Justiça brasileira proíbe TV de divulgar inquérito sobre morte de Marielle Franco

(dr) Nossa Política

A vereadora brasileira Marielle Franco foi assassinada em março

A decisão judicial de proibir a emissão de reportagens sobre a investigação do assassinato da vereadora carioca responde a um pedido da polícia do Rio de Janeiro e do Ministério Público. A emissora afirma que a medida “fere gravemente a liberdade de imprensa”.

Um juiz do Rio de Janeiro proibiu este sábado a TV Globo de divulgar o conteúdo de qualquer parte do inquérito em curso para apurar os responsáveis pelas mortes da vereadora Marielle Franco e do seu motorista, Anderson Gomes. Os dois foram assassinados em março deste ano. Oito meses depois, o caso continua sem solução.

O pedido de censura partiu da Divisão de Homicídios da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro. Na sua decisão, o juiz Gustavo Gomes Kalil afirmou que “a divulgação do conteúdo dos autos é deveras prejudicial, pois expõe dados pessoais das testemunhas, assim como prejudica o bom andamento das investigações, obstaculizando e retardando a elucidação dos crimes hediondos em análise”.

O juiz também proibiu a emissora de publicar trechos do inquérito mesmo que as testemunhas não sejam identificadas. A mesma decisão aplica-se a conteúdos como transcrições de áudios e aos emails que constam no inquérito.

A Globo teve acesso ao teor do inquérito no final da primeira quinzena de novembro. Duas reportagens da emissora foram dedicadas ao conteúdo. Segundo a TV Globo, a rede tomou o cuidado de evitar divulgar trechos que pudessem colocar em risco testemunhas e o andamento das investigações.

A emissora diz que pretende cumprir a decisão do juiz Kalil, mas salientou que irá recorrer da medida, que considera excessiva. Em nota, cadeia televisiva sustenta que a decisão fere gravemente a liberdade de imprensa e o direito de o público se informar.

“A TV Globo quer assegurar o direito constitucional do público de se informar sobre eventuais falhas do inquérito que, em oito meses, não conseguiu avançar na elucidação dos bárbaros assassinatos da vereadora Marielle e do motorista Anderson”, diz a nota da TV Globo.

A Abraji, Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, também repudiou a decisão da Justiça. Em nota, a associação afirmou que a decisão viola o direito dos brasileiros à livre circulação de informações e classificou a medida como censura.

A imposição de censura é uma afronta à Constituição. A liberdade de imprensa, fundamental para a democracia, deveria ser resguardada por todas as instâncias do Poder Judiciário, mas é frequentemente ignorada por juízes que, meses ou anos depois, são desautorizados por tribunais superiores“, diz a nota da associação.

“Nesse meio tempo, o direito dos cidadãos de serem informados fica suspenso, o que gera prejuízos irreparáveis para a sociedade. O caso em questão é um exemplo dessa prática absurda, que precisa de acabar”, continua a nota.

“Cabe ao Poder Judicial preservar direitos constitucionais, não atacá-los”, conclui o comunicado da Abraji.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Acho que a Globo deveria ficar quietinha no lugar dela e deixar a polícia trabalhar em paz. Acha que o mandante do crime não assiste jornal, a globo entrega tudo e o assassino foge do país

  2. Se bandidos com esse poderio de fogo e capacidade de retardamento das investigações precisassem da grande mídia para se informar sobre o andamento da apuração, já estariam presos! Eles sabem de tudo, não necessitam da Globo para informá-los. “Inside job” é como chamam. A censura sobre o andamento das investigações só ajuda os próprios meliantes.

RESPONDER

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …

PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica. O Partido Social Democrata venceu as …

No Afeganistão, há mulheres a arriscar a vida por um golo

As jogadores da seleção de futebol feminino do Afeganistão não treinam no seu país por razões de segurança. Muitas sofreram abusos sexuais e correm risco de vida para poderem jogar futebol. Pelo menos alguma vez na …

Cientista diz que avanços científicos podem levar à extinção humana

A evolução da ciência e tecnologia pode ser fundamental para evitar catástrofes, mas, ironicamente, pode também ser a causadora do fim da nossa espécie. O estudo das mudanças climáticas baseia-se em simulações cada vez mais de …

A ilha mais remota do mundo tem nome português

Tristão da Cunha é uma ilha com apenas 250 habitantes, onde ninguém fala português. Não há hotel nem aeroporto. Há quem parta em busca de um lugar sossegado para evitar as grandes multidões turísticas. Caso esteja …

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …

Jovens do mundo inteiro ocupam a ONU em inédita Cimeira do Clima

Mais de 500 jovens, representantes de mais de 140 países, ocuparam este sábado o espaço habitualmente destinado aos diplomatas da ONU. A United Nations Youth Climate Summit, primeira cimeira da juventude sobre o clima, em Nova …