Maratona final pelo OE Suplementar. Já há acordo para pagar baixas médicas por covid-19 a 100%

Mário Cruz / Lusa

Arrancou nesta terça-feira, na Comissão parlamentar de Orçamento e Finanças, a votação na especialidade das propostas de alteração ao Orçamento de Estado Suplementar (OES). São, no total, 265 propostas, com a votação a arrastar-se até quarta-feira. E ainda há muitas dúvidas no ar, com o Governo a temer eventuais maiorias negativas que possam pôr em xeque as contas públicas.

Propostas como o apoio a sócios-gerentes, menos descontos em IRS, a isenção dos pagamentos por conta, a facilidade de acesso ao subsídio de desemprego e as rendas nos centros comerciais podem vir a ser aprovadas pela oposição contra a vontade do Governo que está focado no equilíbrio das contas públicas.

No arranque das votações, o PS pediu o adiamento de algumas votações, nomeadamente da proposta para apoio a sócio-gerentes que pode levar a oposição a unir-se em bloco para a aprovar, o que exigirá um investimento extra do Estado.

Medidas sobre o apoio extraordinário a desempregados, a redução do prazo de garantia para aceder ao subsídio de desemprego, o pagamento de rendas e bolsas de estudo, igualmente passíveis de suscitarem uma coligação negativa, foram também adiadas.

No arranque da discussão, o deputado Fernando Anastácio, do PS, vincou que o “ponto de partida importantíssimo” é que as propostas não devem “pôr em causa o equilíbrio das contas públicas”, apelando cuidado perante medidas que “acarretem um peso significativo” na despesa do Estado.

Acordo para pagar baixas médicas por covid-19 a 100%

A coordenadora do Bloco de Esquerda anunciou que o subsídio de doença às pessoas infectadas com covid-19 vai ser pago a 100 por cento, na sequência de um acordo com o governo em sede de OES.

A dirigente bloquista lembrou que, actualmente, o isolamento profilático, quando as pessoas estão a aguardar a confirmação se estão doentes ou não, é pago a 100 por cento, mas a baixa médica não o é.

“A partir de agora, vamos então garantir que essa baixa médica é paga a 100 por cento, esse subsídio de doença, que é verdadeiramente essencial para que as pessoas possam mesmo ficar em casa”, acrescentou.

Catarina Martins falava junto ao Hospital de Viana do Castelo, durante um protesto dos técnicos de radiologia do Serviço de Imagiologia da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) contra a não internalização naquela instituição.

Em situação de outsourcing, aqueles profissionais queixam-se de trabalhar em regime precário desde 2004 e de estarem a receber “muito menos” do que outros colegas do quadro da ULSAM que fazem “exactamente o mesmo” que eles.

Segundo adiantaram, as diferenças salariais podem ir até aos 500 euros.

“Esta é uma situação perfeitamente inaceitável”, referiu a líder do Bloco de Esquerda, sublinhando que o OE deste ano “prevê expressamente” que se continue o processo de regularização de vínculos precários.

Catarina Martins reforçou que a situação “assume contornos ainda mais graves” porque em causa estão profissionais de saúde “que estão na primeira linha” de resposta à covid-19, já que são eles que fazem os exames aos doentes.

“Estão aqui a ganhar pouco mais que o salário mínimo nacional e sem sequer terem um vínculo”, criticou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Menos férias e mais dias de aulas para quem não tem exames no próximo ano letivo

O próximo ano letivo vai ter menos dias de férias e mais dias de aulas para os alunos que não tenham exames. Os alunos terão aulas presenciais e aulas à distância. O ministro da Educação, Tiago …

FC Porto revela camisola para a próxima época (e as opiniões dividem-se)

O FC Porto revelou a camisola oficial do clube para a próxima temporada. Pelas redes sociais, as opiniões dividem-se, havendo quem não esteja satisfeito com a mudança. Os adeptos portistas acordaram esta sexta-feira com a imagem …

Veto da Índia ao TikTok pode custar mais de 5 mil milhões de euros à ByteDance

O executivo indiano anunciou o bloqueio de 59 aplicações móveis chinesas, assegurando que as aplicações roubam dados dos utilizadores e partilham informações com o governo chinês. O grupo chinês de tecnologia ByteDance, que desenvolveu o TikTok, …

Covid-19. “Exemplo de Portugal mostra muito claramente como a situação é frágil”

A comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, considerou que a situação pandémica é ainda "frágil", dando o exemplo da evolução da covid-19 em Portugal para sustentar que é necessário continuarmos vigilantes. “Penso que o exemplo de …

Catarina Martins diz que há neste momento um acordo entre PS e PSD

A líder do BE, Catarina Martins, considerou hoje que "o Orçamento Suplementar não é uma primeira parte do Orçamento do Estado", mas avisou que o que está a acontecer neste momento no país "é um …

Quase 40% dos restaurantes tenciona avançar para insolvência

Quase 40% das empresas de restauração e bebidas e 18% do alojamento turístico tencionam avançar para insolvência. Os números são resultado de um inquérito mensal da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) esta …

Cientistas ingleses acreditam que um número significativo da população tem imunidade natural ao coronavírus

Cientistas ingleses que estão a desenvolver uma vacina para a covid-19 acreditam que um largo número de pessoas pode ter imunidade natural contra o novo coronavírus, mesmo que nunca tenha sido infetado. Ao Telegraph, citado esta …

Bruxelas autoriza tratamentos com Remdesivir na UE

A Comissão Europeia deu esta sexta-feira “luz verde” à comercialização do antiviral Remdesivir, que se torna assim o primeiro medicamento autorizado ao nível da União Europeia para tratamento da Covid-19. A autorização do executivo comunitário, concedida …

Devolução dos manuais escolares será mesmo suspensa

O plenário da Assembleia da República validou hoje a votação da Comissão de Orçamento e Finanças (COF), no âmbito da especialidade do Orçamento Suplementar, que aprovava a proposta do CDS para o fim da devolução …

Câmara de Portalegre pede encerramento da central nuclear de Almaraz

O Município de Portalegre aprovou por unanimidade, em reunião ordinária realizada esta quarta-feira, a Moção pelo Encerramento da Central Nuclear de Almaraz, em Espanha. A Câmara de Portalegre aprovou, por unanimidade, uma moção a pedir o …