Justiça brasileira pede prisão preventiva de Lula da Silva

Três procuradores do Ministério Público do estado de São Paulo pediram esta quinta-feira a prisão preventiva do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

Na denúncia apresentada à 5ª Vara Criminal de São Paulo contra o ex-presidente, os procuradores solicitaram o pedido de prisão preventiva do ex-presidente Lula da Silva e de mais seis pessoas no caso de ocultação da posse de um apartamento de três andares na praia de Guarujá, no litoral de São Paulo.

Além de Lula e a mulher, Marisa Letícia, o processo envolve mais 14 pessoas, incluindo o seu filho Fábio Luís Lula da Silva, e o antigo tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, João Vaccari Neto.

Os procuradores alegam que o ex-Presidente escondeu a posse do triplex, que teria passado por reformas feitas pela construtora OAS para Lula. Os procuradores afirmam ter “exaustivos argumentos” da prática dos crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e fraude dos envolvidos.

O pedido de prisão preventiva vai ser analisado por um juiz regional do estado de São Paulo, que segundo a imprensa brasileira não tem prazo definido para se pronunciar.

Na véspera, os mesmos procuradores do Ministério Público paulista – José Carlos Blat, Cássio Conserino e Fernando Henrique Moraes de Araújo – denunciaram Lula por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica no mesmo caso. Também foram denunciados a mulher de Lula, Marisa Letícia, e um de seus filhos, Fábio Luís Lula da Silva, além de outras 13 pessoas.

O ex-presidente alega que não é dono do apartamento e que ele e a mulher, visitaram o imóvel apenas uma vez para avaliar a possibilidade de adquiri-lo, mas desistiram.

A aquisição teria sido feita através de quotas negociadas pela cooperativa Bancoop, mas a defesa do ex-presidente alega que este desistiu da compra após o encerramento da cooperativa e porque a obra teria ficado demasiado cara.

“Imprescindível”

Os procuradores defendem que é “imprescindível” a prisão preventiva de Lula, porque pode interferir na investigação criminal. “É conhecido o poder do ex-Presidente da República, pelo que a possibilidade de fuga é muito simples”, referem.

O texto acusa os apoiantes de Lula de promoverem “manobras violentas, que são defendidas e até apoiadas pela Presidente da República” com o objetivo de “blindar o denunciado e apresentá-lo como um cidadão acima da lei, algo inaceitável no Estado democrático de direito brasileiro”.

Os procuradores afirmam ainda que, “do alto de sua condição de ex-autoridade máxima do país, o denunciado Luiz Inácio Lula da Silva jamais poderia inflamar a população a se voltar contra investigações criminais a cargo do Ministério Público, da polícia, tampouco contra decisões do Poder Judiciário”.

A Procuradoria de São Paulo explicou também que a sua investigação é independente da que está a ser feita pelo estado de Paraná, que também envolve Lula e que está centrada nos casos de corrupção da petrolífera estatal Petrobras.

“Nada além de hipóteses”

Em nota, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, afirma que a fundamentação apresentada pelos procuradores é “uma tentativa de banalização do instituto da prisão preventiva”.

“Lula jamais se colocou contra as investigações ou contra a autoridade das instituições. Mas tem o direito, como qualquer cidadão, de se insurgir contra ilegalidades e arbitrariedades. Não há nisso qualquer ilegalidade ou muito menos justificativa jurídica para um pedido de prisão cautelar”, diz o texto.

O advogado argumenta que o pedido não traz um facto concreto para justificar as acusações contra o ex-presidente e seus familiares, e que não há nada além de “hipóteses”.

Em nota, o Instituto Lula voltou a negar que o ex-presidente seja dono do apartamento triplex, alvo das investigações, e acusa o procurador Cássio Conserino de parcialidade e de usar a investigação para fins políticos.

