Lula acredita que vai ser “o próximo” detido no escândalo da Petrobras

Antonio Cruz / Agência Brasil

Lula da Silva e Dilma Rousseff

Lula da Silva e Dilma Rousseff

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-Presidente do Brasil, teme ser detido no âmbito da Operação Lava Jato, que investiga os subornos feitos a funcionários da Petrobras por contrutoras.

Este fim de semana, foram detidos 12 executivos das duas maiores empresas de construção do Brasil, a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, incluindo os respetivos presidentes, Marcelo Odebrecht e Otávio de Azevedo.

Eu sou o próximo“, terá dito Lula, de acordo com fontes próximas do ex-presidente, citadas pela Folha de S. Paulo.

O presidente do Brasil de 2003 a 2010 terá confidenciado a aliados que é o próximo alvo da polícia devido à relação próxima com a Odebrecht, empresa que patrocinou viagens de Lula ao estrangeiro para ajudar a fomentar negócios na África e América Latina.

Um dos executivos presos este fim de semana é precisamente Alexandrino Alencar, diretor da Odebrecht que acompanhava Lula nestas viagens patrocinadas pela empreiteira.

Sem direito a imunidade, dado que atualmente não ocupa nenhum cargo público, Lula da Silva mostrou-se preocupado por poder ser chamado a prestar depoimentos a qualquer momento.

O nome de Lula é citado em documentos apreendidos no âmbito da 14ª etapa da Operação Lava Jato, denominada Erga Omnes (“para todos” em latim).

Apesar do rumor de que outros partidos serão afetados pelo envolvimento, a tensão é maior entre os militantes do Partido dos Trabalhadores, de Lula e Dilma. A Folha refere que, desde o fim de 2014, a informação que circulava no meio empresarial e político era de que Marcelo Odebrecht não “cairia sozinho” caso fosse preso.

“Degrau a degrau, a operação Lava Jato chega ao topo da cadeia alimentar dos negócios das construtoras”, resume a jornalista Dora Kramer no Estadão.

A Operação Lava Jato investiga o esquema de suborno das construtoras brasileiras a funcionários da Petrobras para obter a licitação em obras da estatal. Parte do dinheiro das luvas era depois canalizado para o financiamento de partidos políticos, a maioria dos quais da base aliada do governo liderado pelo PT de Lula e Dilma. Antes dos líderes das duas maiores construtoras brasileiras, já tinham sido detidos membros de nove empreiteiras menores.

De acordo com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF), a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, no entanto, ao contrário das demais investigadas, recorriam a um esquema “mais sofisticado” de pagamento de subornos a agentes públicos e políticos através de contas no exterior, o que exigiu maior aprofundamento das investigações antes do pedido de prisão dos diretores das empresas.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. As “imunidades” não são retroativas.
    Só agora porque eventuais crimes prepertrados no exercício ao serviço do povo não prescrevem após perda de eventuais imudidades! Lá como cá. Doa a quem doer…
    A democracia só o é depois do poder legislativo propiciar instrumentos que permitam ao poder judicial actuar de forma efectivamente independente do poder político, por serem o garante do estado de direito democrático.

RESPONDER

Desagravou-se a seca no país, mas Algarve mantém seca extrema

24,5% do continente estava em seca fraca, 23,8% em chuva fraca, 23,3% em seca moderada e 10,9% em seca severa. Sotavento algarvio manteve-se em situação de seca extrema. Portugal continental registou em novembro um desagravamento da …

Procurador do MP investigado por ajudar traficante a fugir da prisão

Carlos Figueira, procurador do Ministério Público de Lisboa, está a ser investigado pela Polícia Judiciária por corrupção. O magistrado é suspeito de ter ajudado um traficante a fugir da prisão. Um procurador do Tribunal de Execução …

Refugiados em greve de fome por falta de condições em campo bósnio

Centenas de refugiados de um campo improvisado em Vucjak, na Bósnia, estão em greve de fome pelo segundo dia consecutivo para protestar contra a situação degradante em que se encontram. Os refugiados no campo improvisado …

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …