Lâmpadas de halogéneo vão apagar-se do mercado este sábado

André Mouraux / Flickr

As lâmpadas de halogéneo vão deixar de ser vendidas a partir de 1 de setembro na União Europeia. As lâmpadas LED consomem um quinto da energia consumida pelas luzes de halogéneo. 

A partir deste sábado, dia 1 de setembro, as lâmpadas de halogéneo vão deixar de ser comercializadas em toda a União Europeia (UE), com o objetivo de promover uma iluminação mais amiga do ambiente, reduzindo assim as emissões de carbono.

A alternativa passa pelas lâmpadas LED, mais sustentáveis e baratas a longo prazo, que consomem um quinto da energia consumida pelas luzes de halogéneo. Por comparação, enquanto as lâmpadas de halogéneo duram cerca de dois anos, as de LED conseguem durar 15 a 20 anos.

O simulador Ecocasa dá conta de que a substituição de, pelo menos, sete lâmpadas incandescentes por fluorescentes, em casa, pode gerar uma poupança anual de 93,19 euros, valor esse que poderá aumentar caso os portugueses optem por lâmpadas LED.

Segundo a Sábado, as lâmpadas incandescentes de halogéneo são as menos eficientes do mercado, mas são também as mais baratas. Ainda assim, os especialistas entendem que esta é uma “falsa economia”, tendo em conta a durabilidade deste tipo de lâmpadas.

Em Portugal, a eliminação do halogéneo irá evitar mais de 15 milhões de toneladas de emissões de carbono por ano, o equivalente ao consumo anual de eletricidade no país.

ZAP //

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

  1. Mesmo utilizando lâmpadas LED em todas as divisões da casa (cozinha e casa de banho possuem tubos LED em vez de fluorescentes) desde que elas apareceram no mercado, não possuindo AC nem caloríferos, não noto nenhuma diferença na factura da electricidade. A vantagem é que os LEDS possuem mais Lux e fornecem uma cor fria (para quem escolher essa tonalidade).

    • Quanto mais poupamos , maior é a factura da EDP. Triste sina de termos sidos dados para carvão, à China….. Triste é os traidores governantes e associados andarem ao sol……. isso é que é triste! O governo só manda nos pequenos, é ou não é?!!. Decretaram a abolição de taxa de contador…. e a EDP mandou-os à terra das 5 letras….. e bem grandinhas….. Paga otário.. e vá lá que o aprendiz do Chavez, Luladrão, etc… levou um chuto no traseiro, senão até o país já se chamava Portuzuela!!!!

  2. Boas notícias. A UE continua a mostrar políticas ambientais, quando comparada com os EUA, a China, a Índia, o Brazil, a Rússia e outras potências mundiais… Já para não falar em sociedades menos desenvolvidas.

  3. Proibir ou Retirar é sempre errado. O consumidor paga também para ter a opção de decidir. Devia-se informar em vez de retirar, as lâmpadas LED são mais eficientes, mas não substituem as lâmpadas de incandescência em todas as situações, nomeadamente, quem tiver iogurteiras, chocadoras de ovos e outras situações em que se use a lâmpada para aquecimento e não para iluminação, por outro lado e o principal inconveniente no meu ponto de vista, não é possível regular a intensidade de uma lâmpada LED standard. Todas as instalações eléctricas que possuam reguladores de intensidade terão de ser substituídas e perde-se essa funcionalidade, quanto ao custo da energia em Portugal daria assunto para várias discussões. Um fervedor de água que ferva meio litro de água a mais do que o necessário gasta mais energia que usar uma lâmpada “normal” de 40W meia hora por dia durante uma semana.

  4. Vou comprar um stock delas antes de acabarem…. A porcaria dos LED fazem um mal terrível aos olhos. Vamos ficar todos com cataratas e depois é que nos vamos preocupar com o assunto. É sempre assim.
    Continuando.

  5. “Em Portugal, a eliminação do halogéneo irá evitar mais de 15 milhões de toneladas de emissões de carbono por ano, o equivalente ao consumo anual de eletricidade no país.”
    Ou todo o consumo anual de electricidade do país é apenas dedicado ao halogéneo, ou o halogéneo mencionado e as respectivas emissões de carbono não tem nada a ver com as lâmpadas que se pretendem eliminar, ou então algo está muito errado.
    Esta frase a estar correcta necessita de ser explicada melhor.

  6. A luz do halogeneo é muito melhor para adormecer por ser mais amarela. Vivemos em tempos do facismo voltar em força, com censura e proibicoes

    • A melhor luz para adormecer é a ambar e continuarão a existir. Nas LED como em todas as outras lâmpadas existem temperaturas de cor dos 2000K aos 6000K.

      • Quanto mais se compreender entre a cor laranja-escuro e vermelho, melhor ainda para ajudar a adormecer.
        Vejam as propriedades dos LEDs cor vermelha 630-660nm para a saúde e espantem-se.

  7. Deveriam também por um fim aos automóveis novos com motores a combustíveis fosseis, sendo apenas permitida a comercialização de usados, que com o tempo e as possibilidades dos consumidores iriam desaparecendo. pressionando assim os construtores a baixar os custos dos automóveis eléctricos e acelerando o aparecimento de outras tecnologias alternativas…

  8. Já tenho dificuldades de visão que cheguem. Duas cirurgias.
    Com as lâmpadas que nos querem impor, que já detesto há muto, pergunto-me para que me servirão as noites? Para dormir? Mas para isso me bastam meia dúzia de horas. E as restantes?

    Será que vou ter de voltar à luz da vela ou do candeeiro a petróleo, como na infância?

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …

Eleição autárquica dos EUA pode ser desempatada com moeda ao ar

Um eleição autárquica numa pequena vila no Ohio, nos Estados Unidos, pode vir a ser decidida com o lançamento de uma moeda ao ar, o famoso jogo do "cara ou coroa". De acordo com o The …

Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento. A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala …

Violência leva a mais violência, alerta chefe do Governo de Hong Kong

A chefe do Governo de Hong Kong condenou a “extensa violência” que marcou o dia de greve na cidade, realçando que esta “não resolverá nada” nem fará o Governo ceder aos “apelos políticos” dos manifestantes. Carrie …