, defende a OCDE, que sugere a criação de tribunais especializados e a redução das possibilidades de recurso dos arguidos.  O retrato da análise da corrupção …