Macron em Beirute: “Se não houver reformas, Líbano continuará a afundar-se”

Thibault Camus / POOL / EPA

O Presidente francês, Emmanuel Macron, de visita a Beirute, depois das explosões que destruíram parte da capital libanesa

O Presidente francês chegou, esta quinta-feira, a Beirute, no Líbano. É o primeiro chefe de Estado a visitar o país depois das explosões que destruíram parte da capital. 

Emmanuel Macron aterrou no Líbano, esta quinta-feira, e na bagagem trouxe várias promessas. “Ajudaremos a organizar, nos próximos dias, apoio suplementar ao francês, a nível europeu”, disse, no aeroporto internacional de Beirute, onde foi recebido pelo seu homólogo libanês, Michel Aoun.

“Espero organizar a cooperação europeia e, a nível mais vasto, a cooperação internacional”, declarou. Mas o chefe de Estado francês também trazia um pedido na manga: reformas imediatas neste país do Médio Oriente.

“Hoje, a prioridade é a ajuda, o apoio à população sem condições. Mas existe o pedido que França faz há meses, há anos, de reformas indispensáveis nalguns setores”, atirou Macron, tendo indicado, por exemplo, o setor da eletricidade.

“Não podemos deixar de dizer uns aos outros algumas verdades duras. Se não forem levadas a cabo reformas indispensáveis, o Líbano continuará a afundar-se”, alertou.

O Presidente francês indicou ainda que queria ter “um diálogo de verdade” com os responsáveis libaneses. “Além da explosão, sabemos que a crise é grave, e isto implica uma responsabilidade histórica dos dirigentes em funções.”

Depois, Macron e Aoun deslocaram-se ao bairro cristão de Gemmayzé, um dos devastados pelas explosões, na terça-feira, que, segundo o último balanço, causaram 137 mortos e mais de cinco mil feridos.

Neste local, contou uma jornalista da agência France-Presse, foram vários os libaneses que se juntaram para ver o político francês. Os ânimos exaltaram-se e muitos vaiaram o Presidente libanês, pedindo a ajuda de França para expulsar os dirigentes no poder.

“Ajudem-nos! Revolução!”, “Michel Aoun é um terrorista” e “o povo quer a queda do regime” foram algumas das palavras de ordem de uma multidão enfurecida.

Macron garantiu à população que iria propor um “novo pacto” político aos responsáveis do país e que lhes iria pedir para “realizar reformas (…), mudar o sistema, parar a divisão do Líbano e combater a corrupção”.

Segundo o semanário Expresso, começam a surgir cada vez mais provas, como e-mails e documentos de tribunal, de que as autoridades libanesas tinham conhecimento do depósito de toneladas de nitrato de amónio guardado num armazém do porto.

Beirute foi declarada “zona de desastre” e foi decretado o estado de emergência por duas semanas na cidade. Dezenas de pessoas continuam desaparecidas. O Presidente libanês já prometeu uma investigação para apurar as causas da explosão, garantindo que os responsáveis enfrentam “punições sérias”.

Mas o povo libanês está cansado de promessas. O país vive uma crise económica séria, marcada por uma desvalorização sem precedentes da sua moeda, hiperinflação e despedimentos em massa, agora agravada pela pandemia de covid-19.

O Governo teme que a catástrofe possa precipitar um aumento nos casos de infeção. E, para além disso, há receio de que comece a faltar cereais no país.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam massa que muda de formato assim que entra em contacto com a água

Da penne à fusilli: as pessoas adoram massas pelos seus formatos. Agora, uma equipa de cientistas liderada pelo Morphing Matter Lab da Carnegie Mellon University está a desenvolver massas planas que se transformam em formas …

Australiana fez uma cirurgia para remover as amígdalas (e acordou com um sotaque irlandês)

No dia 19 de abril, Angie Mcyen foi submetida a uma cirurgia para remover as amígdalas, um procedimento bastante simples que demorou apenas meia hora. Uns dias depois, acordou e apercebeu-se de que tinha um …

“Foi o crime do século“. Museu Britânico mostra o impacto do assassinato de Thomas Becket na Europa

Thomas Becket foi abatido dentro da Catedral de Cantuária por cavaleiros da comitiva do rei Henrique II. O assassinato, em 1170, causou ondas de choque em toda a Inglaterra. Agora, o religioso será recordado através …

Na Índia, ser-se rico ou pobre pode fazer a diferença no acesso à vacina

A Índia enfrenta uma grave escassez de vacinas contra a covid-19. Até ao momento, só 2,5% da população recebeu ambas as doses, enquanto 10% recebeu uma. Na Índia, as pessoas que vivem em cidades com fácil …

Ilha italiana torna-se "covid-free" e mostra-se pronta para receber turistas de todo o mundo

Numa altura em que vários países da Europa já começam a planear a abertura ao turismo de forma intensiva, há regiões que mostram já estar um passo à frente. É o caso da ilha de …

Política chinesa torna uigures reféns nas suas próprias casas

A China introduziu, em 2016, uma política de parentesco para promover a harmonia nacional e a unidade étnica, levando a que desde então mais de 1,1 milhões de funcionários do Estado ocupassem periodicamente as casas …

O palco de um dos maiores contos britânicos de sempre vai transformar-se num hostel

A Irlanda aprovou uma proposta para converter num hostel um dos pontos de referência de James Joyce mais icónicos de Dublin. O irlandês James Joyce é um dos maiores escritores da literatura britânica, sendo autor de …

Liz Cheney é a cara da oposição ao "trumpismo" no Partido Republicano

Esta quarta-feira, e depois de ter criticado o antigo Presidente dos Estados Unidos, a congressista Liz Cheney foi afastada de um cargo de liderança no Partido Republicano. Na noite desta terça-feira, e pouco antes de …

SC Braga punido com dois jogos à porta fechada por falta de habilitações de Custódio

O Sporting de Braga foi punido com dois jogos de interdição do seu estádio, após queixa da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), devido à falta de habilitações de Custódio, anunciou o Conselho de …

Marinha dos EUA faz apreensão de armas ilícitas no Mar da Arábia

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. A apreensão do arsenal foi feita pelo navio USS Monterey na passada quinta-feira, dia …