/

Mais uma morte e 594 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

1

Fernando Bizerra / Lusa

Portugal registou, esta quarta-feira, mais uma morte e 594 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

De acordo com o último boletim da DGS, dos 594 novos casos, 280 são na região de Lisboa e Vale do Tejo. Na região Norte há mais 185 infetados do que nas últimas 24 horas, no Centro 64, nos Açores 26, no Algarve 18, no Alentejo 13 e na Madeira oito casos.

No total, o número de pessoas infetadas pela doença desde o início da pandemia é agora de 846.434. Há, neste momento, 22.347 casos ativos, mais 176 do que na terça-feira.

Estão também confirmadas 17.022 mortes devido à covid-19, mais um óbito relativamente às últimas 24 horas, que ocorreu no arquipélago da Madeira.

Neste momento, existem 233 doentes internados em Portugal (menos quatro do que ontem), dos quais 53 nos cuidados intensivos (mais uma pessoa do que ontem).

O boletim da DGS também aponta para mais 417 doentes recuperados, verificando-se já um total de 807.065 pessoas. Há ainda 20.613 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde, mais 762 em relação ao dia de ontem.

Na chamada matriz de risco, Portugal já está na zona amarela. O país tem uma média de 57,8 casos de infeção por 100 mil habitantes e o índice de transmissibilidade (Rt) subiu para 1,07.

Esta terça-feira, o Governo anunciou que o processo de vacinação vai acelerar em todo o território continental, e não apenas em Lisboa como tinha sido anunciado inicialmente, alargando-o a maiores de 40 e 30 anos a partir de 6 e 20 de junho, respetivamente.

A pandemia da covid-19 já matou, até hoje, pelo menos 3.487.457 pessoas em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China, em dezembro de 2019, segundo o balanço diário da agência francesa France-Presse.

  Filipa Mesquita, ZAP //

1 Comment

  1. Os problemas começam a aparecer. Mas sei que, amanhã, o vírus vai atacar com menos intensidade, porque só tem força no mesmo dia da semana: quarta-feira.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.