Igreja Ortodoxa rompe com Constantinopla. Maior cisma do cristianismo em 1.000 anos

A Igreja Ortodoxa Russa decidiu, esta segunda-feira, durante o Sínodo que se realiza em Minsk, na Bielorrússia, romper todos os vínculos com o Patriarcado de Constantinopla, anunciou o arcebispo metropolitano Hilarion.

A Igreja Ortodoxa Russa decidiu romper todos os vínculos com o Patriarcado de Constantinopla. “Não poderemos celebrar em comum, os nossos sacerdotes não participarão mais nas liturgias com o Patriarcado de Constantinopla”, disse o arcebispo Hilarion, responsável pelas relações exteriores do patriarcado de Moscovo.

Esta reação surge depois de a igreja de Constantinopla ter anulado os tomos (decretos) que subordinavam a igreja ucraniana à russa desde 1686.

A Igreja Ortodoxa Russa lamentou aquela que é a maior divisão do cristianismo dos últimos mil anos, comparando os movimentos de independência da Ucrânia ao Grande Cisma de 1054, que dividiu o cristianismo ocidental e oriental.

O Sínodo do Patriarcado Ecuménico de Constantinopla, cujo patriarca, Bartolomeu, era considerado até então uma espécie de “guia supremo” do mundo ortodoxo, pronunciou-se a favor da “autocefalia” – termo usado quando o líder de determinada denominação cristã não precisa de reportar a um superior -, de duas igrejas ortodoxas ucranianas.

Segundo Hilarion, a decisão de conceder autocefalia à Igreja Ortodoxa Ucraniana e à Igreja Ucraniana Ortodoxa Autocéfala, que se unirão em uma só, é “ilegítima”.

“Esperamos que o bom senso vença e que o Patriarcado de Constantinopla mude a sua postura, reconhecendo a realidade eclesiástica existente. Enquanto essas decisões ilegais e anticanónicas estiverem em vigor, não poderemos ter laços com essa igreja, que a partir de hoje está em divisão“, disse Hilarion.

A autocefalia encontrou forte oposição dentro da Igreja Russa, deixando a Rússia e a Ucrânia perante uma autêntica guerra religiosa.

O cristianismo ortodoxo foi formalmente adotado na Ucrânia em 988 por Vladimir, o Grande. Desde o século XVII, as igrejas de ambos os países, juntamente com a Bielorrússia, foram unidas sob uma liderança centralizada em Moscovo.

No entanto, segundo o The Week, houve vários apelos para a independência a Igreja ucraniana, com o antigo líder da Igreja, o Patriarca Filaret, a liderar uma campanha que foi drasticamente prejudicada pela sua excomunhão em 1997.

Nos últimos anos, as tensões entre a Ucrânia e a Rússia atingiram níveis críticos após a anexação da península ucraniana da Crimeia pela Rússia, em 2014. Assim, como resultado, o reconhecimento de uma Igreja ucraniana que não está sob a jurisdição de Moscovo tornou-se novamente uma questão cada vez mais tensa e primordial.

A verdade é que a demanda por uma Igreja Independente é encarada pela Ucrânia como um meio de afirmar a sua independência territorial.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Professora que revelou o que ia sair no exame de Português vai ser demitida

A professora, que foi presidente da Associação de Professores de Português, que em 2017 divulgou o conteúdo do exame de Português foi demitida pelo Ministério da Educação. Edviges Ferreira foi considerada culpada por ter partilhado o …

Asteróide passa esta sexta-feira entre a Terra e a Lua

Um asteróide de grandes dimensões, recentemente descoberto, voará esta semana a uma distância relativamente próxima da Terra, avança o o Centro de Estudos de Objetos Próximo da Terra da agência espacial norte-americana. O asteróide, designado como …

A Física diz que nunca tocamos realmente num objeto

Se está, neste momento, com o telemóvel na mão ou a tocar no seu computador para conseguir ler esta notícia, desengane-se: segundo a Física, não está a tocar em nada. Tudo o que conseguimos ver, tocar …

Se os buracos negros o confundem, prepare-se para os buracos brancos

Os buracos negros podem ser o mistério mais atraente do Universo, mas não são o único tipo de "buraco" no Espaço. Os buracos negros atraem a atenção de muitos amantes de astronomia por serem tão misteriosos. …

MySpace perdeu 12 anos de músicas, fotografias e vídeos

A rede social MySpace anunciou que perdeu todas as músicas, fotografias e vídeos com mais de três anos. A perda de conteúdo deveu-se a uma falha na migração de servidor. O MySpace, outrora uma das maiores …

Pela primeira vez uma mulher vence o prémio Abel, o "Nobel" da matemática

A matemática pioneira Karen Uhlenbeck, antiga professora da Universidade do Texas, em Austin (Estados Unidos), recebeu o Prémio Abel de 2019, tornando-se a primeira mulher a receber a distinção, uma das mais ilustres na área. A …

Após 65 anos, diário revela romance entre rei belga e a madrasta

O rei Balduíno da Bélgica terá mantido uma relação secreta com a madrasta, a princesa Lilian, segunda esposa do seu pai, Leopoldo III. A revelação foi feita 65 anos depois, através dos diários do ex-primeiro-ministro …

Estudo revela que consumo diário de canábis aumenta risco de psicose

O consumo diário de canábis, sobretudo de elevada potência, está fortemente ligado ao risco de desenvolver uma psicose, conclui um estudo, que analisou pessoas em 11 locais da Europa e um no Brasil. Vários estudos observacionais …

Uma bebé nasceu "grávida" do seu irmão gémeo

Mónica Vega realizou uma ecografia durante o sétimo mês da sua gravidez daquela que seria a sua terceira filha. Mas, nas imagens, descobriu que dentro da sua bebé estava outro feto mais pequeno. O caso, que …

Só há um país na União Europeia com melhores estradas que Portugal

Portugal é o segundo estado-membro da União Europeia com estradas com mais qualidade e tem registado desde 2010 uma diminuição do número de mortes em acidentes de viação, revela um relatório divulgado esta terça-feira pela …