Marcelo ateou fogueira, mas agora recua. Acordo Ortográfico é “não tema”

Nuno Veiga / Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa reacendeu a polémica do Acordo Ortográfico, colocando-o na agenda política, mas agora recua, sublinhando que se trata de “um não tema”.

O Presidente da República aproveitou a visita a Moçambique, na semana passada, para realçar que o facto de haver países que não ratificaram o Acordo Ortográfico (AO), nomeadamente Moçambique e Angola, poderia ser um bom pretexto para “repensar o tema”.

Agora, Marcelo considera que o AO “é um não tema”, “uma não questão”, conforme declarações recolhidas pela Rádio Renascença, após a Assembleia Geral da COTEC Portugal, organização da qual é presidente honorário.

A posição do Presidente da República surge, num tom apaziguador, depois do desconforto que gerou em Cabo Verde e em Angola e na própria CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), onde o secretário executivo Murade Murargy salientou que “não há volta atrás no AO”.

Na mesma toada conciliadora, fugindo a polémicas, Marcelo evita comentar a questão dos contratos de associação do Estado com os colégios privados, que o governo do PS quer limitar, com o intuito de reduzir os gastos com o Ensino particular, e que tem dividido a Esquerda parlamentar e a direita, em particular o PSD.

“Eu sei, eu sei. Eu vejo a televisão. Como dizia a Sophia Mello Breyner, ‘vemos, ouvimos e lemos. Não podemos ignorar’, mas outra coisa é falar”, atira o Presidente da República.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. O mal começou com a reforma ortográfica de 1911, e tentativas sucessivas de revisões e acordos. com fartura, e com a tentativa de reforma e acordo de 1940. O Brasil continuou com a ortografia que herdou.
    Agora, que se alcançou um acordo, quando todas as tentativas anteriores falharam, não vamos criar mais confusão e desunião. Este acordo une os utilizadores da língua portuguesa. Um destes dias, os nacionalistas brasileiros adoptam a sua língua brasileira, se continuarmos a brincar às ortografias e aí, a língua portuguesa perderá a sua relevância internacional. A haver reforma, reforme-se a reforma voltemos ao modelo de base grega e latina anterior a 1911.
    Há um revivalismo e muitas edições facsimiladas de obras na sua ortografia original, que é um prazer ler, sem acentos e sem etimologias aldrabadas.
    Afinal, fomos vítimas do provincianismo modernista e vingador dos republicanos radicais de 1911.
    Haja respeito pelo portuguez.

  2. Haja respeito por Portugal e pelos portugueses!
    Pois parece que ninguém o tem, nem mesmo aqueles que por força das suas obrigações!!

  3. Nunca acreditei neste presidente. É um treteiro. Não tem personalidade alguma. Jurou defender a Constituição e está a fazer dela um tapete onde limpa os pés.
    Este presidente não defende Portugal nem a identidade portuguesa.
    É um maria-vai-com-as-outras.

  4. Qual o motivo que leva tanta gente a lutar contra este (e só este) acordo ortográfico? É que já houve muitas alterações à ortografia do Português e parece-me que nunca se discutiu tanto como hoje.
    De facto, o meu pai, que era médico e que se ainda vivesse teria hoje 110 anos, nunca deixou de escrever farmácia com ph ou seja “pharmacia”; mas já não escrevia “vi hoje hum doente de Vizeu”. E eu deixei de acentuar com acento grave os advérbios de modo; não recordo protestos contra isso. Na verdade as línguas não mortas evoluem… Não vale a pena lutarmos contra isso. Eu apoio este AO.

RESPONDER

Nomeações para o Estado são uma "prática abusiva" e estão "viciadas"

Sete em cada dez dirigentes da Administração Pública nomeados pelo Governo, após passarem o crivo da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (Cresap), já ocupavam o cargo em regime de substituição. Neste regime, …

Genk e Antuérpia querem "roubar" Vertonghen a custo zero

Genk e Antuérpia estão a tentar que o Benfica rescinda contrato com Jan Vertonghen para que possam avançar para a contratação a custo zero do internacional belga. Aos 34 anos de idade, Jan Vertonghen não caminha …

Em 2013, Costa decidiu que a CML só enviaria dados à PSP e MAI. Ordem não foi respeitada

António Costa, então presidente da Câmara de Lisboa, decidiu em 2013 que não competia à autarquia estabelecer medidas de segurança, pelo que a partir dali a única coisa que os serviços iriam fazer era reencaminhar …

Ordem dos Advogados diz que fechar AML é "inconstitucional". Há 18 exceções na proibição de circulação

Face ao elevado número de casos na região de Lisboa, o Governo anunciou, esta quinta-feira, a proibição de circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa (AML) durante o fim-de-semana. O bastonário da Ordem …

Duas novas espécies de mamíferos escavadores ancestrais descobertos na China

Uma equipa descobriu duas novas espécies de animais semelhantes a mamíferos que viveram em tocas há cerca de 120 milhões de anos no que hoje é o nordeste da China. A equipa de pesquisa foi liderada …

Uma criança com esta idade "não se veste sozinha". Especialistas estranham contornos do (des)aparecimento de Noah

Noah, o menino de dois anos que esteve 36 horas desaparecido em Proença-a-Velha, foi encontrado numa zona de mato, sozinho, "bem e vivo". Especialistas ficaram espantados e consideram os acontecimentos improváveis para uma criança tão …

Escalada de violência em Gaza. Israel volta a atacar em resposta a balões incendiários

Forças israelitas voltaram a quebrar o cessar-fogo e lançaram um ataque aéreo na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários lançados pelo Hamas. O cessar-fogo entre Israel e Hamas foi quebrado pela primeira vez na …

Os humanos estão a criar condições que podem iniciar uma nova pandemia

Os humanos estão a criar condições ambientais que podem levar a novas pandemias, indica um novo estudo da Universidade de Sydney. O novo estudo da Sydney School of Veterinary Science sugere que a pressão sobre os …

Governo aperta cerco, mas especialistas queriam mais. Desconfinamento pode estar em risco

Numa altura em que os números de casos diários não para de subir, a preocupação cresce. Apesar das novas medidas tomadas pelo Executivo na zona de Lisboa - a mais afetada do país - Portugal …

Guterres é hoje empossado para segundo mandato à frente da ONU. Marcelo estará presente

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, presta hoje juramento e toma posse para um segundo mandato durante uma sessão plenária da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. Desta forma, a …