Lula acredita que vai ser “o próximo” detido no escândalo da Petrobras

Antonio Cruz / Agência Brasil

Lula da Silva e Dilma Rousseff

Lula da Silva e Dilma Rousseff

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-Presidente do Brasil, teme ser detido no âmbito da Operação Lava Jato, que investiga os subornos feitos a funcionários da Petrobras por contrutoras.

Este fim de semana, foram detidos 12 executivos das duas maiores empresas de construção do Brasil, a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, incluindo os respetivos presidentes, Marcelo Odebrecht e Otávio de Azevedo.

Eu sou o próximo“, terá dito Lula, de acordo com fontes próximas do ex-presidente, citadas pela Folha de S. Paulo.

O presidente do Brasil de 2003 a 2010 terá confidenciado a aliados que é o próximo alvo da polícia devido à relação próxima com a Odebrecht, empresa que patrocinou viagens de Lula ao estrangeiro para ajudar a fomentar negócios na África e América Latina.

Um dos executivos presos este fim de semana é precisamente Alexandrino Alencar, diretor da Odebrecht que acompanhava Lula nestas viagens patrocinadas pela empreiteira.

Sem direito a imunidade, dado que atualmente não ocupa nenhum cargo público, Lula da Silva mostrou-se preocupado por poder ser chamado a prestar depoimentos a qualquer momento.

O nome de Lula é citado em documentos apreendidos no âmbito da 14ª etapa da Operação Lava Jato, denominada Erga Omnes (“para todos” em latim).

Apesar do rumor de que outros partidos serão afetados pelo envolvimento, a tensão é maior entre os militantes do Partido dos Trabalhadores, de Lula e Dilma. A Folha refere que, desde o fim de 2014, a informação que circulava no meio empresarial e político era de que Marcelo Odebrecht não “cairia sozinho” caso fosse preso.

“Degrau a degrau, a operação Lava Jato chega ao topo da cadeia alimentar dos negócios das construtoras”, resume a jornalista Dora Kramer no Estadão.

A Operação Lava Jato investiga o esquema de suborno das construtoras brasileiras a funcionários da Petrobras para obter a licitação em obras da estatal. Parte do dinheiro das luvas era depois canalizado para o financiamento de partidos políticos, a maioria dos quais da base aliada do governo liderado pelo PT de Lula e Dilma. Antes dos líderes das duas maiores construtoras brasileiras, já tinham sido detidos membros de nove empreiteiras menores.

De acordo com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF), a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, no entanto, ao contrário das demais investigadas, recorriam a um esquema “mais sofisticado” de pagamento de subornos a agentes públicos e políticos através de contas no exterior, o que exigiu maior aprofundamento das investigações antes do pedido de prisão dos diretores das empresas.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. As “imunidades” não são retroativas.
    Só agora porque eventuais crimes prepertrados no exercício ao serviço do povo não prescrevem após perda de eventuais imudidades! Lá como cá. Doa a quem doer…
    A democracia só o é depois do poder legislativo propiciar instrumentos que permitam ao poder judicial actuar de forma efectivamente independente do poder político, por serem o garante do estado de direito democrático.

RESPONDER

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …