3,7 milhões vieram à rua em França dizer não ao terrorismo

Pelo menos 3,7 milhões de pessoas marcharam este domingo em várias cidades de França, de acordo com números oficiais do Ministério do Interior francês, naquela que o ministro do Interior considerou ser uma mobilização “sem precedentes”.

Ocorreram também marchas  em outras importantes cidades de França, como Lyon, Marselha, Bordéus e Grenoble.

Apenas em Paris, a organização estima que 1,5 milhões de pessoas tenham ido para as ruas, em protesto contra o ataque de quarta-feira à redação do jornal satírico Charlie Hebdo e pela defesa da liberdade de expressão.

“Os manifestantes estão dispersos por um perímetro bastante maior que o previsto para a marcha”, disse o ministro francês do Interior, considerando que é quase impossível uma contagem, mas admitindo que a mobilização foi “sem precedentes”.

Alguns analistas afirmam que a última vez que os parisienses saíram massivamente às ruas foi em 1944, para comemorar a libertação da cidade do domínio da Alemanha nazi.

Em Paris, cerca de 40 líderes mundiais deram os braços e caminharam junto à multidão, entre eles o presidente de França, François Hollande, o PM britânico, David Cameron, a chanceler alemã, Angela Merkel, o líder do governo italiano, Matteo Renzi, o PM espanhol, Mariano Rajoy, o presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita, e mesmo os inimigos de longa data Binyamin Netanyahu, primeiro-ministro israelita, e Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Palestina.

Mais de 2 mil polícias e 1.350 militares trabalharam na segurança da marcha.

A “marcha republicana” foi convocada logo na quarta-feira, depois do ataque ao jornal Charlie Hebdo, que matou 12 jornalistas, cartoonistas e um polícia.

Desde então, registaram-se três incidentes violentos na capital francesa que no total fizeram 20 mortos, incluindo os três autores dos atentados, e começaram com o ataque ao jornal Charlie Hebdo.

Chérif Kouachi, de 32 anos, e o seu irmão Saïd, de 34 anos, mataram 12 pessoas, incluindo dois polícias na quarta-feira, durante o ataque ao Charlie Hebdo, tendo estado fugidos durante dois dias. Foram encontrados nos arredores da capital francesa, acabando por morrer num tiroteio com a polícia.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Astrónomos descobriram um buraco negro "incapaz" de fazer o seu trabalho

Astrónomos descobriram o que pode acontecer quando um buraco negro gigante não interfere na vida de um enxame de galáxias. Usando o Observatório de raios-X Chandra da NASA e outros telescópios, mostraram que o comportamento passivo …

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …

Para reavivar o turismo, esta pequena cidade está a contar com a ajuda dos "vampiros"

A pequena cidade de Forks, em Washington, nos Estados Unidos, é lar de 3.600 pessoas, cujos meios de subsistência nos últimos 15 anos foram impulsionados por uma indústria do turismo alimentada por "Crepúsculo", a série …

Tim Cook acaba de se juntar ao clube dos milionário à boleia de recorde histórico da Apple

O diretor-executivo (CEO) da Apple, Tim Cook, acaba de se juntar à lista de multimilionários do mundo, depois de a gigante tecnológica norte-americana atingir um valor de mercado histórico. De acordo com os cálculos da …