Japão, EUA e França vão desmantelar central nuclear de Fukushima

cephir / Flickr

-

O Governo do Japão vai trabalhar com os Estados Unidos e a França para desenvolver as tecnologias necessárias para retirar o combustível fundido da central nuclear de Fukushima.

De acordo com o diário económico Nikkei, o executivo nipónico espera concluir o desmantelamento da central Fukushima Daiichi, propriedade da companhia de eletricidade Tokyo Electric Power (TEPCO), com a ajuda de especialistas e de tecnologia dos estados Unidos e da França, consideradas potências nucleares de primeira ordem.

Esta sexta-feira, 11 de março, cumpriram-se cinco anos desde o terramoto de nove graus de magnitude na escala aberta de Richter, seguido de tsunami, que provocaram a pior crise nuclear desde a ocorrida em Chernobil, em 1986.

Desde o desastre, foi concluído 10% do trabalho de desmantelamento da central.

A Greenpeace sublinhou esta sexta-feira que a crise da central de Fukushima Daiichi foi “um dos piores acidentes industriais na História” e os governos devem apostar urgentemente na “energia limpa, renovável e segura”.

“Não sabemos exatamente o que causou o acidente e o Governo japonês continua a minimizar o nível de radioatividade nas zonas que tiveram de ser evacuadas. É trágico e inaceitável”, lamentou, em comunicado, o diretor da organização ecologista no Japão, Junichi Sato.

A Greenpeace também pediu ao Governo japonês e à TEPCO para dar prioridade à “segurança e ao meio ambiente” e apontou que o encerramento da central de Takahama, ordenado esta semana por um tribunal do Japão, por razões de segurança, é “um sinal de que a energia nuclear não tem futuro” no país.

A associação publicou, na semana passada, um relatório em que alerta para as mutações detetadas na flora e na fauna da área afetada pelo acidente de 11 de março de 2011, advertindo, em particular, para as “elevadas concentrações de radiação” em folhas novas de cedro e no pólen, alterações de crescimento em árvores como o abeto ou em espécies como as borboletas azuis, bem como para danos no ADN de gusanos (um tipo de verme) e para uma redução da fertilidade da andorinha comum.

Para os ambientalistas, “não há solução à vista para os quase 100 mil deslocados” pela crise na central japonesa.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Forças Armadas aceitaram líder do CDS como voluntário

O Jornal de Notícias escreve esta quinta-feira que as Forças Armadas aceitaram o líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, como voluntário para ajudar nas ações desenvolvidas na luta contra a covid-19 durante o estado …

Portugal duplica capacidade de ventilação. Oito profissionais de saúde nos cuidados intensivos

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, anunciou esta quinta-feira a duplicação dos equipamentos de ventilação e garantiu uma distribuição equilibrada dos testes de despistagem. “Entre ofertas, compras e empréstimos, estaremos em condições de duplicar …

Coreia do Norte reitera que não tem infetados. Coreia do Sul desconfia

A Coreia do Norte reafirmou que não regista nenhum caso de coronavírus (covid-19), numa declaração feita por um alto responsável pelo setor da Saúde de Pyongyang citado esta quinta-feira pela Agência France Presse. A Coreia do …

Ovar já tem linha telefónica própria para retirar pressão à Saúde 24

A Linha de Apoio Covid Ovar vai garantir assistência atempada à comunidade de 55.400 habitantes do concelho e é exclusiva para utentes que suspeitem ter sintomas do novo coronavírus. O Município de Ovar ativa, esta quinta-feira, …

Durão Barroso defende coronabonds (mas a prioridade é outra)

Em entrevista à SIC Notícias, Durão Barroso concordou com a criação dos ​​​​​​​coronabonds, mas defendeu que a prioridade é resolver "a crise humanitária". Durão Barroso considerou, em entrevista à SIC Notícias, que as instituições europeias têm …

Do empréstimo milionário à nacionalização. As soluções da TAP para resistir à crise

A TAP está a enfrentar uma das suas piores crises, face à pandemia de covid-19, e há várias soluções em cima da mesa, desde um empréstimo com aval do Estado à nacionalização da empresa. Para fazer …

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …

Há mais de nove mil casos de covid-19 em Portugal. Número de recuperados sobe para 68

Um mês desde o primeiro teste positivo confirmado do novo coronavírus no país, Portugal tem um total de 9.034 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica …

Ramalho Eanes: "Nós, os velhos, se for necessário oferecemos o nosso ventilador"

O antigo Presidente da República apelou aos mais "velhos", como ele, para darem o exemplo neste combate ao coronavírus, caso Portugal passe por uma situação semelhante à de Itália ou Espanha. Em entrevista à RTP, o …

"Profundamente preocupados". 13 países enviam recado a Viktor Orbán

Portugal e mais 12 países, entre os quais França, Bélgica e Espanha, garantiram, numa declarações conjunta, que apoiam a iniciativa da Comissão Europeia para verificar se as medidas de emergência implementadas respeitam os valores europeus. Os …