Já despontam eucaliptos em Pedrógão Grande (e são “barris de pólvora”)

(dr) António Cotrim

Volvido apenas mês e meio após o trágico incêndio de Pedrógão Grande, os eucaliptos já começaram a despontar na área ardida e um investigador alerta que, sem gestão do espaço, a zona pode transformar-se num autêntico barril de pólvora.

Junto ao Itinerário Complementar 8 ou pelas estradas municipais que ligam as diferentes aldeias afetadas pelas chamas que consumiram 53 mil hectares de floresta, a agência Lusa constatou o crescimento de eucaliptos próximo das árvores queimadas ou junto aos troncos cortados.

O investigador Ernesto de Deus, que estuda a regeneração natural do eucalipto, explica que o que se vê agora no território é o eucalipto a regenerar – o resultado da evolução da espécie que se adaptou aos fogos na zona de onde era natural (sudeste da Austrália e Tasmânia).

Muito dificilmente estas árvores morrem com o fogo e, quanto maior a árvore, mais difícil é de morrer”, disse à Lusa o especialista que realiza um doutoramento sobre esta espécie no Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa.

Segundo Ernesto de Deus, a árvore rebenta, “quer através da base do tronco, quer ao longo do tronco”, realçando que o eucalipto queimado, apesar de parecer morto, tem uma grande probabilidade de sobreviver e de se recompor no espaço de alguns meses.

Para além disso, depois de o fogo passar por um eucaliptal, as cápsulas que estão na copa da árvore abrem-se uns dias após a passagem das chamas e largam todas as sementes (há milhares em cada indivíduo), que normalmente germinam assim que surgem “as primeiras chuvas e um pouco de humidade”.

Se não forem arrancados, “vão ser barris de pólvora”

“O eucalipto reproduz-se com bastante facilidade. É bastante sensível à competição de outras espécies e, com o despir da vegetação, encontra condições favoráveis porque não tem competição“, realça Ernesto de Deus, explanando que esta espécie exótica é das primeiras árvores a colonizar uma zona queimada.

Face a essa característica, se os terrenos não forem tratados e limpos, o eucaliptal ganha uma maior densidade e fica “uma autêntica selva”, com “árvores de diferentes tamanhos a começarem a aparecer”.

“Os povoamentos ficam com muito mais material combustível e com muito mais risco de incêndio, se não forem tratados. Sem gestão, vão ser barris de pólvora“, alerta o investigador.

Para Ernesto de Deus, o eucaliptal é “relativamente fácil de tratar”, visto que a semente não tem dormência e, no espaço de um ano, “quase todas germinam”.

“É preciso ir para o terreno e arrancá-los”, disse o investigador, explicando que é necessário arrancar as árvores junto à raiz e não apenas cortar na base do tronco, para impedir novos rebentos.

Nos terrenos queimados que já sofreram intervenção após o incêndio, verifica-se, na maioria dos casos, um simples corte na base do tronco das árvores, constatou a agência Lusa no terreno.

O incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande no dia 17 de junho, no distrito de Leiria, provocou pelo menos 64 mortos e mais de 200 feridos, e só foi dado como extinto uma semana depois.

Mais de dois mil operacionais estiveram envolvidos no combate às chamas, que consumiram 53 mil hectares de floresta, o equivalente a cerca de 75 mil campos de futebol.

O fogo chegou ainda aos distritos de Castelo Branco, através da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra e Penela.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. http://portocanal.sapo.pt/noticia/128425/
    Segundo a Lusa constatou no local, o fogo está a consumir uma zona essencialmente povoada de mato, castanheiros e amendoal, tendo passado pela Serra de Reboredo, tida como uma das maiores manchas de carvalho branco da Europa.
    Isto em Torre de Moncorvo.
    Arranca-se os carvalhos também? Ou estes são um barril de água que se deixa arder???

RESPONDER

"Parasitas" vai ter uma série na HBO. E já são conhecidos dois nomes do elenco

A produção sul-coreana de Bong Joon Ho, especialmente condecorada pela Academia, merece agora uma adaptação para a televisão pelas mãos da HBO. A série televisiva de "Parasitas" foi anunciada em janeiro e a produção está encarregue …

O carregador do seu smartphone é mais potente do que o computador da Apollo 11

Não restam dúvidas de que a informática deu um passo gigante em termos de evolução nos últimos 50 anos. Agora, um engenheiro de software descobriu que até mesmo o carregador do seu smartphone é mais …

Tribunal suspende construção da Gigafactory na Alemanha

Um tribunal alemão ordenou à Tesla, este domingo, a suspensão das obras da sua fábrica "Gigafactory" por questões ambientais. Em novembro do ano passado, Elon Musk, presidente executivo da Tesla, anunciou que a Alemanha tinha sido …

Novos semáforos da Índia ficam vermelhos quando os condutores buzinam

A Polícia de Mumbai, na Índia, instalou detetores de ruído em vários semáforos de cruzamentos importantes da cidade, visando reduzir a poluição sonora. Agora, quanto mais os condutores buzinam, mais tempo a luz se mantém …

Polícia de Hong Kong procura autores de roubo de papel higiénico

Um camião que transportava papel higiénico foi, esta segunda-feira, alvo de um assalto à mão armada em Hong Kong, onde a escassez do produto motivou uma corrida ao comércio local. As autoridades informaram que um motorista …

Centeno considera gravações de Varoufakis "politicamente lamentáveis"

O presidente do Eurogrupo considerou, esta segunda-feira, a atitude do antigo ministro das Finanças grego, que gravou reuniões do fórum de ministros das Finanças da zona euro, "politicamente lamentável". "Honestamente, não tenho comentários a fazer sobre …

Elton John obrigado a interromper concerto devido a crise de pneumonia

O cantor britânico foi obrigado a interromper um concerto, na Nova Zelândia, devido a um diagnóstico de pneumonia atípica. No último domingo, o cantor britânico Elton John interrompeu um concerto no Auckland’s Mount Stadium, na Nova …

Tancos. Coronel da GNR nega pacto de silêncio

O ex-diretor de investigação criminal da GNR disse, esta segunda-feira, desconhecer qualquer pacto de silêncio com a Polícia Judiciária Militar que envolvesse a colaboração na investigação do furto das armas de Tancos. Na sessão desta segunda-feira …

Anel de curso perdido nos EUA encontrado 47 anos depois na Finlândia

Um anel de curso de um liceu nos Estados Unidos, perdido em 1973, foi agora descoberto numa floresta da Finlândia. De acordo com o The Guardian, Debra McKenna perdeu o anel de curso do marido em …

Apresentadas mais de 50 queixas contra post de André Ventura sobre Joacine Katar Moreira

A Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) já recebeu mais de 50 queixas devido à publicação na qual o deputado do Chega sugeria devolver Joacine Katar Moreira ao seu país de origem. Em …