“Cássio Conserino, que não é o procurador natural deste caso, possui documentos que provam que o ex-presidente Lula não é proprietário nem de triplex no Guarujá nem de sítio em Atibaia, e tampouco cometeu qualquer ilegalidade. Mesmo assim, solicita medida cautelar contra o ex-presidente em mais uma triste tentativa de usar seu cargo para fins políticos”.

O texto alega ainda que Conserino não ouviu o ex-presidente antes de denunciá-lo.

Os três procuradores negaram que a apresentação de denúncia tenha qualquer motivação política, mas os aliados do ex-presidente acusam o Ministério Público de agir politicamente para inviabilizar candidatura de Lula à Presidência brasileira em 2018.

Ações em defesa de Lula e do governo de Dilma Rousseff foram convocados para este domingo, quando já estavam marcadas manifestações contra o governo e a favor do impeachment da atual presidente em várias cidades do país, convocadas pelo Movimento Vem pra Rua.

ZAP / Agência Brasil / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Centeno deixa aviso à Zona Euro. Futuro da UE depende da resposta que der à pandemia

Mário Centeno escreveu aos ministros das Finanças da Zona Euro para os alertar que o futuro da União Europeia depende da forma como conseguir lidar com a crise económica devida à pandemia de Covid-19. Uma …

Governo quer desempregados e trabalhadores em lay-off a reforçar lares e hospitais

O Governo criou uma medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde com o objetivo de apoiar as entidades do setor social e solidário. De acordo com o ECO, o Governo …

Recibos verdes podem pedir apoio a partir desta quarta-feira. Será pago ainda este mês

O apoio por quebra de atividade destina-se a trabalhadores independentes que nos últimos 12 meses tenham tido obrigação contributiva em pelo menos 3 meses consecutivos. O formulário para os trabalhadores independentes pedirem apoio por redução de …

"Este mês é perigosíssimo!" Costa avisa que "não podem ir à terra" na Páscoa

"As pessoas não podem ir à terra!" O alerta é de António Costa que avisa que este mês de Abril "é perigosíssimo" por causa da Páscoa. O primeiro-ministro recomenda também aos emigrantes que não venham …

13% dos casos de covid-19 em Portugal são profissionais de saúde. Há 10 médicos nos cuidados intensivos

Um em cada oito infetados com o novo coronavírus em Portugal é profissional de saúde. O número de médicos, enfermeiros, auxiliares e outros trabalhadores de hospitais e centros de saúde que estão contagiados não pára …

Curva em Itália parece estar a aplanar. Confirmado primeiro caso num campo de refugiados grego

A Itália registou mais 4.053 casos positivos e mais 837 mortes em 24 horas, valores semelhantes aos de segunda-feira e que sugerem que a curva da covid-19 parede estar a estabilizar. De acordo com o Observador, …

Há mais de 8 mil infetados e 187 mortes por covid-19 em Portugal

Há mais 27 mortes em relação a terça-feira, aumentando o número total de óbitos para 87. O número de casos confirmados em Portugal já ascende as 8 mil pessoas. O boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da …

Há falhas no sistema que regista casos de covid-19. A "esmagadora maioria" não vai ser contabilizada

O sistema que regista os casos de covid-19 em Portugal é "um pesadelo burocrático", denunciam os infecciologistas. A "esmagadora maioria" dos casos vai acabar por não ser notificada, acrescentam. O problema tornou-se público quando a Direção-Geral …

Mais de 3600 empresas já pediram acesso ao lay-off simplificado

O Governo já recebeu 3600 pedidos de empresas para aderirem ao regime lay-off lançado na semana passada, disse, esta terça-feira, a ministra do Trabalho e da Segurança Social. Ana Mendes Godinho, que falava aos jornalistas no …

Em tempos de crise, os emprestados podem ser a solução do Benfica

Bruno Varela, Cristián Lema, Filip Krovinovic, Gedson Fernandes e Diogo Gonçalves são hipóteses que Bruno Lage tem a seu dispor para regressar dos empréstimos. A suspensão das competições desportivas deixa muitos clubes entre a espada e …