Líderes catalães detidos já não querem independência a qualquer custo

Já nenhum dos quatro líderes independentistas catalães detidos em Madrid defende a via unilateral para conseguir a independência da Catalunha.

Ontem à noite, Jordi Sánchez, ex-líder da associação Assembleia Nacional Catalã, Jordi Cuixart, presidente da Ómnium Cultural, e Joaquim Forn, à frente da pasta do Interior no último governo catalão, juntaram-se a Oriol Junqueras e renunciaram à via unilateral diante do juiz da Audiência Nacional.

Sánchez e Forn, deputados eleitos, foram ainda mais longe, dizendo que deixam o lugar no Parlamento caso o Junts per Catalunya insista nesse caminho, avança o Diário de Notícias.

Os três admitiram ainda no novo interrogatório de Pablo Llarena que o referendo de 1 de outubro não tem qualquer efeito legal.

O “único” referendo válido será o que for convocado pelo governo de Espanha, disse Cuixart ao juiz, segundo as fontes da defesa citadas pelos jornais espanhóis. Além disso, reconheceu que a declaração unilateral de independência foi meramente “simbólica”.

Os dois Jordis, como são conhecidos, foram detidos a 16 de outubro, sendo investigados por sedição nas manifestações prévias ao referendo. Ambos defenderam que os protestos nunca foram violentos e que sempre trabalharam para que fossem pacíficos.

Por seu lado, Forn admitiu ter participado no referendo sabendo que era “ilegal”. Mesmo dizendo não renunciar à independência, alegou que esta não pode ser conseguida de forma unilateral, mas por vias constitucionais.

O ex-conseller disse que recusará um pedido para entrar para o próximo governo. Os três detidos – Junqueras não foi ouvido ontem – pediram a Llarena para serem libertados, com os dois deputados a reiterar que querem assumir os seus novos cargos.

Oriol Junqueras já tinha dito ainda que “segundo o artigo 4.1 do Regulamento do Parlamento, os deputados devem assistir aos debates e votações do plenário” porque “são “insubstituíveis” e o seu voto é “indelegável”.

Assim, fica derrubado o plano da Juntos pela Catalunha: conseguir que o seu candidato, Puigdemont, faça o discurso de investidura a partir de Bruxelas ou que o delegue num deputado da sua lista a leitura da sua mensagem no hemiciclo.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Ao ponto que isto chegou, afinal é o dito pelo não dito. Realmente as ditaduras ainda prevalecem e derruba valores intrínsecos.
    São por estas e outras tantas razões, que não acredito em políticos, na política, do que hoje é verdade amanhã é uma miragem.

  2. Por vezes, parece que os ZES NINGUÉM DA POLÍTICA, como eu me considero, percebem mais do que os políticos profissionais. Já se sabia que o problema Catalão ia acabar como acabou. Os intervenientes presos e a, suposta independência, suspensa, sine die. Pois, se a constituição Espanhola, não permite independências, veja-se o caso Vasco, como é que são tão ceguinhos que se lançam nessa aventura. Estragaram o seu futuro como políticos e, agora, com o rabinho entre as pernas, abandonam barco. E, a meu ver, com muita sorte, porque se tivesse de intervir o exército, seria o seu fim. Ganhem juízo e obtenham mais e mais autonomia.

  3. “Acagaçaram—se”. Os catalães até podem ser ricos e cultos mas faltam lhes tomates e, mais uma vez, vacilaram perante as históricas tentações franquistas de Espanha! Por estas e por outras eles nunca conseguiram ser um Estado.

RESPONDER

Documentário "low cost" afirma que Jesus era, afinal, um filósofo grego

O documentário Bible Conspiracies (Conspirações Bíblicas, em tradução livre), disponível na Amazon Prime desde novembro de 2017, tem dado que falar. Durante o filme, realizado em 2016, são proferidas várias afirmações que contrariam o que …

Choupette já é a gata mais rica do mundo e pode herdar fortuna de Karl Lagerfeld

A gata do estilista Karl Lagerfeld, Choupette, pode ser uma das beneficiárias da sua fortuna de mais de 170 milhões de euros. Não é que o felino precisasse, já que tem, só por si, um …

Gravuras rupestres descobertas na Serra da Gardunha

Um conjunto de rochas com gravuras rupestres foi descoberto na Serra da Gardunha, Fundão, e a primeira análise indica que serão do período entre o Calcolítico e a Idade do Bronze, disse o arqueólogo Martinho …

Cinco telemóveis são apreendidos por dia nas prisões portuguesas

O número de apreensões de telemóveis, drogas e armas brancas nas prisões portuguesas caiu em 2018. Ainda assim, foram confiscados 1934 aparelhos, o que dá uma média superior a cinco por dia. Para os guardas prisionais, …

Estado vai dar incentivo de 250 euros para compra de bicicletas elétricas

Visando impulsionar o uso de veículos mais verdes, o Governo vai conceder um incentivo de 250 euros para a compra de uma bicicleta elétrica. Os detalhes das novas regras deverão ser anunciadas já nos próximos …

Lisboa em primeiro lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir

A capital portuguesa subiu do 10.º para o 1.º lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir, da PricewaterhouseCoopers, avança a Visão. Lisboa foi alvo de uma ascensão sem precedentes, subindo do 10.º para o …

O Sol vai brilhar e os termómetros vão chegar aos 26 graus este fim de semana

As temperaturas máximas vão subir e o fim de semana promete ser solarengo, com os termómetros a chegarem aos 26 graus Celsius. A temperatura máxima vai subir nos próximos dias em Portugal continental, com a máxima …

Lidl deixa de vender sacos de plástico em Portugal

O Lidl Portugal vai deixar de vender sacos de plástico em todas as suas lojas no mercado português até ao final do ano, medida que será faseada e arranca em maio na região Norte, anunciou …

As mulheres ganham menos 2464 euros do que os homens por ano

Em média, as mulheres em Portugal ganham menos 176 euros por mês do que os homens. Anualmente, cria-se um fosso de 2464 euros, segundo dados de 2017 acedidos pelo Diário de Notícias. O diário avança estes …

Vem aí um novo Cartão de Cidadão e vai ser igual ao dos restantes países da UE

O Cartão do Cidadão vai mudar. As alterações serão residuais e poderão ser observadas já a partir de 2021, ano limite para que se atualize o formato de todos os documentos de identidade na União …