Governo anuncia alargamento da vacinação a maiores de 40 e 30 anos “a nível nacional”

Sedat Suna / EPA

O Governo decidiu acelerar o processo de vacinação contra a covid-19 “a nível nacional”, e não apenas em Lisboa, alargando-o a maiores de 40 e 30 anos a partir de 6 e 20 de junho.

Numa mensagem publicada na conta oficial do Governo na rede social Twitter, no final da noite de terça-feira, o executivo escreveu que, devido ao “bom ritmo do Plano de Vacinação Anti-COVID19 e da disponibilidade de vacinas, foi decidida a aceleração da vacinação a nível nacional”.

O Executivo precisou ainda que “o alargamento da vacinação a novas faixas etárias” vai arrancar a partir de 6 de junho para “pessoas com mais de 40 anos” e, a partir do dia 20, para “pessoas com mais de 30 anos”, “em todo o território continental”.

Na terça-feira, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, tinha anunciado que a vacinação contra a covid-19 ia ser acelerada em Lisboa e Vale do Tejo, nas faixas dos 40 e 30 anos, na sequência de um aumento das infeções.

O anúncio da abertura da vacinação a nível nacional para estas faixas etárias surgiu horas depois de o presidente da Câmara do Porto ter exigido um tratamento equitativo para todo o país, acusando o Governo de beneficiar “o infrator”, ao acelerar a campanha na região de Lisboa e Vale do Tejo, devido a um aumento de infeções.

Já depois do anúncio do secretário de Estado, o coordenador da task force para a vacinação, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, também confirmou ao Público que o alargamento às faixas etárias dos 30 e 40 anos se fará a nível “nacional”, e não apenas na região de Lisboa.

Gouveia e Melo referiu ao jornal que a vacinação em Lisboa e Vale do Tejo irá, de facto, ser reforçada, por estar atrasada em relação a outras regiões do país, como o Alentejo e o Centro, mas lembrou que isso já está a ser feito no Algarve e adiantou que haverá igualmente um reforço de vacinas no Norte, “mas mantendo a mesma programação etária”.

“O nosso plano é nacional e estamos a recuperar as regiões [percentualmente] mais atrasadas e isto também vai incluir o Norte. A ideia é ter sempre as regiões equilibradas porque é o mais justo. Quando se fala em acelerar, é dar mais vacinas, mas mantendo a mesma programação etária”, assegurou.

34% da população já tem pelo menos uma dose

Um em cada três portugueses – número correspondente a 34% da população – já foi vacinado com pelo menos uma dose de uma vacina contra a covid-19, revelou a Direção-Geral da Saúde no vigésimo “Relatório de Vacinação” em Portugal.

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), ao todo, já foram vacinadas 3.526.688 pessoas com a primeira dose da vacina contra a covid-19. Além disso, 1.654.55 (16% da população) foram inoculadas com duas doses, escreve o Observador.

Estes são os números mais recentes do processo de vacinação, que revelam ainda que quase 92% dos que têm entre 65 e 79 anos e 96% dos que têm 80 ou mais tomaram pelo menos uma dose, percentagens que são respetivamente de 30% e 90% entre quem já tomou as duas.

De acordo com o jornal Expresso, quase metade da população entre os 50 e os 64 anos já tomou uma dose (44%) e 13% das pessoas tomaram as duas. Na faixa 25-49 anos as percentagens são de 13% (uma toma) e 8% (as duas) e na dos 18-24 anos são respetivamente de 5% e 3%.

Até ao momento, Portugal recebeu cerca de 5,7 milhões de doses da vacina e distribuiu 5,1 milhões (número que não inclui as regiões autónomas).

Lisboa é das regiões mais atrasadas do país

Relativamente ao número de pessoas com pelo menos uma dose de uma das vacinas, o Norte que está à frente, com 1.756.275 doses administradas — mais 179.662 do que na última semana.

Olhando para a percentagem, o Alentejo é a que tem a maior percentagem da população vacinada. Com mais 25.288 administradas em relação à semana passada, 41% da população levou a primeira dose e 21% tem a vacinação completa.

Também no Centro o processo se encontra bastante avançado, 40% da população tomou uma dose e 21% as duas.

Lisboa e Vale do Tejo tem, com 1.705.909 doses administradas, 32% da população com pelo menos a primeira dose de uma vacina – o que faz com que seja das regiões mais atrasadas do país e onde a incidência covid está a aumentar.

Indo para as ilhas, nos Açores há mais 14.254 doses administradas, elevando para 107.112 o total de imunizações. Isto perfaz um total de 32% de pessoas com a primeira dose e 12% com a vacinação completa.

Por fim, a Madeira contabiliza um total de 132.162 vacinas, mais 9.936 do que no último relatório. Neste arquipélago, 36% dos residentes têm da primeira dose e 16% a vacinação completa.

Sofia Teixeira Santos, ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Acho que estes critérios são para tapar os olhos aos Portugueses, já arrancou a vacinação para mais de 55 anos e já me inscrevi há 2 semanas e ainda não me contactaram, como é que já vão vacinar a partir dos 30 anos? Primeiro está a Capital e os outros que esperem.

    • Sim. Basta ver que até vão mudar já em breve os critérios para não ter de recuar Lisboa. Quando se tratou de Odemira e Montalegre ninguém falou da revisão dos critérios por concelho.

    • Tens que aprender a ler antes de comentar:
      “…alargando-o a maiores de 40 e 30 anos a partir de 6 e 20 de junho.”
      Portanto, não é “já”!…

  2. Mas afinal quem é que está a “comandar” o processo de vacinações?! É o governo ou é a task force para isso designada?! É que já tinha ouvido isto da boca do Almirante “não sei quê” à duas semanas… Se é só para virem agora fazer o bonito a reboque dessa task force, mais vale é estarem caladinhos. Viu-se a miséria que foi quando o governo lá pôs o seu boy, que só deu foi m*%@a e teve que ser irradiado….

RESPONDER

Jovens preocupados com fertilidade e efeitos secundários das vacinas contra a covid-19

Com o avanço das campanhas de vacinação, um grande número de pessoas das faixas etárias baixo dos 30 anos mostra-se relutante em tomar a vacina contra a covid-19. Os jovens falam de preocupações com fertilidade …

Clarisse: dois gestos que ficam para a memória olímpica

Clarisse Agbégnénou foi campeã olímpica no judo, pela primeira vez - mas a atitude que demonstrou, mal venceu a final, ficará também para os registos. Campeã mundial cinco vezes, mais duas medalhas de prata. Cinco medalhas …

Sindicatos avançam com ações legais para travar despedimento coletivo na TAP

Os sindicatos que representam os trabalhadores da TAP vão avançar com ações legais para travar o despedimento coletivo que a empresa iniciou na segunda-feira, que abrange 124 profissionais. "Até agora houve conversa, a partir de agora …

Ginastas alemãs usam fato integral para combater sexualização da modalidade

Ao contrário do que acontece com os ginastas masculinos, que podem optar por calções ou calças, as mulheres competem, desde o início da modalidade, de bodies que expõem grande parte do seu corpo. Quando, no último …

Tribunal europeu dá razão à SIC e condena Estado por violar liberdade de expressão

Portugal foi condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) por violação da liberdade de expressão num caso em que a SIC foi obrigada a indemnizar um ex-deputado do PS por ofensa à sua …

Misturar doses da AstraZeneca e da Pfizer aumenta até seis vezes as defesas contra covid-19

Um novo estudo realizado na Coreia do Sul concluiu que o número de anticorpos contra a covid-19 aumentou seis vezes em quem misturou as doses da AstraZeneca e da Pfizer em relação a quem tomou …

Bruxelas abre infração contra Portugal por não transpor regras da UE para comércio desleal

A Comissão Europeia abriu, esta terça-feira, um procedimento de infração contra Portugal e outros 11 Estados-membros por não terem transposto regras da União Europeia (UE) que proíbem práticas comerciais desleais entre empresas na cadeia de …

Federação Portuguesa de Futebol confirma: Supertaça vai ter público nas bancadas

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) confirmou, esta terça-feira, que a final da Supertaça, agendada para este sábado, vai poder ter 33% da lotação do Estádio Municipal de Aveiro. Depois de a ministra da Saúde, Marta …

Relatório final da comissão de inquérito sobre o Novo Banco aprovado com voto contra do PS

O relatório final da comissão de inquérito ao Novo Banco foi aprovado pelos deputados, esta terça-feira, apenas com o voto contra do PS e a abstenção do CDS-PP. O relatório final da Comissão Eventual de Inquérito …

Califórnia e cidade de Nova Iorque exigem vacinas — ou testes semanais — aos funcionários públicos

O estado da Califórnia e a cidade de Nova Iorque querem incentivar os funcionários públicos a vacinarem-se numa altura em que os Estados Unidos sofrem um aumento de casos devido à variante Delta. Todos os funcionários …