/

Itália estuda novas restrições. Boris deve anunciar medidas esta segunda-feira

As autoridades italianas estão a planear introduzir novas restrições a nível nacional. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro britânico deverá anunciar um conjunto de novas medidas para Inglaterra.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Face ao número de novas infeções registadas em Itália, as autoridades italianas estão a planear introduzir novas restrições a nível nacional. Esta segunda-feira, vários peritos estarão reunidos para estudar as medidas a aplicar, avança o Público.

Roberto Speranza, ministro da saúde italiano, disse ter proposto uma proibição nacional de festas e em Roma os horários de abertura de bares e restaurantes deverão ser alterados.

Da mesma forma, Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, deverá anunciar um conjunto de novas medidas de restrição para Inglaterra esta segunda-feira.

De acordo com o The Guardian, o sistema de alerta conta três níveis. No primeiro, serão impostos limites aos ajuntamentos (seis pessoas) e um limite horário de funcionamento a bares e restaurantes, que só poderão estar abertos às 22h.

O segundo nível deverá introduzir limites às visitas e socialização em espaços interiores de pessoas que não pertençam à mesma família e, no último nível, os bares e restaurantes poderão mesmo fechar. As áreas mais afetadas, como Manchester ou Liverpool, deverão enfrentar as restrições mais duras e as regras já em vigor sobre o distanciamento e uso de máscara são para manter.

Jean Castex, primeiro-ministro de França, não exclui medidas de confinamento locais. Já as medidas de confinamento gerais deverão, por enquanto, “ser evitadas a todo o custo”.

Na quarta-feira, o Executivo francês deverá examinar “os dados epidemiológicos locais” para ver se há “necessidade de se ir mais além”. O Presidente francês, Emmanuel Macron, deverá falar aos franceses na noite de quarta-feira, se forem implementadas novas medidas.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.